• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Thèse de Doctorat
DOI
10.11606/T.58.2011.tde-04022011-112259
Document
Auteur
Nom complet
Cristiane Tomaz Rocha
Adresse Mail
Unité de l'USP
Domain de Connaissance
Date de Soutenance
Editeur
Ribeirão Preto, 2011
Directeur
Jury
Corona, Silmara Aparecida Milori (Président)
Bachmann, Luciano
Rodrigues, Lidiany Karla Azevedo
Santiago, Sérgio Lima
Silva, Raquel Assed Bezerra da
Titre en portugais
Influência do laser de CO2 associado ao fluoreto estanhoso no controle da erosão induzida por ácido clorídrico em esmalte de dentes decíduos-análise do desgaste e da permeabilidade
Mots-clés en portugais
dente decíduo
desgaste dentário
erosão dentária
flúor
laser de CO2
permeabilidade do esmalte dentário
Resumé en portugais
Diante da importância e prevalência da erosão em crianças, devido principalmente ao refluxo gastroesofágico e da ausência de estudos na literatura sobre os efeitos do laser de CO2 no controle da erosão induzida por ácido clorídrico, o objetivo deste estudo foi determinar a influência in vitro de diferentes potências do laser de CO2 associado ao fluoreto estanhoso a 0,4% no controle da erosão induzida por ácido clorídrico em esmalte de dentes decíduos, por meio da análise do desgaste e da permeabilidade. Sessenta dentes decíduos foram utilizados para a obtenção de 120 fragmentos de esmalte (3x3 mm). Os fragmentos foram planificados, polidos e montados em blocos de resina acrílica. Duas fitas adesivas foram colocadas na superfície, deixando uma área de 3x1mm2 exposta. Para a formação das lesões de erosão, os espécimes foram submetidos a um desafio ácido de 4 ciclos por 2 minutos cada, com solução de ácido clorídrico a 0,01 M (pH 2). A análise do desgaste inicial foi calculada por perfilometria óptica e usada para selecionar 104 espécimes. Estes foram aleatoriamente divididos em 8 grupos, de acordo com a aplicação de flúor (presente- gel de fluoreto estanhoso a 0,4% e ausente-controle) e potência do laser de CO2 (sem irradiação-controle, 0,5 W, 1 W, 1,5 W). Metade dos espécimes foram submetidos a uma única aplicação do gel fluoretado por 1 minuto com o auxílio de um microbrush. A irradiação com laser de CO2 foi realizada no modo ultrapulso, duração do pulso de 100µs e desfocado a uma distância de 4 mm do esmalte. Após a realização dos tratamentos, desafios erosivos sucessivos foram realizados durante 5 dias, utilizando o mesmo protocolo descrito anteriormente. A análise do desgaste final foi calculada por perfilometria óptica. Para análise da permeabilidade, os espécimes foram submetidos a um método de coloração histoquímica, utilizando-se soluções de sulfato de cobre e de ácido rubeânico. Da região delimitada, obtiveram-se secções que foram digitalizadas sob microscopia óptica e submetidas à avaliação da penetração de íons cobre em relação à espessura total do esmalte. Foram realizadas, em cada secção, cinco avaliações da penetração dos íons cobre, totalizando quinze leituras por espécime. Os dados da análise do desgaste foram submetidos a ANOVA a dois critérios e a interação entre os fatores aplicação de flúor e potência do laser de CO2 foi significativa (p = 0,046). Entretanto, pela análise da permeabilidade, a ANOVA a dois critérios não mostrou interação entre os fatores (p = 0,591). Efeito significativo do fator potência do laser de CO2 foi observado (p = 0,037), sendo que a potência de 1,5 W proporcionou aumento da permeabilidade do esmalte quando comparado a 0,5 W. A correlação entre as análises do desgaste e permeabilidade não foi significativa (p = 0,699). Conclui-se, pela análise do desgaste, que o laser de CO2 com 1W associado ao fluoreto estanhoso a 0,4% pode ser um método efetivo no controle da erosão induzida por ácido clorídrico em esmalte de dentes decíduos. A análise da permeabilidade não evidenciou sinergismo entre a aplicação de fluoreto estanhoso a 0,4% e as potências do laser de CO2. A potência do laser de CO2 de 0,5 W proporcionou menor permeabilidade no esmalte erodido quando comparada a de 1,5 W. A análise do desgaste não apresentou correlação com a análise da permeabilidade em esmalte de dentes decíduos submetidos a desafios erosivos por ácido clorídrico.
Titre en anglais
Influence of CO2 laser associated to stannous fluoride in the erosion control induced by hydrochloric acid on enamel of primary teeth wear and permeability analysis.
Mots-clés en anglais
CO2 laser
dental enamel permeability
fluoride
tooth deciduous
tooth erosion
tooth wear
Resumé en anglais
Facing importance and prevalence of erosion in children, mainly due to gastroesophageal reflux and absence of studies evaluating effects of CO2 laser in control erosion induced by hydrochloric acid, the aim of this study was to determine in vitro influence of different CO2 laser powers associated with 0.4% stannous fluoride erosion control induced by hydrochloric acid on enamel of primary teeth by wear and permeability analysis. Sixty primary teeth were used to obtain 120 enamel fragments (3x3 mm). Fragments were flatenned, polished and fixed in resin blocks. Two piece of tapes were placed on the surface, leaving an exposed area 3x1mm2. For the formation of erosion lesions, specimens were submitted to an acid challenge by 4 cycles of 2 minutes each, with 0.01 M hydrochloric acid solution (pH 2). Initial wear analysis was calculated by optical profilometry and used to select 104 specimens. These were randomly assigned into 8 groups according to fluoride application (present-gel 0.4% stannous fluoride and absent-control) and CO2 laser power (no irradiation control, 0.5 W, 1 W, 1.5 W). Half of specimens were submitted to a single fluoride application for 1 min with microbrush. CO2 laser irradiation was performed in a ultrapulsed, 100µs pulse duration at a distance of 4 mm of enamel. After treatments, erosive challenges were performed for 5 successive days using the same protocol described above. Final wear analysis was calculated by optical profilometry. For permeability analysis, specimens were submitted to histochemical coloring method, using copper sulphate and acid rubeanic solutions. It was obtained sections from exposed area which were scanned under light microscopy and evaluated for copper ions penetration in relation to the total thickness of enamel. In each section, five evaluations of copper ions penetration were performed, resulting in fifteen readings per specimen. Data wear analysis were submitted to two-way ANOVA and interaction between factors fluoride application and CO2 laser power was significant (p = 0.046). However, permeability analysis, two-way ANOVA showed no interaction between factors (p = 0.591). Significant effect of CO2 laser power was found (p = 0.037), and 1.5 W power provided an increase of enamel permeability compared to 0.5 W. Correlation between wear and permeability analysis was not significant (p = 0.699). CO2 laser using 1W associated with 0.4% stannous fluoride can be an effective method to erosion control induced by hydrochloric acid on enamel of primary teeth. Permeability analysis showed no synergic effect between 0.4% stannous fluoride application and CO2 laser powers. CO2 laser power of 0.5 W provided the lowest permeability of enamel erosion compared to 1.5 W. Wear analysis showed no correlation with permeability analysis of primary teeth enamel submitted to erosion by hydrochloric acid challenges.
 
AVERTISSEMENT - Regarde ce document est soumise à votre acceptation des conditions d'utilisation suivantes:
Ce document est uniquement à des fins privées pour la recherche et l'enseignement. Reproduction à des fins commerciales est interdite. Cette droits couvrent l'ensemble des données sur ce document ainsi que son contenu. Toute utilisation ou de copie de ce document, en totalité ou en partie, doit inclure le nom de l'auteur.
Date de Publication
2011-09-14
 
AVERTISSEMENT: Apprenez ce que sont des œvres dérivées cliquant ici.
Tous droits de la thèse/dissertation appartiennent aux auteurs
Centro de Informática de São Carlos
Bibliothèque Numérique de Thèses et Mémoires de l'USP. Copyright © 2001-2022. Tous droits réservés.