• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
https://doi.org/10.11606/D.59.2021.tde-18082021-182047
Documento
Autor
Nome completo
Giovana Pellegrina Alves
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2021
Orientador
Banca examinadora
Laus, Maria Fernanda (Presidente)
Miranda, Daniela Elias Goulart de Andrade
Moreira, Rita de Cassia Margarido
Título em português
Influências ambientais no ganho de peso de crianças em idade escolar durante o período de férias
Palavras-chave em português
Criança
Escola
Ganho de peso
Índice de massa corporal
Resumo em português
Considerando a complexidade da etiologia da obesidade infantil e os prejuízos físicos, psicológicos e morais que englobam esta condição, compreender os principais fatores ambientais que influenciam na mudança do Índice de Massa Corporal (IMC) é primordial para prevenir a obesidade e o sobrepeso em crianças. O objetivo principal deste estudo foi comparar as influências do ambiente escolar e extraescolar no IMC das crianças. Participaram da pesquisa 73 crianças (45,2% do sexo feminino e 54,8% do sexo masculino) com idade escolar entre quatro e oito anos, assim como 33 cuidadores principais, totalizando 106 participantes. A média de idade das crianças foi de 6,01 anos (DP = 1,20). Este estudo caracteriza-se por ser um estudo longitudinal, composto por quatro coletas de dados. A coleta dos dados ocorreu nesta ordem: Antes das férias de inverno (1ª avaliação - junho/2019), depois das férias de inverno (2ª avaliação - agosto/2019), antes das férias de verão (3ª avaliação - dezembro/2019), depois das férias de verão (4ª avaliação - janeiro/2020). Nas quatro coletas, as crianças tiveram o peso e altura aferidos por pesquisadores treinados e os pais responderam a uma bateria de questionários, incluindo um questionário sociodemográfico, o Questionário de Alimentação da Criança, o Questionário de Block, o Questionário de Hábitos de Sono em Crianças e o Questionário de avaliação da atividade física e do comportamento sedentário em crianças e adolescentes. As medidas antropométricas foram utilizadas para calcular o Índice de Massa Corporal das crianças (IMC) e o escore Z do IMC. Como resultado principal, obteve-se que todas as crianças de todos os estados nutricionais ganharam mais peso durante os períodos de férias, tanto de verão quanto de inverno; entretanto, as crianças com sobrepeso e obesidade apresentaram um ganho de peso maior quando comparadas às crianças com peso adequado. Apenas as crianças com sobrepeso apresentaram uma variação significativa no IMC durante as férias de inverno, mas o escore Z não variou para as crianças de nenhum estado nutricional. Além disso, observou-se um baixo engajamento em atividades físicas, grande quantidade de tempo despendido em atividades sedentárias, assim como um consumo inadequado de fibras e alto em gorduras, na maior parte dos participantes. Assim sendo, conclui-se que há uma necessidade urgente das escolas e das famílias alinharem-se na prevenção da obesidade infantil, principalmente nos períodos de férias escolares.
Título em inglês
Environmental influences on weight gain of schoolchildren during the holiday period
Palavras-chave em inglês
Children
School
Seasonal variation
Weight gain
Resumo em inglês
Considering the complex etiology of children obesity and the physical, psychological and moral damages that encompass this condition, understanding the main environmental factors that influence the increase in Body Mass Index (BMI) is essential to prevent overweight and obesity in children. The main objective of this longitudinal study was to compare the influences of the scholar and extra-scholar environment on children's BMI over four evaluations. The study included 73 children (45.2% girls and 54.8% boys) within school age between 4 and 8 years, as well as 33 main caregivers, totaling 106 participants. The mean age of the children was 6.01 years (SD = 1.20). This study is characterized by being a longitudinal study, composed of four data collection. Data collection occurred in this order: Before winter vacation (1st evaluation - June/2019), after winter vacation (2nd evaluation - August/2019), before summer vacation (3rd evaluation - December/2019), after summer vacation (4th evaluation - January/2020). In the four collections, the children had their weight and height measured by trained researchers and the parents answered a battery of questionnaires, including a demographic questionnaire, the Child Feeding Questionnaire, the Block Questionnaire, the Children's Sleep Habits Questionnaire and the Questionnaire for assessing physical activity and sedentary behavior in children and adolescents. Anthropometric measurements were used to calculate children's Body Mass Index (BMI) and Z-BMI score. As a main result, it was found that all children from all nutritional status gained more weight during the vacation periods, both summer and winter, however, overweight and obese children presented a greater weight gain when compared to children with appropriate weight. Only overweight children presented a significant variation in BMI during winter vacation, but the z score did not vary for children of any other nutritional status. Furthermore, there was a low engagement in physical activities, a large amount of time spent in sedentary activities, as well as an inadequate consumption of fiber and high in fat. Consequently, the conclusion is that there is an urgent need for schools and families to align themselves for prevention of childhood obesity, especially during school vacations periods.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Giovana_parcial.pdf (1.04 Mbytes)
Há arquivos retidos devido a solicitação (publicação de dados, patentes ou diretos autorais).
Data de Liberação
2023-08-18
Data de Publicação
2021-08-24
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2021. Todos os direitos reservados.