• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
Documento
Autor
Nome completo
Felipe Perraro Sehn
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2019
Orientador
Banca examinadora
Sverzut, Cassio Edvard (Presidente)
Raucci, Larissa Moreira Spinola de Castro
Teixeira, Lucas Novaes
Trivellato, Alexandre Elias
Título em português
Avaliação histológica e histométrica da interface osso-parafuso entre sistemas de fixação interna 2.0 metálico e absorvível. Estudo experimental em cães
Palavras-chave em português
Histologia
Histometria
Interface osso parafuso
Sistema absorvível
Sistema metálico
Resumo em português
O uso de sistemas de fixação interna (SFI) para tratar fraturas e osteotomias no esqueleto facial é bem descrito na literatura, no entanto, este é o primeiro estudo a abordar as diferenças entre os lados corticais vestibular e lingual para contato osso parafuso (COP). O objetivo do presente estudo foi comparar, por meio de análise histológica e histométrica, o contato osso parafuso e a interface histológica de ambos os sistemas, absorvível e metálico. Doze cães machos foram submetidos à osteotomia unilateral e divididos em dois grupos (absorvível e metálico). Os fragmentos ósseos foram estabilizados com duas placas de 4 orifícios com fixação semi-rígida. Em 2 e 18 semanas, três cães foram mortos e as placas foram removidas com cada tipo de parafuso analisado (monocortical e bicortical). A análise histométrica mostrou as seguintes diferenças estatisticamente significantes para o contato total osso parafuso: grupo monocortical absorvível experimental de 2 semanas (0,00%; 0-0,036) versus grupo experimental monocortical metálico de 2 semanas (33,30%; 0,252-0,435), p = 0,0002, U = 4; grupo experimental monocortical absorvível 18 semanas (0,00%; 0-0) versus grupo experimental metálico monocortical 18 semanas (14,50%; 0,077-0,233), p = 0,0009, U = 14; grupo controle absorvível monocortical de 18 semanas (0,00%; 0-0) versus grupo controle metálico monocortical de 18 semanas (30,53%; 0,270-0,360), p = 0,0039, U = 0; grupo experimental metálico monocortical de 2 semanas (33,30%; 0,252-0,435) versus grupo experimental metálico monocortical de 18 semanas (14,50%; 0,077-0,233), p = 0,0042, d.f. = 1, F = 10,2121; grupo experimental bicortical absorvível 18 semanas (6,42%; 0,033-0,109) versus grupo experimental metálico bicortical 18 semanas (14,87%; 0,080-0,202), p = 0,0357, d.f. = 1, F = 5,0722; e grupo controle absorvel bicortical de 2 semanas (7,09%; 0,054-0,082) versus grupo controle metálico bicortical de 2 semanas (14,49%; 0,139-0,153), p = 0,0009, d.f. = 1, F = 21,3660. Conclui-se que o sistema Inion não promove osteólise à distância da união placa parafusos, porém isso pode implicar em maior tempo de permanência no osso
Título em inglês
Histometric and histological analysis of bone to screw contact between metallic and absorbable 2.0 fixation system: a pilot study in dogs
Palavras-chave em inglês
Absorbable system
Bone to screw interface
Histology
Histometric
Metallic system
Resumo em inglês
The use of internal fixation systems (IFS) to treat fractures and osteotomies in the facial skeleton is well described at literature, however this is the first study to approach differences between buccal and lingual cortical sides for bone to screw contact. The purpose of the present study was to compare by a histological and histometric analysis, the bone to screw contact and histological interface of both absorbable and metallic systems. Twelve mongrel male dogs were subjected to unilateral osteotomy and divided into two groups (absorbable and metallic). Bone fragments were stabilized with two 4-hole plates with semi-rigid fixation. At 2 and 18 weeks, three dogs were killed and plates place were removed with each screw type been analyzed (monocortical and bicortical). Histometric analysis showed the following statistical significant differences for total bone to screw contact: monocortical absorbable experimental 2 weeks group (0.00%; 0-0.036) versus monocortical metallic experimental 2 weeks group (33.30%; 0.252-0.435), p = 0.0002, U = 4; monocortical absorbable experimental 18 weeks group (0.00%; 0-0) versus monocortical metallic experimental 18 weeks group (14.50%; 0.077-0.233), p = 0.0009, U = 14; monocortical absorbable control 18 weeks group (0.00%; 0-0) versus monocortical metallic control 18 weeks group (30.53%; 0.270-0.360), p = 0.0039, U = 0; monocortical metallic experimental side 2 weeks group (33.30%; 0.252-0.435) versus monocortical metallic experimental side 18 weeks group (14.50%; 0.077-0.233), p = 0.0042, d.f. = 1, F = 10.2121; bicortical absorbable experimental 18 weeks group (6.42%; 0.033-0.109) versus bicortical metallic experimental 18 weeks group (14.87%; 0.080-0.202), p = 0.0357, d.f. = 1, F = 5.0722; and bicortical absorbable control 2 weeks group (7.09%; 0.054-0.082) versus bicortical metallic control 2 weeks group (14.49%; 0.139-0.153), p = 0.0009, d.f. = 1, F = 21.3660. It is concluded that Inion system did not promote osteolysis at distance from plate to screw union, however this can implicates a higher permanency time in bone
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2019-10-18
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.