• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
Documento
Autor
Nome completo
Julio Neto Souto Batista
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2019
Orientador
Banca examinadora
Ribeiro, Ricardo Faria (Presidente)
Almeida, Rossana Pereira de
Arioli Filho, João Neudenir
Rivera, Izabela Cristina Mauricio Moris
Título em português
Avaliação de diferentes pilares para implantes dentários com conexão interna do tipo Tri-channel
Palavras-chave em português
Conexão implante dentário-pivô
Implante dentário
Prótese dentária fixada por implante
Torque
Resumo em português
O objetivo deste estudo foi avaliar o comportamento biomecânico de pilares UCLA e Minipilar para implantes com conexão Tri-channel, no que diz respeito à perda de torque e desadaptação marginal. Foram confeccionadas 20 próteses fixas metalocerâmicas de três elementos suportadas por dois implantes, divididas em dois grupos. Grupo 1, UCLA e Grupo 2, Minipilar (n=10). A perda de torque foi avaliada antes e após ciclagem mecânica, já a desadaptação marginal foi avaliada tanto nas diversas fases de obtenção das próteses (pré-fundição, pós-fundição e pós-prensagem de cerâmica) quanto antes e após ciclagem (300.000 ciclos, 30 N). As comparações estatísticas de perda de torque foram realizadas pelo Modelo Linear de Efeitos Mistos com nível de significância p≤0,05. Ambos os grupos apresentaram perda de torque após a ciclagem mecânica (p<0,05), entretanto os grupos não apresentaram diferenças percentuais significativas entre si (p=0,795). Para análise da desadaptação marginal comparando os dois grupos antes e após ciclagem, também se utilizou o Modelo Linear de Efeitos Mistos. No grupo 1, antes da ciclagem, encontrou-se valores de desadaptação marginal média no implante pilar correspondente ao pré-molar de 20,4 ± 6,91 μm e para o molar de 20,4 ± 3,44 μm; já para o grupo 2, no pré-molar, o valor foi de 9,29 ± 1,2 μm e no molar 8,98 ± 1,42 μm. Após a ciclagem mecânica, no grupo 1, o pré-molar apresentou valor de desadaptação de 13,99 ± 8,74 μm e o molar de 10,64 ± 0,70 μm. Já no grupo 2, após a ciclagem, os valores de desadaptação foram de 12,47 ± 1,97 μm para o pré-molar e 12,61 ± 1,99 μm para o molar. Antes da ciclagem os grupos apresentaram entre si diferença significativa na desadaptação (p<0,05), entretanto após a ciclagem tal diferença não foi observada (0,894). Os elementos do grupo 1 apresentaram diferença significativa na desadaptação antes x após ciclagem (p<0,05), já os do grupo 2, não (p=0,210); para as análises estatísticas de desadaptação marginal nas diferentes fases de obtenção das próteses foi utilizado o Modelo Linear Generalizado com nível de significância de p≤0,05. Para o grupo 1 foram encontradas diferenças significativas entre as etapas de pré x pós-fundição (p=0,007) e de pré-fundição x pós-prensagem de cerâmica (p=0,002). Já no grupo 2, na interface prótese-minipilar, foram encontradas diferenças significativas entre as fases de pré x pós-fundição (p=0,001), pré-fundição x pós-prensagem de cerâmica (p=0,003) e pós-fundição x pós-prensagem de cerâmica (p=0,022). Durante os ensaios houveram fraturas da cerâmica de 4 próteses, duas de cada grupo. Essas foram excluídas das análises estatísticas. Conclui-se que: ambos os grupos apresentaram perda de torque após o ensaio de ciclagem, sem diferença significativa entre ambos. Ainda, não houve diferença significativa na desadaptação marginal após a ciclagem mecânica; entretanto, no grupo UCLA houve acomodação na interface implante-UCLA, já o Minipilar não apresentou alterações na interface com o implante após o ensaio. Houveram diferenças significativas na desadaptação entre as fases de obtenção das próteses em ambos os grupos
Título em inglês
Evaluation of different abutments for dental implants with Tri-channel internal connection
Palavras-chave em inglês
Dental implant-abutment design
Dental implantation
Dental prosthesis implant-supported
Torque
Resumo em inglês
The aim of this study was to evaluate the biomechanical behavior of UCLA and mini conical abutments for Tri-channel implants regarding torque loss and marginal misfit. Twenty three-unit metalloceramic fixed prostheses supported by two implants were made and divided into two groups. Group 1, UCLA and Group 2, Mini conical (n=10). Torque loss was evaluated before and after cyclic loading while marginal misfit was evaluated at different stages of prosthesis construction (before casting, after casting, after ceramic pressing) and before and after cyclic loading (300.000 cycles, 30 N). Statistical comparison of torque loss was performed by mixed linear model with significance level p≤0,05. Both the groups presented torque loss after cyclic loading (p<0.05), but they were statistically similar (p=0.795). For marginal misfit evaluation comparing the groups before and after cyclic loading, mixed linear model was also used. In the group 1, before cyclic loading, marginal misfit mean in the premolar implant was 20.4 ± 6.91 μm and in the molar was 20.4 ± 3.44 μm; for group 2, the mean value of premolar was 9.29 ± 1.2 μm and molar was 8.98 ± 1.42 μm. After cyclic loading, in the group 1, misfit mean of premolar was 13.99 ± 8.74 μm and molar was 10.64 ± 0.70 μm. For group 2, after cyclic loading, misfit values of 12.47 ± 1.97 μm was found for premolar and 12.61 ± 1.99 μm for molar. Before cyclic loading, groups were statistically different in misfit (p<0.05), but this difference was not observed after cyclic loading (p=0.894). Group 1 presented significant difference in the misfit before x after cyclic loading (p<0.05) while in the group 2 any difference was noted (p=0.210); a general linear model was used for statistical analysis of marginal misfit at different stages of prosthesis construction with a significance level of p≤0.05. For group 1, significant differences was noted between before x after casting (p=0.007) and before casting x after ceramic pressing (p=0.002). In the group 2, at the prosthesis-mini conical abutment interface, significant difference was found between before x after casting (p=0.001), before casting x after ceramic pressing (p=0.003) and after casting x after ceramic pressing (p=0.022). Four prostheses presented ceramic chipping during the cyclic loading, two of each group, and were excluded from statistical analysis. It was concluded that both the groups presented torque loss after cyclic loading without significant difference between them. In addition, no significant difference was noted in marginal misfit after cyclic loading; however, UCLA group improved this fit in the implant-UCLA interface while any difference was noted in the mini conical group after cyclic loading. Significant differences were noted in misfit among different stages of prosthesis construction in both the groups
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2019-10-17
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.