• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.59.2016.tde-25122015-230342
Documento
Autor
Nome completo
Aline Soares de Souza
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2015
Orientador
Banca examinadora
Lachat, João José (Presidente)
Rizzolo, Roelf Justino Cruz
Thomazini, Jose Antonio
Título em português
Estudo estrutural e quantitativo do nervo óptico de ratos Wistar com anemia ferropriva submetidos à estimulação tátil e recuperados nutricionalmente
Palavras-chave em português
Anemia ferropriva
Deficiência de ferro
Estimulação tátil
Morfologia
Morfometria
Nervo óptico
Rato Wistar
Recuperação nutricional
Resumo em português
A ingestão de dieta deficiente em ferro pode causar alterações estruturais no Sistema Nervoso Central (SNC) bem como no nervo óptico por prejuízo no processo de mielinização. Essas alterações geradas pela anemia ferropriva pós-natal não são satisfatoriamente revertidas após a reposição de ferro. A estimulação tátil e o enriquecimento ambiental podem reduzir e/ou evitar os efeitos prejudiciais desta desnutrição sobre o SNC. O objetivo deste estudo foi avaliar estrutural e quantitativamente, o nervo óptico de ratos Wistar com anemia ferropriva submetidos à estimulação tátil e recuperação nutricional. Foram utilizados 4 grupos: Controle (C), Anêmico (A), Recuperado Não Estimulado (RN) e Recuperado Estimulado (E), compostos aleatoriamente por 1 rata mãe e 6 filhotes machos. Os grupos foram divididos de acordo com a variável dieta oferecida, pela quantidade de ferro/kg de dieta (com nível adequado em ferro (C), deficiente em ferro (A) e com recuperação do nível adequado de ferro (R)). O grupo C foi alimentado com dieta contendo 35 mg de ferro/kg de dieta, e o grupo A, com 4 mg de ferro/kg de dieta, e os grupos Recuperados (RN e RE), com 4 mg de ferro/kg de dieta do dia 0 ao 21º dia e, 35 mg de ferro/kg de dieta a partir do 22º dia. Os grupos Recuperados foram classificados de acordo com a variável estimulação: Estimulado (E), grupo submetido à estimulação tátil do dia 0 ao 32º dia, e Não Estimulado (N). Durante o período de amamentação, as ratas mães se alimentaram da dieta determinada para cada grupo, e no período pós lactação os filhotes receberam as mesmas dietas de suas respectivas mães. No 21º dia as ratas mães foram eutanasiadas e no 32º dia, todos os filhotes foram anestesiados e perfundidos via transcardíaca com uma solução de salina tamponada (PBS) 0,05M, pH 7,3, tendo seus nervos ópticos dissecados e os fragmentos selecionados refixados em tetróxido de ósmio a 1% em tampão fosfato 0,1 M, pH 7,3 e então processados para inclusão em araldite. Da área total da secção transversal do nervo óptico foram selecionadas 2 áreas que corresponderam aproximadamente 30% do nervo para a realização de análises morfológica e morfométrica. Na análise morfológica os animais do grupo RE mostraram um aspecto muito semelhante às características dos animais do grupo C, e com melhor aspecto em relação aos grupos A e RN, apresentando grande quantidade de fibras nervosas mielínicas, uniformemente distribuídas, bem agrupadas e compactadas, com espaço intersticial reduzido. Na análise morfométrica, em relação ao número de vasos sanguíneos, os fatores dieta, recuperação e estimulação não apresentaram interferência. Em relação ao número de astrócitos, a estimulação não interferiu, e em relação a dieta, o grupo A apresentou maior número que os grupos C e RN. Na avaliação do número de oligodendrócitos, em relação ao fator dieta, o grupo RN apresentou maior número que os grupos C e A, os quais não apresentaram diferença estatisticamente significante entre si. Já para o fator estimulação, o grupo RE apresentou menor número de oligodendrócitos quando comparado ao RN. Podemos concluir que: 1 - a dieta utilizada foi eficaz no desenvolvimento de anemia ferropriva leve nas ratas mães e severa nos filhotes; 2 - a associação das técnicas de estimulação tátil e recuperação nutricional resultou em uma reorganização estrutural do nervo óptico, semelhante ao grupo C e 3 - tal associação não interferiu no número de vasos sanguíneos, entretanto, resultou em uma normalização do número de astrócitos e de oligodendrócitos
Título em inglês
Structural and quantitative study of the optic nerve of Wistar rats with iron deficiency anemia submitted to tactile stimulation and nutritionally recovered
Palavras-chave em inglês
Iron deficiency
Iron deficiency anemia
Morphology
Morphometry
Nutritional recovery
Optic nerve
Tactile stimulation
Wistar Rat
Resumo em inglês
Inadequate intake of dietary iron can cause structural changes in the Central Nervous System (CNS) and, thus, in the optic nerve with impaired myelination process. These changes generated by postnatal iron deficiency anemia are not satisfactorily reversed after replacement iron. The tactile stimulation and environmental enrichment can reduce and/or prevent the damaging effects of malnutrition on the CNS. The objective of this study was to evaluate structural and quantitatively the optic nerve of Wistar rats with iron deficiency anaemia submitted to tactile stimulation and nutritional recovery. We used 4 groups: Control (C), Anemic (A), Recovered Not Stimulated (RN) and Recovered Stimulated (R), randomly composed of 1 adult female rat and 6 male newborns. These groups were divided according to the variable diet provided, the amount of iron/kg in the diet (with appropriate levels of iron (C), deficient in iron (A) and with recovery of the appropriate level of iron (R)). The Control (C) group was fed with ration containing 35 mg iron/kg diet and the Anemic (A) group, with 4 mg iron/kg diet, and the Recovered groups (RN and RE) with 4 mg iron/kg diet from day 0 to day 21, and 35 mg iron/kg from day 22. The Recovered groups were classified according variable stimulation: Stimulated (E), group submitted to tactile stimulation from day 0 to day 32, and Not Stimulated (N). During the breastfeeding period, the mother rats fed the diet given to each group, and after lactation period the puppies received the same diets of their mothers. At day 21, the female rats were euthanized and at day 32 all juveniles were anesthetized and perfused transcardially with a buffered saline solution (PBS) 0,05M, pH 7,3, having their optic nerves dissected, and selected fragments were fixed in osmium tetroxide 1% and phosphate buffer 0,1 M, pH 7,3, and then processed for embedding in Araldite. Were selected 2 areas of the total area of optic nerve cross-section which approximately corresponded to 30% of the nerve to perform morphological and morphometric analysis. In the morphological analysis the optic nerve of the animals in RE group showed a very similar structural aspect to the characteristics of the optic nerves in group C, and looking better than in groups A and RN, with lot of myelinated nerve fibers well grouped and compacted and this organization was present uniformly across the nerve, resulting in reduced interstitial space. In the morphometric analysis, the number of blood vessels, dietary factors, recovery and stimulation showed no interference, since all groups showed no statistically significant difference. Regarding to the number of astrocytes, the stimulation did not influence it and, regarding to diet, the group A presented a higher number of cells than groups C and RN. In assessing the number of oligodendrocytes, in relation to diet factor, RN group had a greater number of oligodendrocytes that C and A groups, which showed no significant statistically difference between them. As for the stimulation factor, the RE group had fewer oligodendrocytes than the RN. With the results can be concluded that: 1- the used diet was effective in the development of mild iron deficiency anaemia in mothers and severe in young rats; 2- the association of tactile stimulation and nutritional recovery techniques resulted in a structural reorganization of the optic nerve, similar to C group and 3- this association did not affect the number of blood vessels, however it resulted in a normalization of the number of astrocytes and oligodendrocytes
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2016-08-19
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2021. Todos os direitos reservados.