• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.59.2013.tde-04072013-152152
Documento
Autor
Nome completo
Clycie Aparecida da Silva Machado
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2013
Orientador
Banca examinadora
Goncalves, Lionel Segui (Presidente)
Francoy, Tiago Mauricio
Gramacho, Kátia Peres
Título em português
Monitoramento de colônias de abelhas africanizadas (Apis mellifera L.) quanto ao desenvolvimento interno e comportamento de forrageamento em linhagens de abelhas higiênicas e não higiênicas
Palavras-chave em português
Abelhas africanizadas
Colônias higiênicas
Colônias não higiênicas
Comportamento forrageiro
Desenvolvimento interno
Resumo em português
RESUMO As abelhas africanizadas (Apis mellifera L.) apresentam um comportamento higiênico mais intenso comparado a outras subespécies de abelhas europeias. Embora o comportamento higiênico das abelhas já seja bem conhecido, ainda existem estudos a serem feitos em torno desse complexo comportamento. Assim, no presente trabalho pretendeu-se obter subsídios para uma melhor compreensão desse comportamento em relação ao comportamento de forrageamento e ao desenvolvimento interno das colônias, através da comparação do desempenho entre colônias de linhagens higiênicas e não higiênicas de abelhas africanizadas (Apis mellifera L.). Portanto, quarenta e uma colônias de abelhas Africanizadas Apis mellifera L. foram testadas quanto ao comportamento higiênico (CH). O presente trabalho foi desenvolvido no Laboratório Apilab do Departamento de Genética da FMRP-USP. Foram constituídos dois grupos de colônias: um grupo de 3 colônias higiênicas (H) com CH igual ou superior a 90% e 3 colônias não higiênicas (NH) com valor igual ou inferior a 55%, com o objetivo de se estudar, mediante monitoramento mensal durante 13 meses (julho de 2011 a julho de 2012), as variáveis relacionadas ao desenvolvimento interno das colônias (atividade de postura, área de cria aberta e de cria operculada), atividades forrageiras (área de pólen, área de néctar aberto e de néctar operculado) e ganho de peso. Para o ganho de peso foram utilizadas balanças eletrônicas adaptadas. Os mapeamentos dos dados climáticos foram registrados por um período na Estação Climatológica do Apilab na USP, porém devido a um acidente com queda de energia a fonte foi queimada, não sendo possível o uso programado dos dados climáticos para estudos de correlação com as variáveis das colônias. Os dados das variáveis internas da colônia foram obtidos utilizando-se de um suporte de madeira com tela de arame dividindo a área total em 36 quadrantes idênticos dentro do qual se colocava o quadro da colmeia para se estimar as áreas respectivas em % (néctar, pólen, crias, oviposição etc.). Os dados foram transformados em arco-seno para aplicação dos testes estatísticos. As comparações estatísticas foram realizadas usando-se o teste t-Student e análises de correlação pelo método de Spearman, (Software Statistica 8). Como principais resultados obtivemos os seguintes: as colônias H tiveram melhor desempenho que as NH quanto as atividades de coleta de pólen (P = <0,001), área de cria aberta (P = <0,001), área de cria operculada (P = 0,050) e oviposição das rainhas (P = 0,015). As colônias H apresentaram maior taxa de remoção de crias doentes e mortas que as NH. As abelhas das colônias H são melhores coletoras de pólen que as NH. Não houve diferença entre as linhagens quanto ao ganho de peso. Encontramos correlação positiva significante nas colônias (H e NH) entre áreas de pólen com as áreas com cria aberta H (r = 0,599; P = 0,029), NH (r = 0,791; P = 0,000) e entre as áreas de pólen com cria operculada H (r = 0,659; P = 0,013), NH (r = 0,731; P = 0,004), confirmando que o feromônio das larvas estimula a coleta de pólen. Houve também correlação positiva significante nas colônias H entre área de néctar operculado e cria operculada (r = 0,714; P = 0,005), e néctar operculado e pólen (r = 0,659; P = 0,013). Concluiu-se que o CH pode também ser utilizado como uma característica para critério de seleção para produção de pólen, sendo o CH considerado como uma das melhores alternativas para os programas de melhoramento de abelhas.
Título em inglês
Monitoring of Colonies of Africanized Honey Bees (Apis mellifera L.): internal development of colonies and foraging behavior of strains of hygienic and non-hygienic honeybees.
Palavras-chave em inglês
Africanized bees
Forager behavior
Hygienic colonies
Internal development of colonies
Non-hygienic colonies
Resumo em inglês
The africanized bees (Apis mellifera L.) present a more intensive hygienic behavior in comparison with another European subspecies bees. Although the hygienic behavior of these bees is already very known, there are studies being conducted on this complex behavior. Then, the present study aimed to obtain data to comprehend better the hygienic behavior in relation to the forager behavior and to the internal development of colonies through the comparison of development between colonies of A. mellifera bees from lineage hygienic and not hygienic. Thus, forty-one colonies of Africanized honey bee (Apis mellifera L.) were tested for hygienic behavior. This work was developed in the Apilab of the Department of Genetics, FMRP-USP in Ribeirão Preto-SP. There were two groups of colonies: a group of 3 hygienic colonies (H) ( H test => 90% ) and 3 non-hygienic colonies (NH) ( H test =< 55%) , with the objective of studying, through monitoring monthly from July/ 2011 to July/ 2012, variables related to the internal development of the colonies (oviposition area, open brood area and capped brood area) foraging activities (pollen area, open nectar area, capped nectar area) and weight gain. For weight gain determination adapted electronic scales were used. Mappings of climatic data were recorded for a period at the Apilab-USP, but due to an accident the Climatological Station was damaged, not being possible the correlation studies. Data of internal variables of the colonies were obtained using a wooden support mesh wire dividing the total area under 36 identical quadrants within which is placed the frame of the hive to estimate the respective areas in % (nectar, pollen, brood, eggs etc.). Data were transformed to arcsine in statistical tests. Statistical comparisons were performed using the Student t test and correlation analysis by the method of Spearman (Software Statistica 8). As main results we achieved the following: H colonies outperformed the NH in the following variables: pollen area (P = <0.001), open brood area (P = <0.001), capped brood area (P = 0.050) and oviposition (P = 0.015). Hygienic colonies (H) showed higher removal rate of sick and dead brood than Non hygienic colonies (NH). The Africanized Honey Bees of the Hygienic colonies ( H ) are better pollen-collecting than the Honey Bees of the Non-hygienic colonies (NH). There was no difference between strains regarding weight gain. Significant positive correlation was found in both groups of colonies (H and NH) between area of pollen with open brood H (r = 0.599; P = 0.029), NH (r = 0.791; P = 0.000) and between areas of pollen with capped brood H (r = 0.659; P = 0.013), NH (r = 0.731; P = 0.004), confirming that the larval pheromone stimulates pollen collection. There were also significant positive correlation in the Hygienic colonies (H) between area of capped brood and capped nectar area (r = 0.714; P = 0.005) as well as between pollen area and capped nectar area (r = 0.659; P = 0.013). It was also concluded that the Hygienic Behavior of the Honey Bees can also be used as a feature selection for pollen production. The Hygienic Behavior feature is being considered today as one of the best alternatives for Honey Bee breeding programs.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
CORRIGIDA.pdf (3.62 Mbytes)
Data de Publicação
2013-08-08
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.