• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Disertación de Maestría
DOI
https://doi.org/10.11606/D.59.2018.tde-30072020-082547
Documento
Autor
Nombre completo
Natasha Gomes Oliveira
Dirección Electrónica
Instituto/Escuela/Facultad
Área de Conocimiento
Fecha de Defensa
Publicación
Ribeirão Preto, 2018
Director
Tribunal
Almeida, Sebastião de Sousa (Presidente)
Kakeshita, Idalina Shiraishi
Liberatore Junior, Raphael Del Roio
Margutti, Ana Vitoria Barban
Título en portugués
Influências ambientais na variação do índice de massa corporal de crianças em idade escolar
Palabras clave en portugués
Comportamento
Crianças
Férias
Obesidade
Resumen en portugués
A obesidade é caracterizada como o acúmulo excessivo de gordura e sua etiologia é complexa e multifatorial. Compreender os períodos que são críticos para maior probabilidade de mudanças no IMC pode nos informar acerca de esforços que precisam ser feitos na prevenção da obesidade infantil. O objetivo geral deste estudo longitudinal foi comparar influências do ambiente escolar e extraescolar no Índice de Massa Corporal (IMC) infantil, por meio da mensuração do percentil e escore z no período em que as crianças frequentaram a escola - durante o ano escolar - e no período em que as crianças não frequentaram a escola - durante as férias de verão e de inverno do ano de 2016. Os demais objetivos do estudo foram avaliar os padrões de sono das crianças, investigar as atividades físicas e os comportamentos sedentários, avaliar as percepções parentais em relação à segurança no bairro e acessar crenças, atitudes e práticas parentais em relação à alimentação das crianças. Foram convidadas a participar do estudo todas as crianças regularmente matriculadas na pré-escola, 1º ano, 2º ano e 3º ano de uma escola pública e de uma escola particular. O Grupo das Crianças foi composto, inicialmente, por 153 alunos matriculados em escolas públicas e particulares, nas séries de interesse mencionadas. O Grupo dos Pais ou Responsáveis foi também, inicialmente, composto por 153 adultos responsáveis por cada uma das crianças. Os dados foram coletados antes e após cada período de férias ao longo do ano letivo de 2016. O peso e a altura das crianças foram mensurados na escola, por um pesquisador treinado. Cada criança levou para casa um envelope contendo o questionário destinado aos pais. Este questionário continha questões derivadas dos seguintes instrumentos: Comprehensive Home Environment Survey, Preschool-aged Children's Physical Activity Questionnaire (caracterização sociodemográfica), Escala de mobilidade ativa em ambiente comunitário (segurança no bairro), Food Intake Screener, Questionário de Alimentação Infantil (alimentação e crenças parentais acerca da alimentação), Questionário de Hábitos de Sono das Crianças (padrões de sono) e Questionário de avaliação da atividade física e do comportamento sedentário em crianças e adolescentes (atividade física e comportamento sedentário). Os envelopes com os questionários preenchidos foram recolhidos na escola dois dias após o envio. Houve um aumento significativo no percentil e no escore z durante as férias de inverno, em relação ao primeiro semestre letivo. Nos demais períodos do ano não foram observadas diferenças significativas no IMC, percentil ou escore z. Observamos também uma correlação significativa no mesmo período entre a quantidade de horas de sono e os respectivos dados referentes ao IMC, o que pode nos apontar a possibilidade de uma relação estreita entre o ganho de peso e quantidade e qualidade do sono das crianças na faixa etária dos participantes deste estudo. Em conjunto, esses resultados sugerem que a temporada de férias de inverno pode apresentar riscos especiais e que as crianças poderiam se beneficiar de medidas preventivas sazonais para evitar ganho de peso.
Título en inglés
Environmental influences on BMI variation of school-aged children
Palabras clave en inglés
Behaviour
Children
Obesity
Vacation
Resumen en inglés
Obesity is characterized as excessive fat accumulation and its etiology is complex and multifactorial. Understanding the periods that are critical for a greater likelihood of changes in BMI can inform us about the efforts that need to be made in preventing childhood obesity. The overall objective of this longitudinal study was to compare influences of the school and out-of-school environment on the children's Body Mass Index (BMI), by means of the percentile and z-score measures while the children attended school - during the school year - and while the children did not attend school - during the summer and winter vacations of 2016. The other objectives of the study were to evaluate children's sleep patterns, to investigate physical activities and sedentary behaviors, to evaluate parental perceptions in relation to neighborhood safety and to access parental beliefs, attitudes and practices regarding infant feeding. All the children regularly enrolled in preschool, 1st year, 2nd year and 3rd year of a public school and a private school were invited to participate in the study. The Children Group was initially composed of 153 students enrolled in public and private schools, in the series of interest mentioned. The Parent or Guardian Group was also initially composed of 153 adults responsible for each child. Data were collected before and after each holiday period throughout the 2016 school year. The weight and height of the children were measured at the school by a trained researcher. Each child took home an envelope containing the questionnaire intended for the parents. This questionnaire included questions derived from the following instruments: Comprehensive Home Environment Survey, Preschool-aged Children's Physical Activity Questionnaire, Active Mobility Scale in the community environment, Food Intake Screener, Child Feeding Questionnaire, Sleep Patterns Questionnaire and a questionnaire about physical activity and sedentary behavior in children and adolescents (physical activity and sedentary behavior). Envelopes with completed questionnaires were collected at school two days after submission. There was a significant increase in the percentile and z-score BMI during the winter break, compared to the first semester. In the other periods of the year, no significant differences were observed in the BMI, percentile or z score. We also observed a significant correlation in the same period between the number of hours of sleep spent by the children and their respective BMI, which may indicate the possibility of a close relationship between BMI gain and quantity and quality of sleep of the children in the age group of the participants of this study. Taken together, these results suggest that the winter holiday season may present special risks and that children could benefit from seasonal preventive measures to prevent weight gain.
 
ADVERTENCIA - La consulta de este documento queda condicionada a la aceptación de las siguientes condiciones de uso:
Este documento es únicamente para usos privados enmarcados en actividades de investigación y docencia. No se autoriza su reproducción con finalidades de lucro. Esta reserva de derechos afecta tanto los datos del documento como a sus contenidos. En la utilización o cita de partes del documento es obligado indicar el nombre de la persona autora.
Fecha de Publicación
2020-11-23
 
ADVERTENCIA: Aprenda que son los trabajos derivados haciendo clic aquí.
Todos los derechos de la tesis/disertación pertenecen a los autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Tesis y Disertaciones de la USP. Copyright © 2001-2021. Todos los derechos reservados.