• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
https://doi.org/10.11606/D.59.2021.tde-13102021-145429
Documento
Autor
Nome completo
Maria Carolina Franco da Cunha
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2021
Orientador
Banca examinadora
Laus, Maria Fernanda (Presidente)
Claumann, Gaia Salvador
Moreira, Gabriela Salim Xavier
Título em português
Validação da Escala de Alimentação Intuitiva-2 (EAI-2) brasileira em adultos de ambos os sexos
Palavras-chave em português
Adaptação transcultural
Brasil.
Comer intuitivo
Comportamento alimentar
Validação psicométrica
Resumo em português
Os estudos em alimentação intuitiva vêm crescendo ao longo dos últimos anos. O comer intuitivo é caracterizado por uma forte consciência e ingestão alimentar baseada em sinais físicos ao invés de estímulos externos e emocionais. O instrumento mais utilizado para avaliar esse construto é a Intuitive Eating Scale (IES), que mede a tendência dos indivíduos de seguirem os sinais fisiológicos de fome e saciedade. Dada a importância e a escassez de estudos no Brasil na área do comer intuitivo, faz-se necessária a adaptação de instrumentos para a população brasileira que acessem tal componente. O presente estudo teve como objetivo realizar a validação da Escala de Alimentação Intuitiva-2 (EAI-2) em adultos brasileiros de ambos os sexos. A pesquisa foi realizada de forma virtual e presencial com 691 homens e mulheres na faixa etária de 18 a 60 anos. Os participantes responderam a EAI-2 juntamente com outros instrumentos que avaliam imagem corporal, autoestima, comer transtornado, satisfação com a vida e afetos positivos e negativos. As análises fatoriais exploratória e confirmatória demonstraram que a escala brasileira possui 18 itens divididos nos mesmos quatro fatores que a escala original. Os coeficientes Ômega de McDonald demonstraram que a escala e seus fatores apresentam consistência interna adequada e a estabilidade temporal foi comprovada após quatro semanas em uma amostra de 180 participantes. O instrumento apresentou adequada validade convergente, por meio de correlações positivas com indicadores de bem-estar biopsicossociais e negativas com comportamento alimentar inadequado e internalização dos ideais de beleza. Os resultados do presente estudo apoiam a validade da Escala de Alimentação Intuitiva-2 em adultos brasileiros, permitindo pesquisas futuras sobre os componentes do comer intuitivo em diversos contextos culturais.
Título em inglês
Validation of the brazilian Intuitive Eating Scale-2 in adults of both sexes
Palavras-chave em inglês
Brazil
Cross-cultural adaptation
Eating behavior
Intuitive eating
Psychometric validation
Resumo em inglês
Studies on intuitive eating have grown over the past few years. Intuitive eating is characterized by a strong awareness and food intake based on physical signals rather than external and emotional stimuli. The most used instrument to assess this construct is the Intuitive Eating Scale (IES), which measures the tendency of individuals to follow the physiological signs of hunger and satiety. Given the importance and scarcity of studies in Brazil in the area of intuitive eating, it is necessary to adapt instruments for the Brazilian population that access this component. The present study aimed to validate the Intuitive Eating Scale-2 (IES-2) in Brazilian adults of both sexes. The research was carried virtually and face-to-face with 691 men and women aged between 18 and 60 years. Participants responded to the IES-2 along with other instruments that assess body image, self-esteem, disordered eating, life satisfaction and positive and negative affect. The exploratory and confirmatory factor analyzes showed that the Brazilian scale has 18 items divided into the same four factors as the original scale. McDonald's omega coefficients demonstrated that the scale and its factors have adequate internal consistency and temporal stability was proven after four weeks in a sample of 180 participants. The instrument presented adequate convergent validity, through positive correlations with biopsychosocial well-being indicators and negative association with disordered eating and internalization of beauty ideals. The results of the present study support the validity of the Intuitive Eating Scale-2 in Brazilian adults, allowing future research on the components of intuitive eating in different cultural contexts.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Liberação
2023-07-02
Data de Publicação
2021-11-12
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2022. Todos os direitos reservados.