• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tesis Doctoral
DOI
https://doi.org/10.11606/T.6.2007.tde-07052021-114545
Documento
Autor
Nombre completo
Renée Leão Simbalista
Instituto/Escuela/Facultad
Área de Conocimiento
Fecha de Defensa
Publicación
São Paulo, 2007
Director
Tribunal
Areas, José Alfredo Gomes (Presidente)
Bastos, Deborah Helena Markowicz
Pinto e Silva, Maria Elisabeth Machado
Santos Filho, Raul Dias dos
Sauerbronn, Adolfo Vitor Dias
Título en portugués
Efeitos da suplementação da dieta com linhaça nos sintomas climatéricos de mulheres na pós-menopausa
Palabras clave en portugués
Alimentos Funcionais
Fitoestrógenos
Lignanas
Linhaça
Menopausa
Resumen en portugués
Objetivo: Avaliar os efeitos do consumo diário de um pão enriquecido com farinha de linhaça, rico em lignanas, sobre os sintomas climatéricos e espessura endometrial de mulheres na pós-menopausa. Métodos: Na primeira fase foram desenvolvidos dois tipos de pães isocalóricos, com aparência similar. Um rico em lignanas, a partir da farinha de linhaça desengordurada e, o segundo, controle. Foram realizados testes para verificar a estabilidade dos ácidos graxos e das lignanas no produto de estudo. Na segunda etapa foi realizado um ensaio clínico duplo-cego, randomizado, com controle placebo. Trinta e oito mulheres, na menopausa de 1 a 10 anos, com sintomas climatéricos de moderados a severos, sem medicação, foram divididas em 2 grupos e ingeriram durante 3 meses os produtos desenvolvidos. Análises das lignanas vegetais mostraram sua estabilidade ao processamento, de forma que uma porção diária de 80g do pão estudado fornecia o equivalente a 25g de semente de linhaça integral e 46 mg de lignanas. As variáveis de desfecho avaliadas foram o número diário de ondas de calor, o Índice Menopausal de Kupperman e a espessura endometrial. Para controle foram avaliados o perfil lipídico e hormônios (estradiol, FSH, TSH, T4 livre) no plasma. A suplementação da dieta com os pães foi avaliada através de 2 recordatórios de 24 horas no pré e pós-tratamento. Resultados: Vinte pacientes no grupo de estudo e 18 no controle completaram o estudo. Nenhuma diferença estatisticamente significativa foi observada entre as características gerais das pacientes no momento inicial do estudo. Os dois grupos apresentaram redução estatística significativa nas ondas de calor e no IMK após 3 meses de tratamento, mas nenhuma diferença pôde ser verificada entre eles. Conclusões. Verificou-se que as lignanas vegetais são bastante estáveis ao processamento térmico e armazenagem sob refrigeração. Apesar da farinha de linhaça ter se mostrado uma boa alternativa para enriquecer produtos de panificação, por ser excelente fonte de fibras, ômega 3 e lignanas, a administração de 46 mg/dia lignanas na forma de pães não foi mais efetiva que o placebo na redução do número ondas de calor, IMK e na espessura endometrial de mulheres na pós-menopausa que participaram do estudo.
Título en inglés
Not available
Palabras clave en inglés
Not available
Resumen en inglés
Not available
 
ADVERTENCIA - La consulta de este documento queda condicionada a la aceptación de las siguientes condiciones de uso:
Este documento es únicamente para usos privados enmarcados en actividades de investigación y docencia. No se autoriza su reproducción con finalidades de lucro. Esta reserva de derechos afecta tanto los datos del documento como a sus contenidos. En la utilización o cita de partes del documento es obligado indicar el nombre de la persona autora.
Fecha de Publicación
2021-05-07
 
ADVERTENCIA: Aprenda que son los trabajos derivados haciendo clic aquí.
Todos los derechos de la tesis/disertación pertenecen a los autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Tesis y Disertaciones de la USP. Copyright © 2001-2022. Todos los derechos reservados.