• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
https://doi.org/10.11606/T.6.2003.tde-12072021-182939
Documento
Autor
Nome completo
Zoraida Del Carmen Fernandez Grillo
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2003
Orientador
Banca examinadora
Forattini, Oswaldo Paulo (Presidente)
Felippe, Julia Maria Martins de Souza
Natal, Délsio
Oliveira, Ricardo Lourenço de
Sallum, Maria Anice Mureb
Título em português
Estudo da competência vetora de populações de Aedes (Stegomyia) albopictus (Skuse) (Diptera: Culicidae) do Estado de São Paulo para os vírus dengue e encefalomielite eqüina venezuelana e do efeito da exposição à infecção na longevidade
Palavras-chave em português
Ae. albopictus
Competência Vetora
Dengue
Encefalomielite Eqüina Venezuelana
Longevidade
Resumo em português
Objetivos. Avaliar a competência vetora de populações de Ae. albopictus do Vale do Paraíba (localidade urbana) e do Vale do Ribeira (localidade rural) (Estado de São Paulo) para os vírus DENV-1 e DENV-2 e os subtipos IC, ID e IF do VEEV, e a influência da infecção na sobrevivência dos mosquitos. Métodos. Fêmeas com 4-6 dias de idade foram infectadas por via oral com DENV-1 e DENV-2 e com os subtipos IC, ID e IF do VEEV. Foram determinadas as porcentagens de infecção, disseminação e transmissão dos vírus. Foram construídas tabelas de sobrevida em mosquitos não expostos e expostos aos vírus. Resultados. As taxas de infecção para DENV-1 e DENV-2 foram baixas nas duas populações de Ae. albopictus. Não foi detectada transmissão desses vírus, mas sim a disseminação deles. A longevidade dos mosquitos não foi afetada pela exposição à infecção ao DENV. As taxas de infecção foram elevadas para os subtipos IC e ID do VEEV, mas baixas para o subtipo IF. Porém os títulos de infecção nos três casos foram elevados. Foi detectada a transmissão dos subtipos IC e ID. A longevidade dos mosquitos diminuiu em decorrência da exposição à infecção com o subtipo IC. Conclusões. As populações de Ae. albopictus avaliadas são susceptíveis à infecção pelo DENV e competentes para transmitir os subtipos enzoóticos e epizoóticos do VEEV. Outros estudos com o subtipo IF devem ser realizados. A longevidade foi afetada pela infecção com o subtipo IC do VEEV.
Título em inglês
Study of the vector competence of populations of Aedes (Stegomyia) albopictus (Skuse) (Diptera: culicidae) from São Paulo State (Brazil) for dengue and Venezuelan equine encephalitis viruses and the effect of the exposition to infection on the longevity
Palavras-chave em inglês
Ae. albopictus
Dengue
Longevity
Vector Competence
Venezuelan Equine Encephalitis
Resumo em inglês
Objectives. To evaluate the vector competence of Ae. albopictus populations from Vale do Paraíba (urban locality) and Vale do Ribeira (rural locality) for DENV-1 and DENV-2 and lC, ID and IF subtypes of VEEV and the effect of infection on mosquito longevity. Methods. Four to 6 days old females were orally infected with DENV-1 and DENV-2 and, IC, ID and IF subtypes of VEEV. Infection, dissemination and transmission rates of viruses were determined. Life tables were constructed for mosquitoes that were not exposed and exposed to virus infection. Results. The populations of Ae. albopictus shown low rates of infection for DENV-1 and DENV-2. Spite of the dissemination of those viruses, the transmission was not detected. The longevity of mosquito populations was not affected by the exposition to DENV infection. The infection rates for IC and ID of VEEV were high but lower for IF subtype. However, the titers of infection for the three subtypes were higher. The transmission for IC and ID subtypes was detected. The longevity of mosquitoes was reduced after the exposition to IC infection. Conclusions. The Ae. albopictus populations evaluated are susceptible for DENV infection and competent to transmit enzootic and epizootic subtypes of VEEV. Another studies must be done with IF subtype. The longevity could be affected by the infection with IC subtype of VEEV.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2021-07-12
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2021. Todos os direitos reservados.