• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
https://doi.org/10.11606/D.59.2021.tde-29092021-232958
Documento
Autor
Nome completo
Jéferson Pedrosa dos Santos
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2021
Orientador
Banca examinadora
Nascimento, Fabio Santos do (Presidente)
Alves, Denise de Araujo
Menezes, Cristiano
Título em português
Ontogenia da atratividade sexual em rainhas de Scaptotrigona aff. depilis (Hymenoptera, Apidae, Meliponini)
Palavras-chave em português
Atratividade sexual
Contexto social
Glândula de Dufour
Hidrocarbonetos cuticulares
Rainhas virgens
Resumo em português
A percepção do ambiente interno e externo às colônias e sua resposta interativa foi fundamental para o sucesso ecológico dos insetos sociais.Como consequência, muitos aspectos do seu comportamento social são mediados por substâncias químicas, tais como os hidrocarbonetos cuticulares (HCs). Nas abelhas, os compostos voláteis podem atrair parceiros à uma grande distância, os quais se agregam perto da entrada da colônia, onde os indivíduos emissores de feromônios de atração sexual estão localizados, possibilitando a cópula. Apesar disso, os mecanismos proximais desse comportamento ainda são pouco explorados e permanecem obscuros. O presente estudo teve como objetivo geral determinar se a idade e os diferentes contextos sociais em que as rainhas virgens (rainhas virgens) de Scaptotrigona aff. depilis são inseridas estão envolvidos no processo de atração de parceiros. Os objetivos específicos desse projeto foram: 1 - Investigar se há variações nos perfis de hidrocarbonetos cuticulares e da glândula de Dufour em relação as idades das rainhas virgens produzidas in vitro, 2 - Avaliar a aptidão por meio de testes de atratividade sexual utilizando rainhas virgens produzidas in vitro de diferentes idades, 3 - Investigar se há variações nos perfis de hidrocarbonetos cuticulares e da glândula de Dufour em relação a diferentes contextos sociais em que as rainhas virgens produzidas in vitro e rainhas inseminadas foram inseridas, 4 - Avaliar a aptidão por meio de testes de atratividade sexual utilizando rainhas virgens produzidas in vitro e rainhas inseminadas inseridas em diferentes contextos sociais e 5 - Verificar se as possíveis interações sociais e diferentes idades influenciam na ontogenia da atratividade sexual em rainhas virgens, como também nos compostos presentes na cutícula e na glândula de Dufour. Para tal, foram criadas rainhas virgens de S. aff. depilis in vitro e foram testados grupos de rainhas em diferentes idades e contextos sociais para verificar sua influência na ontogenia da atração sexual. Os resultados mostraram que rainhas virgens de S. aff depilis não emergem imediatamente atrativas, mas podem permanecer atrativas pelo menos até 21 dias, e que não há diferença na intensidade de sua atratividade ao decorrer da sua vida adulta. O contexto social influencia na atratividade sexual (pelo menos em contextos sociais em que ocorrem uma possível competição entre rainhas virgens) e nos compostos químicos e/ou quantidades diferentes de compostos produzidos pela glândula de Dufour em rainhas virgens de mesma idade. A produção da atratividade não é cessada após a cópula em S. aff depilis. Além disso, podemos verificar que tanto os HCs quanto os compostos da glândula de Dufour são quimicamente distintos durante as diferentes idades. Isso sugere que em rainhas produzidas in vitro, os HCs também se encontram com uma certa plasticidade ao decorrer das idades, podendo estar envolvidos na atratividade sexual das rainhas e/ou apenasindicar em que estado reprodutivo asrainhas se encontram. A glândula de Dufour possivelmente contribui com a composição da cutícula e também na atratividade sexual das fêmeas.
Título em inglês
Ontogeny of sexual attractiveness in gynes of Scaptotrigona aff. depilis (Hymenoptera, Apidae, Meliponini)
Palavras-chave em inglês
Cuticular hydrocarbons
Dufour gland
Gynes
Sexual attractiveness
Social context
Resumo em inglês
The perception of inner and outdoor environments in relation to colonies and their interactive responses were fundamental for the ecological success of social insects. As a consequence, several aspects of their social behavior are mediated by chemical substances, such as cuticular hydrocarbons (CHCs). In bees, volatile chemicals released by females are responsible for attracting mating partners at greater distances, in turn these individuals aggregate at the entrance of their colonies, where the copulation events take place. However, the proximal mechanisms that promote such behaviors are still not well explored. The present study aimed to determine whether two factors, age and social context in which gynes of the stingless bee Scaptotrigona aff. depilis are living, are involved in the process of attracting males. The main gols were: (1) Investigate whether gynes produced in vitro have a different chemical composition over their cuticles and within their Dufour gland depending on their age; (2) Check the fitness of gynes with different ages through sexual attractiveness bioassays; (3) Explore whether the social context in which a female is in contact with affects the chemical composition of their cuticular layer and Dufour gland; (4) Examine how the social context affects the fitness of gynes and inseminated queens; (5) Investigate how social context and age influence the social attractiveness of gynes, as well as the chemical composition of their cuticle and Dufour gland. Females of S. aff. depilis were produced in vitro and it was expected that their age and the social context they were exposed would have a direct impact on their sexual attraction ontogeny. According to the results, gynes of S. aff. depilis produced in vitro do not emerge attractive, however, once they become attractive, they remain like that for at least 21 days, additionally, their attractiveness levels are similar through their adulthood. The social context has an impact over their sexual attractiveness (at least in a social context in which gynes are likely competing among each other), besides that, it also affects the chemical composition of the cuticle and Dufour gland in gynes with the same age. The sexual attractiveness of gynes is not ceased after they copulate. Furthermore, the chemical compounds present over the cuticle and in the Dufour gland of gynes with different ages are different. These results mean that even in gynes produced in vitro the chemical compounds vary according to age, which is likely to be involved with their sexual attractiveness or merely indicate their reproductive status. The Dufour gland compounds likely contribute with the chemical composition of the gynes cuticle and also with their sexual attractiveness.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Biblioteca.pdf (2.37 Mbytes)
Data de Publicação
2021-10-01
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2022. Todos os direitos reservados.