• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
https://doi.org/10.11606/D.59.2020.tde-25062020-163531
Documento
Autor
Nome completo
Bianca Bonini Campos
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2020
Orientador
Banca examinadora
Kohlsdorf, Tiana (Presidente)
Bockmann, Flávio Alicino
Mattox, George Mendes Taliaferro
Pires, Tiago Henrique da Silva
Título em português
Variação intraespecífica e efeito da temperatura no estabelecimento do fenótipo durante a ontogenia de Astyanax lacustris (Lütken, 1875) (Osteichthyes: Characidae)
Palavras-chave em português
Desenvolvimento
Eco-Evo-Devo
Peixes
Sinais ambientais
Resumo em português
A origem da variação fenotípica é um problema complexo e de suma importância para o entendimento dos processos evolutivos, pois estes residem na existência de variantes fenotípicas reveladas. Uma vez que o estabelecimento do fenótipo ocorre durante o desenvolvimento, entender os mecanismos que agem na ontogenia é crucial para a compreensão da origem da variação fenotípica. Uma propriedade intrínseca dos sistemas de desenvolvimento consiste na produção de formas fenotípicas alternativas que podem diferir quanto à morfologia, à fisiologia ou ao comportamento em resposta às condições ambientais - essa propriedade é denominada Plasticidade Fenotípica. Um dos fatores ambientais que exerce grande influência no estabelecimento do fenótipo é a temperatura do ambiente de desenvolvimento. O presente trabalho teve por objetivo central testar a hipótese de associações entre a temperatura do ambiente de desenvolvimento e a magnitude de respostas plásticas do fenótipo resultantes em peixes Astyanax lacustris (Lütken, 1875). Para tal, foi investigada a morfologia externa de espécimes adultos em condições naturais e o estabelecimento do fenótipo, incluindo a morfologia externa, os processos de ossificação e expressão gênica, em peixes criados em laboratório em condições ambientais que diferiram quanto à temperatura [Alta (26°C) e Baixa (20°C)] e fluxo de água (com fluxo de água e sem fluxo de água). A temperatura do ambiente de desenvolvimento influenciou a magnitude das respostas plásticas do fenótipo morfológico associadas ao fluxo de água e também as trajetórias ontogenéticas e variações nas sequências de ossificação. Adicionalmente, os níveis de expressão gênica dos genes associados ao desenvolvimento das estruturas ósseas variaram conforme as condições de desenvolvimento e a janela ontogenética. Os resultados desse trabalho corroboram o potencial do ambiente de desenvolvimento em influenciar a distribuição e a magnitude da variação fenotípica dentro de uma população.
Título em inglês
Intraspecific variation and temperature effect on the phenotype establishment during the ontogeny of Astyanax lacustris (Lütken, 1875) (Osteichthyes: Characidae)
Palavras-chave em inglês
Development
Eco-Evo-Devo
Environmental signals
Fishes
Resumo em inglês
The origin of phenotypic variation is a complex and important problem for the understanding of the evolutionary processes, once these reside in the existence of revealed phenotypic variants. Since the establishment of the phenotype occurs during development, understanding the mechanisms that act in ontogeny is crucial for understanding the origin of the phenotypic variation. An intrinsic property of development systems is the production of alternative phenotypic forms that may differ in terms of morphology, physiology or behavior in response to environmental conditions - this property is called Phenotypic Plasticity. One of the environmental factors that has a great influence on the establishment of the phenotype is the temperature of the development environment. The main goal of this work was to test the hypothesis of associations between the temperature of the development environment and the magnitude of plastic responses of the phenotype resulting in Astyanax lacustris fish (Lütken, 1875). For this purpose, the external morphology of adult specimens under natural conditions and the establishment of the phenotype, including external morphology, ossification processes and gene expression, were investigated in laboratory-reared fish under environmental conditions that differed in temperature [High (26 ° C) and Low (20 ° C)] and water flow (with water flow and without water flow). The temperature of the development environment influenced the magnitude of the plastic responses of the morphological phenotype associated with the water flow and also the ontogenetic trajectories and ossification sequences variation. In addition, the levels of gene expression of genes associated with the development of bone structures varied according to development conditions and the ontogenetic window. The results of this work corroborate the potential of the development environment to influence the distribution and magnitude of phenotypic variation within a population.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2020-07-14
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.