• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Disertación de Maestría
DOI
https://doi.org/10.11606/D.59.2020.tde-16102019-114733
Documento
Autor
Nombre completo
Carolina Rizzatto Martins Padilha
Dirección Electrónica
Instituto/Escuela/Facultad
Área de Conocimiento
Fecha de Defensa
Publicación
Ribeirão Preto, 2019
Director
Tribunal
Barbieri, Valeria (Presidente)
Gomes, Fernanda Kimie Tavares Mishima
Masetti, Luciana Marchetti Torrano
Ornelas, Élide Dezoti Valdanha
Título en portugués
Transmissão psíquica das experiências transicionais em três gerações de famílias de crianças obesas
Palabras clave en portugués
Espaço transicional
Obesidade infantil
Procedimento de Desenhos-Estórias
Transmissão psíquica entre gerações
Resumen en portugués
A obesidade é considerada uma doença complexa, crônica e multifatorial. Sua etiologia engloba os fatores psicológicos do indivíduo, que se constituem no âmbito de seus relacionamentos familiares. Na perspectiva psicanalítica, a mãe é essencial para a construção do Self do bebê e possui uma história que perpassa e impacta os cuidados que ela oferece a ele. Essa história inclui o relacionamento da mãe com os seus ascendentes imediatos ou distantes, por meio do processo de transmissão psíquica geracional. A capacidade para usufruir das experiências e fenômenos transicionais integra o processo de constituição do Self, sendo transmitida de mãe para filho, pois nada escapa ao processo de transmissão psíquica geracional. Como a obesidade infantil estaria relacionada à dificuldade de alcance do viver criativo (as experiências transicionais), este estudo investigou a transmissão psíquica da capacidade para usufruir dos fenômenos transicionais em três gerações de duas famílias em que havia uma criança obesa. O enfoque utilizado foi o clínico-qualitativo e o referencial teórico-metodológico o psicanalítico. Duas famílias compuseram a amostra do estudo, uma com mais de um membro obeso e outra só com a criança. Os participantes da Família 1 foram uma menina obesa (9 anos), sua mãe, avô materno, avó materna e avó paterna. Os participantes da Família 2 foram uma menina obesa (10 anos), sua mãe e a avó materna. As famílias foram selecionadas em serviço especializado para obesidade infantil. Os instrumentos utilizados foram um roteiro de entrevista semiestruturado (para os adultos) e o Procedimento de Desenhos-Estórias (D-E) (para todos os membros), aplicados individualmente. Os dados foram analisados pelo método da livre inspeção do material. Foi realizada uma síntese individual para cada um dos participantes, com a descrição de seus psicodinamismos e da capacidade para usufruir das experiências transicionais. Posteriormente, uma síntese diagnóstica cruzada do grupo familiar foi delineada, de modo a interligar as avaliações dos membros. A discussão de cada família foi norteada pela psicanálise winnicottiana articulada com a teoria da psicanálise vincular (ou transmissão psíquica). Os resultados mostraram que os membros avaliados das duas famílias vivenciaram entraves em seu processo de amadurecimento emocional nas famílias de origem, em graus diferentes. A capacidade para usufruir das experiências transicionais foi transmitida através das gerações e reverberou no processo de transmissão das heranças psíquicas. Quanto mais ampla essa capacidade, maior a transformação das heranças, maior a possibilidade de constituição de subjetividades individuais e menor a formação de alianças defensivas que se expressam através de sintomas. O histórico de lutos foi determinante na transmissão psíquica transgeracional. O funcionamento familiar inconsciente pode ser produtor e mantenedor do sintoma da criança, ainda que nesta pesquisa ele tenha assumido um sentido diferente dentro de cada família. A presença de outros membros com obesidade, em uma família, sinalizou que a obesidade extrapola a transmissão genética e revela a precariedade na simbolização de vivências difíceis, arrastada no decorrer das gerações. A proposta de compreensão do sofrimento emocional a partir da teoria vincular se apresenta como essencial para a intervenção clínica, pelo enfoque no aspecto intersubjetivo, e amplia a teoria winnicottiana, tornando compreensíveis as bases das dificuldades parentais passíveis de provocarem danos na constituição do Self infantil. Um espaço favorecedor da escuta e da fala, que possibilite o desenvolvimento das capacidades transicionais da família viabilizaria o trabalho de elaboração psíquica dos legados inconscientes traumáticos que sustentam o sofrimento emocional
Título en inglés
Psychic transmission of transitional experiences in three generations of families of obese children
Palabras clave en inglés
Draw and Tell a Story Procedures
Obesity in children
Psychic transmission between generations
Transitional space
Resumen en inglés
Obesity is a complex, chronic and multifactorial disease. The etiology encompasses the psychological factors of the individual, which are within the scope of their family relationships. In a psychoanalytic perspective, the mother is essential for the construction of the baby's Self and she has a history that permeates and impacts the care it offers to him. Her story includes the immediate and distant relationship with ascendants, through of generational psychic transmission process. The capacity to enjoy experiences and transitional phenomena integrates the process of Self constitution, being transmitted from mother to child, because nothing escapes the generational psychic transmission process. As childhood obesity would be related to the difficulty of reaching creative living (the transitional experiences), this study aimed to understand the process of psychic transmission of the capacity for transitional experiences in three generations of two families in which there was an obese child. The approach used was the clinical-qualitative and the theoretical-methodological was psychoanalytic referential. This is the case study of two families, one with more than one obese member and one with the child only. Family 1s participants were the maternal grandmother, the paternal grandmother, the maternal grandfather, the childs mother and the 9-years-old-child diagnosed with obesity. Family 2s participants were the maternal grandmother, the childs mother and the 10-yearsold-child diagnosed with obesity. They were reached through a specialized service for the treatment of childhood obesity. The data collection instruments were a semistructured interview (for adults) and the Story Drawing (SD) procedure (for all members). All instruments were applied individually. The material was transcribed and analyzed by means of the free inspection method of the material. Individual psychodiagnoses were made of the participants, describing their psychodynamics and the capacity to enjoy the transitional experiences. Subsequently, a cross-diagnostic synthesis of the family was delineated, in order to interconnect the assessments of the members. In the discussion, Winnicott's theory was articulated with the contributions of the Psychoanalysis Linkage approach to the transgenerational psychic transmission. The results showed that the members of the two families experienced obstacles in their process of emotional maturation, to different degrees. The capacity to enjoy transitional experiences was passed down through the generations and reverberated in the process of transmitting psychical inheritances. The larger this capacity, the greater the transformation of inheritances, the greater the possibility of constitution of individual subjectivities and the less the formation of defensive alliances that express themselves through symptoms. The history of grief was determinant in transgenerational psychic transmission. Unconscious family functioning can be a producer and maintainer of the child's symptom, although in this research it has assumed a different meaning within each family. The presence of other members with obesity in a family, signaled that obesity extrapolates genetic transmission and reveals the precariousness in the symbolization of difficult experiences, dragged along the generations. The proposal of understanding emotional suffering from the link theory is presented as essential for clinical intervention, by focusing on the intersubjective aspect, and broadens the Winnicottian theory, making understandable the bases of the parental difficulties that can cause damage in the constitution of the child Self. A space conducive to listening and speaking that allows the development of transitional capacities of the family would enable the work of psychic elaboration of the traumatic unconscious legacies that sustain emotional suffering
 
ADVERTENCIA - La consulta de este documento queda condicionada a la aceptación de las siguientes condiciones de uso:
Este documento es únicamente para usos privados enmarcados en actividades de investigación y docencia. No se autoriza su reproducción con finalidades de lucro. Esta reserva de derechos afecta tanto los datos del documento como a sus contenidos. En la utilización o cita de partes del documento es obligado indicar el nombre de la persona autora.
Ha ficheros retenidos debido al pedido (publicación de datos, patentes o derechos autorales).
Fecha de Liberación
2019-10-16
Fecha de Publicación
2020-01-09
 
ADVERTENCIA: Aprenda que son los trabajos derivados haciendo clic aquí.
Todos los derechos de la tesis/disertación pertenecen a los autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Tesis y Disertaciones de la USP. Copyright © 2001-2021. Todos los derechos reservados.