• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.59.2011.tde-03052011-155201
Documento
Autor
Nome completo
Gisele Straatmann
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2011
Orientador
Banca examinadora
Almeida, Sebastião de Sousa (Presidente)
Calais, Sandra Leal
Conti, Maria Aparecida
Costa, Telma Maria Braga
Neufeld, Carmem Beatriz
Título em português
Estresse, estratégias de enfrentamento e a percepção da imagem corporal em adolescentes: relações com o estado nutricional
Palavras-chave em português
Adolescência
Estado nutricional
Estratégias de enfrentamento
Estresse
Imagem corporal
Resumo em português
O estresse, as estratégias de enfrentamento utilizadas em uma situação envolvendo desconforto com o corpo, a imagem corporal e o estado nutricional em adolescentes foram investigados no presente estudo. A amostra foi composta por 166 meninas e 47 meninos, com idade entre 15 a 18 anos, matriculados em escolas públicas do ensino médio do município de Ribeirão Preto-SP. Os principais instrumentos utilizados foram o Inventário de Sintomas de Stress para Adultos de LIPP, o Inventário de Estratégias de Coping de Folkman e Lazarus e a Escala de Figuras de Silhuetas de Kakeshita, Silva, Zanatta e Almeida. Os padrões utilizados para a classificação do estado nutricional foram os da OMS. Mais da metade dos adolescentes apresentaram sintomas de estresse e estes utilizaram mais significativamente todas as estratégias de enfrentamento em uma situação de desconforto com o corpo do que aqueles sem sintomas de estresse. De maneira geral, as estratégias de enfrentamento mais utilizadas foram aquelas centradas na emoção. O sexo feminino utilizou mais as estratégias de autocontrole, fuga e esquiva e reavaliação positiva, enquanto que o sexo masculino utilizou mais a estratégia de fuga e esquiva. Os adolescentes insatisfeitos negativamente apresentaram uma maior probabilidade de utilizarem a estratégia de aceitação de responsabilidade. Tanto os meninos quanto as meninas estavam insatisfeitos com seu tamanho corporal e ambos o superestimaram. Comparando ambos os sexos, as meninas mostraram uma maior inacurácia na percepção corporal do que os meninos. A correlação entre insatisfação corporal e inacurácia da percepção corporal foi negativa e moderada. A maioria dos adolescentes estava no estado nutricional de eutrofia. Os resultados do presente estudo podem ter implicações importantes em relação à prevenção do desenvolvimento de uma imagem corporal negativa.
Título em inglês
Stress, coping strategies and body image perceptions in adolescents: relation with nutritional status
Palavras-chave em inglês
Adolescence
Body image
Coping
Nutritional status
Stress
Resumo em inglês
This research aimed to investigate stress, body image coping strategies used by adolescents, body image and nutritional status. A sample of 166 girls and 47 boys, aged 15 to 18 years, was recruited from public high schools in Ribeirão Preto, state of São Paulo, Brazil. The main outcome measures used were Lipp Stress Symptoms Inventory, The Ways of Coping Questionnaire and Kakeshita, Silva, Zanatta and Almeida Figure Rating Scale. The WHO standards were used to evaluate the nutritional status. More than half of adolescents showed symptoms of stress and used significantly more all coping strategies in a situation of body discomfort compared with those without symptoms of stress. In general, the predominant body image coping strategies used by adolescents were emotion-focused coping. Girls used more strategies of self-control, escape-avoidance and positive reappraisal, whereas males used more escape-avoidance strategy. Negatively body dissatisfied adolescents had a greater likelihood of using accepting responsibility coping. Both genders were negatively body dissatisfied and showed positively body size estimation inaccuracy. Comparing both sexes, girls showed greater inaccuracy in body estimation than boys. The correlation between body dissatisfaction and body estimation inaccuracy was negative and moderate. Most of the the population studied was eutrophic. The results of this study may have important implications for prevention and development of a negative body image.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
giselestraatmann.pdf (563.95 Kbytes)
Data de Publicação
2011-06-02
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2021. Todos os direitos reservados.