• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
https://doi.org/10.11606/T.6.2020.tde-03042020-110334
Documento
Autor
Nome completo
Taqueco Teruya Uchimura
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2000
Orientador
Banca examinadora
Szarfarc, Sophia Cornbluth (Presidente)
Fujimori, Elizabeth
Latorre, Maria do Rosário Dias de Oliveira
Sigulem, Dirce Maria
Souza, Sonia Buongermino de
Título em português
Fatores maternos de risco para o baixo peso ao nascer
Palavras-chave em português
Anemia
Baixo Peso ao Nascer
Crescimento
Desnutrição
Hemoglobina
Peso Insuficiente
Resumo em português
Objetivo: A importância do estudo do baixo peso ao nascer como indicador de saúde vem sendo enfatizada, não só para o estabelecimento de comparações, como para encontrar uma explicação das causas, como base para uma ação preventiva. Neste sentido realizou-se este estudo com o objetivo de verificar a influência de fatores maternos na ocorrência do baixo peso ao nascer. Metodologia: A população amostral foi constituída por todas as mães biológicas e suas crianças menores de 1 ano de idade atendidas em 5 dias úteis nas 22 unidades de saúde do Município de Maringá, em 1998, perfazendo um total de 587. Considerou-se BPN (baixo peso ao nascer) todas as crianças com peso <2500 g (OMS). Para o diagnóstico da anemia, utilizou-se a dosagem bioquímica da concentração de hemoglobina pelo método colorimétrico direto, HemoCue, sendo consideradas anêmicas toda a criança com [Hb]< 11,0 g/dL, e mães com [Hb] < 11,9 g/dL. Resultados: Os fatores de risco para o BPN foram o ganho de peso na gestação < = 9 Kg, a idade da mãe menor de 20 anos e as mães que fumavam mais de 5 cigarros por dia. Da população total 14,8% das mães eram anêmicas e para as crianças este percentual foi de 58%. A desnutrição crônica, identificada pelo índice altura para idade, se apresentou elevada especialmente para as crianças de O a 3 meses nascidas de baixo peso. As variáveis que apresentaram associação significativa com o BPN foram: o ganho de peso durante a gestação (OR= 2,77, p=0,0082), a idade da mãe < 20 anos (OR= 2,49, p=0,0401), e o fumo para as mães que fumavam mais de 5 cigarros/dia (OR= 3,39,p=0,0333). Apresentaram baixo peso ao nascer 37(6,3%) crianças e a anemia foi mais prevalente entre elas; igualmente foi maior a prevalência de anemia no segundo semestre de vida (p=0,0093). Conclusões: Embora o índice de BPN na população estudada apresente um percentual semelhante ao de países desenvolvidos, sugere-se a implementação de um serviço de pré-natal para as mulheres de risco visando a redução deste evento que afeta a criança, dificultando o seu crescimento e aumentando o risco de anemia e suas inúmeras consequências deletérias.
Título em inglês
Not available
Palavras-chave em inglês
Anemia
Growth
Hemoglobin
Inadequate Weight
Low Birthweight
Malnutrition
Resumo em inglês
Objective: The importance of studying low birthweight as a health indicator has been emphasized, not only to establish comparisons, but also to find explanation for the causes, as basis for a preventive action. For that, a study was carried out with the purpose of verifying the influence of maternal factors in the occurrence of low birthweight. Methology: The sample comprised all biological mothers and their children under 1 year of age assisted for 5 days at 22 health units of Maringá municipality, in 1998. The total ofmothers was of 587. It was considered LBW (low birthweight) all children with a weight <2500g (WHO), For the anemia diagnosis, the biochemical dosage of hemoglobin concentration by HemoCue method was used, being considereds anemics all children with [Hb] < 11.0 g/dL, and mothers with [Hb] < 11,9 g/dL. Results: Risk factors for LBW were weight gain during pregnancy <=9 kg, age of a mother under 20, and mothers who smoked more than 5 cigarettes/day. From the total sample 14.8% of mothers and 58% of the children were anemic. The cronic malnutrition, the heigth rate for age was presented high for the children of O to 3 months old. The variables that presented significant association with low birthweight were: weight gain during pregnancy (OR= 2. 77, p= 0.0082), mother's age < 20 (OR= 2.49, p= 0.0401), and smoking for the mothers who smoked more than 5 cigarettes/day (OR= 3.39, p= 0.0333). From the total, 37(6.3%) presented low birthweight, being the anemia more prevalent in the second semester of life (p=0.0093). Conclusions: Although the LBW rate in the studied group presents a percentage similar to the developed countries, it is necessary to implement a prenatal service for women at risk, aiming at reducing the rate which affects the children, making it difficult the development of their full potential growing and rising the risk for anemia and many deletery consequences.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2020-04-03
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2022. Todos os direitos reservados.