• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
Documento
Autor
Nome completo
Elaine Machado Pingueiro Okada
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2018
Orientador
Banca examinadora
Stuani, Maria Bernadete Sasso (Presidente)
Borsato, Maria Cristina
Cordeiro, Rita de Cássia Loiola
Menezes, Luciane Macedo de
Souza, Valéria Oliveira Pagnano de
Título em português
Avaliação do periodonto de sustentação após a aplicação de forças ortopédicas, em ratos diabéticos
Palavras-chave em português
Diabetes mellitus
Expansão rápida da maxila
Ligamento periodontal
Movimentação ortodôntica
Remodelação óssea
Resumo em português
Introdução: Diabetes mellitus (DM) é uma desordem metabólica associada a diversas alterações sistêmicas e uma das características é afetar o metabolismo ósseo. As modificações teciduais induzidas pela força ortodôntica estão relacionadas à sua remodelação por ativação da reabsorção óssea alveolar no lado de pressão e conseqüente aposição óssea no lado de tração. Objetivo: avaliar o processo de remodelação do periodonto de sustentação através da análise imunohistoquímica e histológica após a aplicação da expansão rápida da maxila (ERM) em ratos sob estado diabético. Material e Métodos: Noventa ratos Wistar, machos, foram distribuídos aleatoriamente em seis grupos de estudo, contendo cada um, 15 animais: grupo C: animais não-diabéticos e sem expansão rápida da maxila (ERM); grupo DM: animais com diabetes mellitus (DM) induzidos por Streptozotocina (STZ); grupo ERM: animais com ERM; grupo DM+ERM: animais com DM + ERM; grupo DM+INS: animais com diabetes mellitus e tratados com insulina (INS); grupo DM+INS+ERM: animais com diabetes mellitus, tratados com insulina e realizada a ERM. Os animais foram submetidos à eutanásia 3, 7 ou 10 dias após a ERM. Foram realizadas análises histológicas qualitativas e imunoistoquímicas para avaliar a expressão da tríade protêica (TRAP, RANKL e OPG). Para as reações imunoistoquímicas foram realizadas análise qualitativa e semi quantitativa através da atribuição de scores para a intensidade da expressão das proteínas analisadas. Nos dados não paramétricos, foi utilizado o teste de Kruskal-Wallis e pós-teste de Dunn nas comparações (p0,05). Resultado: Em relação aos aspectos histológicos houve alteração na disposição das fibras colágenas, morfologia dos fibroblastos, quantidade de vasos sanguíneos e quantidade de tecido ósseo neo-formado caracterizado pelas linhas incrementais nos grupos ERM, DM+ERM e DM+INS+ERM comparado com seus respectivos grupos controle. Qualitativamente, a neoformação do osso alveolar dos ratos diabéticos foi menor quando comparado com os normais e, a alteração sistêmica diabetes melittus promoveu redução significativa na taxa de formação e maturação óssea. O grupo ERM mostrou os maiores valores para indicadores de osteoclastogênese (TRAP) nos períodos iniciais sendo que nos grupos diabéticos (DM+ERM e DM+INS+ERM), essa expressão foi maior nos períodos finais do experimento. O mesmo comportamento foi verificado com as proteínas de remodelação e neo-formação óssea (RANKL e OPG) óssea. Conclusão: A diabetes mellitus atrasou o processo de reparo do periodonto de sustentação e alterou o turnover ósseo. A insulina utilizada para o controle do diabetes melhoraram as respostas, mas não restabeleceram completamente os valores iniciais do grupo controle. Porém, apesar das diferenças qualitativas nas respostas teciduais do periodonto, a condição diabética em estado inicial mostrou pouco impacto clínico sobre o procedimento de movimentação dentária induzida
Título em inglês
Evaluation of the support periodontium after the application of orthopedic forces in diabetic rats
Palavras-chave em inglês
Bone remodeling
Diabetes mellitus
Orthodontic movement
Periodontal ligament
Rapid maxillary expansion
Resumo em inglês
Introduction: Diabetes mellitus (DM) is a metabolic disorder associated with several systemic changes and one of the characteristics is to affect bone metabolism. Tissue modifications induced by orthodontic force are related to its remodeling by activation of alveolar bone resorption on the pressure side and consequent bone apposition on the traction side. Objective: To evaluate the remodeling process of the support periodontium through immunohistochemical and histological analysis after the application of rapid maxillary expansion (RME) in rats on diabetic state. Material and Methods: Ninety male Wistar rats were randomly assigned to six study groups, each containing 15 animals: GC: non-diabetic animals without rapid maxillary expansion (RME); GDM: animals with diabetes mellitus (DM) induced by Streptozotocin (STZ); GRME: animals with RME; GDM+RME: animals with DM + RME; GDM+INS: animals with DM, treated whit insulin; GDM+INS+RME: animals with DM, treated with insulin and RME. The animals were submitted to euthanasia 3, 7 or 10 days after RME. Qualitative and immunohistochemical histological analyzes were performed to evaluate the expression of the protein triad (TRAP, RANKL and OPG). For the immunohistochemical reactions, qualitative and semi quantitative analysis were performed through the assignment of scores for the expression intensity of the analyzed proteins. The non-parametric data were used the Kruskal-Wallis test and Dunn post-test in the comparisons (p<0.05). Results: In relation to the histological aspects, there was alteration in the collagen fibers, fibroblast morphology, number of blood vessels and quantity of neoformed bone tissue characterized by the incremental lines in the RME, DM+RME and DM+INS+RME groups, compared to their respective control groups. Qualitatively, the neoformation of the alveolar bone of the diabetic rats was smaller when compared to the normal ones, and the systemic alteration diabetes melittus promoted a significant reduction in the formation rate and bone maturation. The RME group showed the highest values for indicators of osteoclastogenesis (TRAP) in the initial periods, and this expression was higher in the diabetic groups (DM+RME and DM+INS+RME) in the final periods of the experiment. The same behavior was verified with bone remodeling and neoformation (RANKL and OPG) proteins. Conclusion: Diabetes mellitus delayed the periodontal repair process and altered bone turnover. Insulin used to control diabetes improved responses but did not completely restore control group initial values. However, in spite of the qualitative differences in the tissue responses of the periodontium, the diabetic condition in initial state showed little clinical impact on the induced tooth movement procedure
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2019-07-23
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.