• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Disertación de Maestría
DOI
10.11606/D.6.2009.tde-02092009-115102
Documento
Autor
Nombre completo
Elaine Cristina da Silva
Dirección Electrónica
Instituto/Escuela/Facultad
Área de Conocimiento
Fecha de Defensa
Publicación
São Paulo, 2009
Director
Tribunal
Pelicioni, Maria Cecilia Focesi (Presidente)
Bógus, Claudia Maria
Chiesa, Anna Maria
Título en portugués
Participação comunitária nos processos de educação em saúde e ambiental: região de Paranapiacaba e Parque Andreense
Palabras clave en portugués
Educação Ambiental
Educação em Saúde
Participação Comunitária
Promoção da Saúde
Resumen en portugués
A palavra participação tem aparecido nos mais variados discursos. Mas afinal, que participação é essa? Considerando o âmbito da promoção da saúde e seus pressupostos, a participação é citada como uma das condições fundamentais para que as comunidades assumam o controle sobre sua saúde. Percebe-se que há uma grande distância entre o que propõem os principais documentos referentes à promoção da saúde e o que realmente é colocado em prática. Uma das formas mais importantes de estimular a participação comunitária é por meio do processo educativo. Para entender como esses processos educativos vêm ocorrendo em áreas de proteção ambiental de modo que atenda os pressupostos da promoção da saúde, esta pesquisa foi realizada com o objetivo de identificar e analisar as ações de educação em saúde e de educação ambiental desenvolvidas pelo poder público municipal nas áreas de mananciais de Santo André/SP e as formas de participação da comunidade local nesses processos, bem como suas percepções sobre tais ações. A metodologia utilizada para a pesquisa foi de abordagem quali-quantitativa, tendo como instrumentos a análise documental; entrevistas estruturadas e semi-estruturadas. As entrevistas foram iniciadas após prévia aprovação do Comitê de Ética em Pesquisa e consentimento esclarecido dos entrevistados. Os sujeitos eram adultos de ambos os sexos residentes em 02 áreas da região de Paranapiacaba e Parque Andreense e funcionários da Prefeitura de Santo André. Os principais resultados mostraram que as ações de saúde desenvolvidas na região de estudo ainda são vistas predominantemente sob o prisma da prevenção e não como um processo educativo capaz de subsidiar e alcançar alguns dos objetivos da promoção da saúde, como o desenvolvimento de habilidades pessoais e o reforço à ação comunitária. Entre as ações relacionadas ao meio ambiente predominou o conhecimento das ações de fiscalização ambiental em detrimento das ações de educação. Os dados obtidos evidenciaram a importância de ações educativas como parte de um processo e não como práticas isoladas. A partir da análise dos depoimentos dos entrevistados, notouse que os mecanismos de divulgação e participação têm sido ineficientes, pois muitos desconhecem tais materiais de divulgação, assim como os espaços de participação e seus representantes. Os principais obstáculos citados pelos moradores entrevistados na relação poder públicosociedade civil estavam ligados à efetivação de ações de infra-estrutura e opções de geração de renda, falta de retorno às solicitações feitas, falta de diálogo entre os técnicos e a comunidade e formas de divulgação mais variadas e com abordagens diferenciadas. Concluiu-se que os sujeitos desta pesquisa ainda não detêm a habilidade para participar e para assumir uma postura pró-ativa frente ao local em que moram e à sua própria saúde, assim como o poder público precisa aprimorar as ações já desenvolvidas de modo que consiga concretizar a intersetorialidade e a promoção de processos educativos que realmente tenham cunho político, que criem condições para que a população se aproprie dos locais em que mora e aprenda a colocar em prática uma participação ativa, exigindo e agindo em prol de seu bemestar e de sua saúde.
Título en inglés
COMMUNITY PARTICIPATION IN THE CRIMINAL EDUCATION HEALTH AND ENVIRONMENTAL Region Paranapiacaba and Andreense Park
Palabras clave en inglés
Community Participation
Environmental Education
Health Education
Health Promotion
Resumen en inglés
The word participation has appeared in various speeches. But after all, what participation is that? Considering the scope of health promotion and its assumptions, participation is referred as a key condition for communities to assume control over their health. It is evident that there is a great distance between recommendations from the main documents relating to health promotion and what is actually put into practice. One of the most important ways of encouraging community participation is through the educational process. To understand how these educational processes are occurring in areas of environmental protection in order to meet the requirements of health promotion, this research objective consist on identify and analyze the measures of health education and environmental education developed by the municipal public authority in the watershed areas of Santo André/SP and how does local community participate in these processes, as well as their perceptions about such measures. The methodology adopted for this research was a quailquantitative approach, using as tools document analysis, structured and semi-structured interviews. The interviews were undertaken after prior approval of the Research Ethics Committee and informed consent of interviewees. Subjects were both gender adults, civil servants of the Municipality of Santo André. The main results showed that the health measures developed in the studied region are still predominantly seen from the point of view of prevention and not as an educational process able to support and achieve some of the goals of health promotion, such as the development of personal skills and strengthening to community action. Among the actions related to the environment, the awareness about measures on environmental inspection predominated in detriment to measures on education. Data analysis showed the importance of educational measures as part of a process and not as isolated practices. The analysis of the testimonials of interviewees showed that the mechanisms for diffusion and participation have been ineffective, because many dont know about such advertising materials, and they dont know the places of participation and their representatives as well. The main obstacles cited by the interviewed residents in the publiccivil society relation were linked to the realization of infrastructure measures and options for generating income, lack of response to their requests, lack of dialogue between the technicians and the community and more varied forms of diffusion and with different approaches. It was concluded that the subjects of this research have not developed yet the ability to participate and to take a proactive stance in their neighborhood and for their own health, and the public authority needs to improve the already undertaken measures as well, in order to achieve intersectoriality and promotion of educational measures with a really political character, which creates conditions for the population to take ownership of where they live and so they can learn to put into practice an active participation, demanding and acting on behalf of their welfare and their health
 
ADVERTENCIA - La consulta de este documento queda condicionada a la aceptación de las siguientes condiciones de uso:
Este documento es únicamente para usos privados enmarcados en actividades de investigación y docencia. No se autoriza su reproducción con finalidades de lucro. Esta reserva de derechos afecta tanto los datos del documento como a sus contenidos. En la utilización o cita de partes del documento es obligado indicar el nombre de la persona autora.
ElaineCristina.pdf (1.60 Mbytes)
Fecha de Publicación
2009-10-01
 
ADVERTENCIA: El material descrito abajo se refiere a los trabajos derivados de esta tesis o disertación. El contenido de estos documentos es responsabilidad del autor de la tesis o disertación.
  • SILVA, Elaine Cristina, e PELICIONI, Maria Cecilia Focesi. Participação social e promoção da saúde: estudo de caso na região de Paranapiacaba e Parque Andreense. Revista Ciência e Saúde Coletiva, 2013, vol. 18, n. 2, p. 563-572.
  • SILVA, Elaine Cristina, e PELICIONI, Maria Cecília Focesi Pelicioni. Participação Comunitária, Educação em saúde e ambiental: analisando as representações sociais de duas comunidades das áreas de mananciais de Santo André- SP São Paulo : Livraria Santos Editora, 2012. Outros. capítulo do Livro: Educação e Promoção da Saúde - Teoria e prática.
Todos los derechos de la tesis/disertación pertenecen a los autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Tesis y Disertaciones de la USP. Copyright © 2001-2023. Todos los derechos reservados.