• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
Documento
Autor
Nome completo
Laise Angélica Mendes Rodrigues
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2017
Orientador
Banca examinadora
Regalo, Simone Cecilio Hallak (Presidente)
Andreo, Jesus Carlos
Bataglion, Cesar
Caldeira, Eduardo José
Santos, Daniela Micheline dos
Título em português
Efeito da artrite reumatoide na espessura dos músculos mastigatórios, força de mordida, mobilidade mandibular e na qualidade de vida
Palavras-chave em português
Artrite reumatoide
Força de mordida
Mobilidade mandibular
Músculos mastigatórios
Qualidade de vida
Ultrassom
Resumo em português
Artrite reumatoide e uma enfermidade considerada grave, que influencia a qualidade de vida, caracterizada pelos sinais e sintomas como febre, mal-estar, fraqueza, dor, edema, calor, vermelhidão em qualquer articulação do organismo, rigidez matinal, fadiga, limitação de movimentos e destruição da cartilagem articular. Este estudo tem como objetivo analisar a mobilidade mandibular, espessura dos músculos masseteres e temporais, forca de mordida molar máxima e a qualidade de vida de mulheres com artrite reumatoide. Participaram vinte e oito mulheres, com idade entre 40 e 70 anos que foram distribuídas em dois Grupos: com artrite reumatoide (media +/- DP 52,20+/-3,00 anos, GAR, 14 mulheres) e sem a doença (media +/- DP 49,40 +/- 2,40 anos, GS, 14 mulheres). A amplitude (mm) de movimento mandibular foi avaliada pelo paquímetro digital, nas condições de abertura máxima voluntaria da boca e movimentos bordejantes mandibulares: lateralidade direita, lateralidade esquerda e protrusão. A espessura muscular (cm) foi mensurada pela imagem obtida do ultrassom SonoSite NanoMaxx nas condições de repouso e apertamento dental em contração voluntaria máxima. O dinamômetro digital Kratos foi utilizado para avaliar a forca de mordida molar máxima (Kgf) direita e esquerda. A qualidade de vida foi observada pela utilização do questionário OHIP-14Br. Os dados de amplitude de movimento mandibular, espessura muscular, forca de mordida molar e qualidade de vida foram tabulados e submetidos a analise estatística (SPSS 21.0, teste t de student, p ≤ 0,05). Foi encontrada diferença estatística significante entre GAR e GS para forca de mordida molar máxima direita (p = 0,03) e condição de saúde bucal para qualidade de vida (p= 0,00), dimensões: física (p = 0,00), psicológica (p = 0,00) e social (p = 0,00). Portanto, os resultados deste estudo sugere que a artrite reumatoide em mulheres diminuiu a forca de mordida molar máxima e mostrou impacto negativo na qualidade de vida em relação as condições bucais de mulheres
Título em inglês
Efect of rheumatoid arthritis on the masticatory muscles thickness, bite force, mandibular mobility and quality of life
Palavras-chave em inglês
Bite force
Mandibular mobility
Masticatory muscles
Quality of life
Rheumatoid arthritis
Ultrasound
Resumo em inglês
Rheumatoid arthritis is a disease considered to be severe, which affects quality of life, characterized by signs and symptoms such as fever, malaise, weakness, pain, edema, heat, redness in any joint of the body, morning stiffness, fatigue, movement limitation and destruction of joint cartilage. This study aims to analyze the mandibular mobility, thickness of the masseter and temporal muscles, bite force and the quality of life of women with rheumatoid arthritis. Twenty-eight women, aged between 40 and 70 years old, were divided into two groups: rheumatoid arthritis (mean age 52.20 +/- 3.00 years, GAR, 14 women) and healthy group (mean age 49.40 +/- 2.40 years, GS, 14 women). The mandibular mobility (mm) was evaluated with digital caliper, under the conditions of maximum mouth opening, right lateral excursion, left lateral excursion and protrusion. The muscular thickness (cm) was measured by the image obtained from the SonoSite NanoMaxx ultrasound in the conditions of mandibular rest and dental clenching in maximum voluntary contraction. The Kratos digital dynamometer was used to evaluate the maximum molar bite force (Kgf) in the right and left sides. The analysis of oral health conditions in quality of life was observed using the OHIP-14Br questionnaire. The data were analyzed using the Statistical Package for Social Science (SPSS version 21.0, IBM®) and were then compared by students t-test, p ≤ 0.05). Significant statistical difference was found between GAR and GS for maximum molar bite force in the right side (p=0.03) and for oral health condition for quality of life (p=0.00), in the physical dimensions (p=0.00), psychological (p=0.00) and social (p=0.00). Therefore, the results of this study suggest that there was a reduction in maximal molar bite strength of women with rheumatoid arthritis as well as a negative impact of oral health conditions on quality of life in these women
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2019-07-23
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.