• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.58.2009.tde-26032010-180717
Documento
Autor
Nome completo
Wendel Teixeira
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2009
Orientador
Banca examinadora
Pedrazzi, Vinicius (Presidente)
Mollo Junior, Francisco de Assis
Ribeiro, Ricardo Faria
Título em português
Avaliação in vitro da infiltração bacteriana na interface implante/componente protético em conexões dos tipos cone morse e hexágono interno
Palavras-chave em português
Staphylococcus aureus
Contagem de colônia bacteriana
Implantes dentários
Meios de cultura
Prótese dentária fixada por implante
Resumo em português
A precisão na fabricação de um implante pode ser verificada pelo grau de adaptação na interface implante/componente protético. Uma pobre adaptação permite a infiltração de microrganismos através dessa interface e a colonização dos espaços vazios dos implantes, levando ao surgimento de reações inflamatórias dos tecidos periimplantares e ao insucesso clínico do tratamento. O objetivo deste trabalho foi avaliar, in vitro, a infiltração de uma bactéria, o Staphylococcus aureus, através da interface implante/componente protético, pelo método de cultura bacteriana. Foram utilizados vinte conjuntos de implantes Cone Morse, com os Pilares CM (NEODENT®, Curitiba, Paraná, Brasil), divididos em dois grupos: Grupo A, onde foram avaliados quanto à infiltração bacteriana de fora para dentro dos implantes, e Grupo B, onde foram avaliados quanto à infiltração bacteriana de dentro para fora dos implantes. Foram utilizados também vinte conjuntos de implantes Titamax II Plus, com os Mini Pilares Cônicos II Plus (NEODENT®, Curitiba, Paraná, Brasil), divididos em dois grupos: Grupo C, onde foram avaliados quanto à infiltração bacteriana de fora para dentro dos implantes, e Grupo D, onde foram avaliados quanto à infiltração bacteriana de dentro para fora dos implantes. Na avaliação da infiltração bacteriana de dentro para fora dos implantes, foi feita a inoculação da bactéria na parte interna dos implantes, e estes mergulhados em tubos de ensaio contendo um meio de enriquecimento estéril. Para avaliação da infiltração bacteriana de fora para dentro dos implantes, os conjuntos implantes/componentes foram mergulhados em tubos de ensaio contendo um meio de enriquecimento com cepas da bactéria. Ocorreu infiltração bacteriana em todos os grupos, e não houve diferença estatisticamente significante entre os grupos A e C, nem entre os grupos B e D, em relação à percentagem da passagem do microrganismo na interface implante/componente protético.
Título em inglês
In vitro evaluation of bacterial leakage at the implant abutment interface in types of connections Morse Taper and Internal Hexagon
Palavras-chave em inglês
Staphylococcus aureus
Culture media
Dental implants
Implant-supported dental prosthesis
Microbial colony count
Resumo em inglês
The precision in the manufacture of an implant can be determined by the degree of adaptation at the abutment-implant interface. A poor adaptation allows the infiltration of microorganisms through this interface and colonization of empty spaces of the implants, leading to inflammatory reactions and clinical failure of treatment. The aim of the present in-vitro study was to investigate leakage of Staphylococcus aureus through the abutment-implant interface, by the method of bacterial culture. It was used twenty sets of Morse Taper implants with Pillars CM (NEODENTTM, Curitiba, Paraná, Brazil), divided into two groups: Group A, which were evaluated for bacterial infiltration into the inner part of the implants, and Group B, which were evaluated for bacterial infiltration from the inner part of the implants. Were also used twenty sets of Titamax II Plus implants, with the conical Mini Pillars II Plus (NEODENTTM, Curitiba, Paraná, Brazil), divided into two groups: Group C, which were evaluated for bacterial infiltration into the inner part of the implants and Group D, which were evaluated for bacterial infiltration from the inner part of the implants. In the evaluation of bacterial infiltration from the implants, the assemblies had the inner parts inoculated with S. aureus, and each assembly was incubated in BHI broth. For assessment of bacterial leakage into the implants, each assembly was submerged in S. aureus culture in tubes. Bacterial infiltration occurred in all groups, and there was no statistically significant difference between groups A and C, or between groups B and D.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
me_wendel_teixeira.pdf (768.25 Kbytes)
Data de Publicação
2010-10-14
 
AVISO: O material descrito abaixo refere-se a trabalhos decorrentes desta tese ou dissertação. O conteúdo desses trabalhos é de inteira responsabilidade do autor da tese ou dissertação.
  • TEIXEIRA, W., et al. Microleakage into and from two-stage implants: An in vitro Comparative Study. The International Journal of Oral and Maxillofacial Implants [online], 2011, vol. 26, p. 56-62. Available from: http://www.quintpub.com/journals/omi/gp.php?journal_name=OMI.
  • TEIXEIRA, Wendel, et al. Microleakage into and from Two-Stage Implants:An In Vitro Comparative Study. The International Journal of Oral & Maxillofacial Implants (JOMI), 2011, vol. 26, n. 1, p. 56-62.
  • Antonio Roque, et al. Efeito de enxaguatórios bucais na rugosidade superficial de resinas acrílicas autopolimerizáveis. In 27ª Reunião Anual da SBPq-O, Águas de Lindóia, 2010. Brazilian Oral Research .São Paulo : BOR - Brazilian Oral Research, 2010. Resumo. Dispon?vel em: http://www.sbpqo.org.br.
  • OLIVEIRA NETO, J. M., et al. Avaliação clínica da eficácia de três enxaguatórios bucais na modificação da halitose matinal por até uma semana de uso. In 25ª Reunião Anual da Sociedade Brasileira de Pesquisa Odontológica, Águas de Lindóia, 2008. Brazilian Oral Research.São Paulo : BOR, 2008. Resumo. Dispon?vel em: http://www.sbpqo.org.br.
  • SILVA, F. B., et al. Halitose matinal: avaliação clínica da eficácia de três enxaguatórios bucais utilizados durante uma semana. In X Congresso Interno de Pesquisa da FORP, Ribeirão Preto, 2008. Anais da Faculdade de Odontologia de Ribeirão Preto da USP.Ribeirão Preto, 2008. Resumo. Dispon?vel em: http://www.forp.usp.br.
  • TEIXEIRA, W., et al. Avaliação clínica da eficácia de três enxaguatórios bucais na modificação da halitose matinal, após 2 horas de uso único. In 25ª Reunião Anual da Sociedade Brasileira de Pesquisa Odontológica, Águas de Lindóia, 2008. Brazilian Oral Research.São Pauo : BOR, 2008. Resumo. Dispon?vel em: http://www.sbpqo.org.br.
  • TEIXEIRA, W., et al. Avaliação da microinfiltração do S. aureus na interface implante/componente protético. In Osseointegração: 20 anos da experiência brasileira, São Paulo, 2009. Anais Implantnews., 2009. Resumo. Dispon?vel em: http://www.implantnews.com.br/20anos/aprovados.html.
  • TEIXEIRA, W., SATO, S., e PEDRAZZI, V. Microbial leakage at the abutment-implant interface of osseointegrated impants: a comparative study. In International Congress of Implantology, Ribeirão Preto, 2008. Brazilian Dental Journal.Ribeirão Preto, 2008. Resumo. Dispon?vel em: http://www.congressoimplantologia.com.br/.
  • Professor Homenageado pela 80ª Turma de Odontolandos da FORP/USP - Faculdade de Odontologia de Ribeirão Preto da USP
  • Professor Homenageado pela 81ª Turma de Formandos da FORP/USP - Comissão de Formatura da 81ª Turma de Formandos da FORP/USP
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2021. Todos os direitos reservados.