• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
https://doi.org/10.11606/T.6.2002.tde-14122020-143258
Documento
Autor
Nome completo
Regiane Maria Tironi de Menezes
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2002
Orientador
Banca examinadora
Natal, Delsio (Presidente)
Chiaravalloti Neto, Francisco
Murata, Iná Kakitani
Shimizu, Gisela Yuka
Silva, Mario Antonio Navarro da
Título em português
Aspectos bioecológicos de Culex quinquefasciatus e Ochlerotatus scapularis, abrigados em habitats do Parque Ecológico do Tietê na cidade de Säo Paulo, SP
Palavras-chave em português
Bioecológico
Culex quinquefasciatus
Estado Fisiológico
Ochlerotatus scapularis
Tamanho do Corpo
Resumo em português
Objetivos. Diante da importância epidemiológica de Culex quinquefasciatus e Ochlerotatus scapularis e da conhecida dominância dessas populações em áreas do Parque Ecológico do Tietê, objetivou-se estudar ao longo das estações do ano aspectos bioecológicos das duas populações abrigadas em diferentes habitats. Métodos. Realizaram-se coletas quinzenais nos diferentes habitats com auxílio de aspirador a bateria. O estado fisiológico e o tamanho do corpo das fêmeas das duas populações foi verificada em laboratório a partir de amostras aleatórias de cada habitat. Resultados. A proporção entre os sexos revelou um maior predomínio de machos entre os habitats, esta diferença foi mais significante para Culex quinquefasciatus. Ochlerotatus scapularis apresentou um percentual maior de fêmeas paridas comparado a Culex quinquefasciatus nos diferentes habitats. Essa diferença foi significante com (χ2 = 16.6 e p =0,01). A distribuição de fêmeas paridas e nulíparas de Culex quinquefasciatus nos habitats do interior do parque, foi mais significante (χ2 = 28,7 e p < 0,001) comparada à distribuição de Ochlerotatus scapularis (χ2 = 13,8 e p = 0,01). As fêmeas paridas dos mosquitos foram numericamente mais expressivas ao longo da estação chuvosa, nos habitats da periferia e interior do parque. As duas populações apresentaram fêmeas nos estágios III de Christophers e Mer com o intestino totalmente cheio de sangue vermelho, indício de discordância gonotrófica. Culex quinquefasciatus foi estatisticamente maior que Ochlerotatus scapularis (p < 0,001), em relação ao tamanho do corpo, apresentando diferença estatística significante tanto no período de chuva quanto no de seca (H = 69,9 e P < 0,001). O coeficiente de regressão (β1= -14.9) e o coeficiente de correlação (r = - 0,62) indicaram para Culex quinquefasciatus um efeito negativo do tamanho sobre as fêmeas paridas. A função do tamanho não se explicou em fêmeas nulíparas e de machos de Culex quinquefasciatus, indica a proximidade do criadouro. O tamanho do corpo de Culex quinquefasciatus é maior que Ochlerotatus scapularis. O efeito do tamanho do corpo sobre o número de fêmeas paridas foi negativo. Culex quinquefasciatus e Ochlerotatus scapularis apresentaram discordância gonotrófica. As fêmeas paridas de Ochlerotatus scapularis estiveram em consonância com altas temperaturas e com os picos de densidade de fêmeas. Existe diferença estatisticamente significante na distribuição de fêmeas paridas e nulíparas das duas populações entre os habitats estudados.
Título em inglês
Bioecological aspects of Culex quinquefasciatus and Ochlerotatus scapularis from habitats of the Ecological Park by the river Tietê, City of São Paulo, SP
Palavras-chave em inglês
Bioecological
Body Size
Culex quinquefasciatus
Ochlerotatus scapularis
Physiological Stage
Resumo em inglês
Objectives. In view of the epidemiological importance of Culex quinquefasciatus and Ochlerotatus scapularís, and the well-known dominance of populations of both species in the Park, a plan was worked out for studying some of their bioecological aspects along the seasons, during two years, in its various habitats. Metbods. Specimens were collected fortnightly from selected habitats with the aid of a battery-powered vacuum pump. Physiological stage and body size of female mosquitoes from random samples of both species, collected from all selected habitats, were determined at the laboratory. Results. Populations of both species, from all sampled habitats, had a significantly higher proportion of males. The ratio of parous to nulliparous Ochlerotatus scapularis was significantly higher than the ratio of parous to nulliparous Culex quinquefasciatus (χ2= 16.6 and p=0.01). Culex quinquefasciatus showed a higher intrinsic variation of this ratio among habitats inside the Park (χ2 = 28.7 and p = 0.001) than Ochlerotatus scapularis (χ2 = 13.8 and p = .01). During the rainy season, the population of parous females, irrespective of the species, was numerically superior, both in sites inside and on the periphery of the Park. Populations of both species included females in Christophers & Mer's stage III with their guts full of red blood, which conflicted with gonotrophic data. The specimens of Culex quinquefasciatus were found to be significantly larger than those of Ochlerotatuç scapularis (p < 0.001), this difference remaining statistically significant when data from mosquitoes collected along the dry and rainy seasons were analyzed (H = 69.9 and p < 0.001). The coefficients of regression (β1 = - 14.9) and of correlation (r = - 0.62) were suggestive of a negative effect of size on the parity of Culex quinquefasciatus, but not on the parity of Ochlerotatus scapularis (r = - 0.42). Conclusions. The higher proportion of males and of nulliparous females of Culex quinquefasciatus suggested a proximity of their breeding sites. Culex quinquefasciatus body is larger than that of Ochlerotatus scapularis. Body size and the proportion of parous females were observed to be negatively correlated. Culex quinquefasciatus and Ochlerotatus scapularis showed gonotrophic disagreement. The proportion of parous Ochlerotatus scapularis was in agreement with the observed high temperatures and female density peaks. A statistically significant difference was found in the distribution of nulliparous and parous females of both species, among the habitats under study.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2020-12-14
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2022. Todos os direitos reservados.