• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
Documento
Autor
Nome completo
Letícia de Sá Evelin
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2018
Orientador
Banca examinadora
Silva, Cláudia Helena Lovato da (Presidente)
Coto, Neide Pena
Guiotti, Aimée Maria
Issa, João Paulo Mardegan
Título em português
Influência de dois protocolos de higiene para usuários de prótese ocular na condição de saúde dos tecidos, microbiota da cavidade anoftálmica e nível de satisfação dos pacientes
Palavras-chave em português
Desinfecção
Higienização
Microrganismos
Prótese ocular
Satisfação dos pacientes
Resumo em português
Este estudo clínico, controlado e randomizado avaliou os efeitos de dois protocolos de higiene sobre a saúde dos tecidos, carga microbiana da cavidade anoftálmica e prótese, e satisfação dos pacientes. Trinta usuários de prótese ocular utilizaram os protocolos de forma cruzada: Pt1 - limpeza da prótese ocular com sabonete neutro, uma vez ao dia e uso de soro fisiológico ao longo do dia; Pt2 - limpeza da prótese ocular com sabonete neutro uma vez por semana e uso de soro fisiológico ao longo do dia. O período experimental foi de cinco semanas com "wash-out" de sete dias. As variáveis foram analisadas no Baseline e após o uso dos protocolos. A saúde dos tecidos foi avaliada por exame clínico, fotografias e escores para classificação da saúde dos tecidos. A carga microbiana foi analisada por meio da contagem de unidades formadoras de colônias (UFC) de Aeróbios totais, Gram-negativos, Staphyloccus aureus e Candida spp. de amostras da cavidade anoftálmica, superfícies internas e externas da prótese com microbrushs. A satisfação dos pacientes com os protocolos foi analisada por questionário e uso de escala visual analógica. Os dados foram analisados por: Teste de Friedman e Cochran's Q (saúde dos tecidos), ANOVA medidas repetidas e Friedman (Carga microbiana), Wilcoxon (satisfação), Correlação de Pearson (características clínicas e micro-organismos), Teste exato de Fisher e Teste Qui-quadrado de Pearson (características clínicas entre si e características clínicas com dados sociodemográficos), todos com significância de 95%. Houve diferença significante no aumento do número de indivíduos com mucosa normal após a instituição dos protocolos de higiene quando comparado ao Baseline (p=0,005). O Pt1 diminuiu o edema palpebral e o Pt2 apresentou valores intermediários entre Pt1 e Baseline (p=0,021). Houve diminuição no número de casos com secreção após a utilização dos dois protocolos quando comparados ao Baseline (p<0,001). Houve diminuição no número de casos com empastamento dos cílios após Pt1 e o Pt2 foi semelhante ao Baseline (p=0,02). Não houve diferença significante no número de casos de dor entre Baseline após a utilização dos protocolos (p=1,0). Não houve diferença significante na contagem de UFC dos micro-organismos avaliados, entre os protocolos ou com o Baseline para próteses e cavidades (p>0,05). Não foram observadas diferenças significantes entre os protocolos 1 e 2 em relação à satisfação ((p>0,05). Houve fraca correlação entre contagem de UFC e sinais clínicos e forte correlação das características clínicas entre si. Embora os protocolos não tenham causado redução de UFC em relação ao Baseline, eles melhoraram as condições clínicas, sendo o Pt1 melhor para todas as características avaliadas. Os resultados do presente estudo indicam que a higiene diária da prótese seria indicada para a maioria dos pacientes, uma vez que melhorou as características clínicas e foi aceita pela maior parte do grupo
Título em inglês
Influence of two hygiene protocols for ocular prosthesis users in the health status of tissues, microbiota of the anophthalmic cavity, and level of patient satisfaction
Palavras-chave em inglês
Artificial eye
Disinfection
Hygiene
Microorganism
Patient satisfaction
Resumo em inglês
This randomized controlled clinical study evaluated the effects of two hygiene protocols on tissue health, microbial load of the anophthalmic cavity and prosthesis, and patient satisfaction. Thirty users of ocular prosthesis adopted a cross-protocol approach: Pt1 - cleaning of the ocular prosthesis with neutral soap, once a day and saline throughout the day; Pt2 - cleaning of the ocular prosthesis with neutral soap once a week and saline throughout the day. The experimental period was five weeks with a washout of seven days. The variables were analyzed in baseline and after the use of the protocols. Tissue health was assessed through clinical examination, photographs and scores for classification of tissue health. The microbial load was analyzed by colony forming units counting (CFU) of total aerobes, Gram-negative, Staphyloccus aureus and Candida spp. of samples of the anophthalmic cavity, internal and external surfaces of the prosthesis, with microbrush. The patients' satisfaction regarding the protocols was analyzed by questionnaire and visual analogue scale. The data were analyzed by: Friedman and Cochran's Q test (tissue health), repeated measures ANOVA and Friedman (microbial load), Wilcoxon (satisfaction), Pearson's correlation coefficient (clinical characteristics and microorganisms), Fisher's exact test and Pearson's Chi-square test (clinical characteristics each other and clinical characteristics with sociodemographic data), all with a significance of 95%. It was found a significant difference in the increase in the number of individuals with normal mucosa after the use of hygiene protocols when compared to baseline (p = 0.005). Pt1 decreased eyelid edema and Pt2 presented intermediate values between Pt1 and baseline (p = 0.021). The number of cases with secretion decreased after the use of both protocols when compared to Baseline (p<0.001). The crusting after Pt1 decreased and Pt2 was similar to baseline (p=0.02). Pain had no significant difference between in the baseline and after the use of the protocols (p=1.0). CFU count of the microorganisms evaluated between the protocols or with the baseline for prostheses and cavities had no significant difference (p>0.05). There were no significant differences between protocols 1 and 2 regarding patients satisfaction (p>0.05). There was a weak correlation between CFU count and clinical signs and a strong correlation of the clinical characteristics between them. Although the protocols did not lead to UFC reduction compared to baseline, they improved the clinical conditions, with Pt1 being better for all characteristics evaluated. The results shows that daily hygiene of the ocular prosthesis would be recommended for the majority of the patients given that it improved the clinical characteristics and was accepted by all the participants
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2019-10-17
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.