• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.58.2013.tde-30012014-103730
Documento
Autor
Nome completo
Breno de Souza Nantes
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2013
Orientador
Banca examinadora
Vansan, Luiz Pascoal (Presidente)
Dias, Reinaldo Brito e
Guerisoli, Danilo Mathias Zanello
Título em português
Análise histoquímica da penetração do hipoclorito de sódio nos canalículos dentinários. Estudo ex vivo
Palavras-chave em português
endodontia
hipoclorito de sódio
penetração dentinária.
solução irrigante
Resumo em português
O presente estudo avaliou ex vivo a capacidade de infiltração do hipoclorito de sódio em diferentes concentrações nos canalículos dentinários. 40 incisivos centrais superiores tiveram suas coroas seccionadas, e passaram pelo preparo biomecânico pela técnica Crown-Down, inundação com EDTA 17% por 3 minutos e irrigação final com água destilada. Após o preparo biomecânico os espécimes foram secos externamente com toalha de papel absorvente e internamente por meio de cones de papel. Permaneceram no dessecador a vácuo por 120 minutos e imersos em uma solução de sulfato de cobre, durante 15 minutos sob vácuo com o objetivo de remover o ar do interior do canal radicular e consequentemente permitir maior penetração da solução citada e mantida por mais 75 minutos à pressão ambiente. Posteriormente os espécimes foram removidos da solução e secas com papel toalha e cones de papel absorvente. Foram então imersos na solução de ácido rubeânico sob vácuo por 15 minutos e mantido por mais 225 minutos à pressão ambiente. Os espécimes foram aleatoriamente divididos em 4 grupos de acordo com a solução irrigante a ser utilizada: GRUPO 1 (n=10) - Água destilada; GRUPO 2 (n=10) - Hipoclorito de Sódio 1%; GRUPO 3 (n=10) - Hipoclorito de Sódio 2,5%; GRUPO 4(n=10) - Hipoclorito de Sódio 5,25%. Nesta fase os espécimes foram irrigados com 2 ml a cada 2 minutos por 30 minutos com a solução irrigante de acordo com seu grupo, terminando com irrigação abundante com água destilada. Após a irrigação, foram obtidos slices de 1,0 mm de espessura por meio da máquina de corte de tecido duro IsoMet® 1000. As amostras foram polidas e por meio de microscópio digital ligado a um computador obteve-se as imagens dos slices, que foram mensuradas por um software AxioVision 4.8. Em seguida, calculou-se as áreas de dentina da região descolorida pela solução irrigante. Os resultados mostraram que no G1 não houve descoloração da dentina. Para as soluções de hipoclorito, os resultados mostraram que a concentração da solução interferiu no poder de descoloração em profundidade dentinária.Quando analisados os resultados estatisticamente, houve diferença entre a área de penetração da solução a 1% e a 5,25%, já a solução a 2,5% apresentou valores intermediários.Podendo pertencer tanto aos grupos do hipoclorito a 1% como a 5,25%.
Título em inglês
Histochemical analysis of the penetration of sodium hypochlorite in the dentinal tubules. Ex vivo study
Palavras-chave em inglês
dentine penetration
endodontics
irrigant solution
sodium hypochlorite
Resumo em inglês
The aim of this study was to evaluate in ex vivo the capacity of different concentrations of sodium hypochlorite to infiltrate in the root canal dentinal tubules. 40 maxillary central incisors had theyre crowns sectioned and were submitted into a mechanical preparation by Crown-down technique followed by a 3 min. irrigation with 17% EDTA and for final irrigation with distilled water. After mechanical preparation the specimens were externally dried with an absorbent paper towel and internally with absorbent paper cones. They remained in a vacuum desiccator for 120 minutes and after that, they were immediately immersed in a container with copper sulfate solution for 15 minutes also in vaccum for the purpose of removing the air from the root canal and consequently increase the cuprum solution penetration. Then, they were kept for more 75 minutes in an ambient pressure. The specimens were removed from the solution and dried with absorbent paper towel and cones and immersed in a rubeanic acid solution, in vacuum, for 15 minutes in an ambient pressure for 225 minutes. The specimens were randomly divided in 4 groups, according to the used irrigant solution: Group 1(n=10) - distilled water; Group 2(n=10) sodium hypochlorite 1%; Group 3 (n=10) sodium hipochlorite 2,5% and Group 4 (n=10) sodium hypochlorite 5,25%. In this phase the specimens were irrigated with 2 ml in each 2 minutes for 30 minutes with the irrigation solution in accordance with they're group, and finalized with an abundance of destilled water. After the irrigation, 1.0 mm slices of the thickness were obtained by means of an hard tissue specimen cutting machine Isomet® . The samples were polished and, with the help of a digital microscope, which was connected to a computer, the sections of the speciments were obtained, and later measured by a software - AxioVision 4.8. Then the areas of the specimens who were discolored by the irrigant solution were calculated. The results showed that in G1 showed no discoloration of the dentin. For the groups who used hypochlorite solutions, the results showed that the concentration of the solution could interfere with the discoloration of the dentine in depth. When analized, the results, there was a statistically significant difference between the area of penetration of a 1% solution (G2) and 5.25% solution (G4), however the 2.5% (G3) presented intermediate values, which can represent either the 1% hypochlorite group as the 5,25% hypochlorite.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2014-10-07
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2022. Todos os direitos reservados.