• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
https://doi.org/10.11606/T.5.2021.tde-25082021-125840
Documento
Autor
Nome completo
Andréia Rodrigues Parnoff Stadulni
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2021
Orientador
Banca examinadora
Schochat, Eliane (Presidente)
Carvallo, Renata Mota Mamede
Rabelo, Camila Maia
Siqueira, Marcela Lima Silagi de
Título em português
Acidente vascular cerebral em crianças e adolescentes: análise dos resultados obtidos na avaliação eletrofisiológica e comportamental do processamento auditivo
Palavras-chave em português
Adolescentes
Audição
AVC
Criança
Potenciais evocados auditivos
Transtornos da percepção auditiva
Resumo em português
Introdução: Acidente Vascular Cerebral em crianças e adolescentes são eventos considerados raros, de etiologia variada, que tem como consequência sequelas funcionais (motoras, cognitivas e de linguagem), impactando a qualidade de vida. Por este motivo descrever os resultados obtidos em avaliação eletrofisiológica e comportamental do Processamento Auditivo são de grande valia, para entendermos as alterações que possam estar presentes, para posteriormente ajudar na reabilitação dessa população. Objetivo: descrever e analisar os resultados obtidos na avaliação eletrofisiológica e comportamental do processamento auditivo em crianças e adolescentes com diagnostico de AVC e compara-las a sujeitos com desenvolvimento típico de mesma faixa etária. Método: estudo transversal, observacional e comparativo. Participaram 21 crianças e adolescentes com diagnóstico de AVC com idade entre 7 e 17 anos e 11 meses (Grupo Estudo) e 42 crianças e adolescentes com desenvolvimento representativos de normalidade (Grupo Controle), com mesma faixa etária do Grupo Estudo. Além da história clínica e anamnese, foram realizadas: avaliação audiológica periférica básica, avaliação comportamental do PAC (Dicótico de dígitos - DD, Pitch pattern Sequence - PPS) e avaliação eletrofisiológica, por meio dos testes: PEATE, para verificar a sincronia neural e P300. Resultados: Os sujeitos do GE foram divididos em tipo de AVC (isquêmico e hemorrágico), sendo que do tipo Isquêmico 22 (92%) e hemorrágico 2 (8%), quanto ao as distribuições do sítio da lesão, podemos observar que sua maioria 15 (63%), foi no Hemisfério Temporal Esquerdo, 6 (25%), no Hemisfério Direito. Nota-se que os dois casos de AVC Hemorrágico da amostra foram no Hemisfério Direito, e 2 (8%) em Região cerebelar e apenas 1 (4%) foi classificado como outros (região talâmica). O GE apresentou pior desempenho em todos os testes aplicados ao compará-los aos seus controles. Para o teste DD observamos que o pior desempenho tanto para integração, quanto para separação foi do lado Direito. Para o teste PPS, observamos uma maior porcentagem de acertos no grupo controle em comparação ao grupo estudo, tanto na modalidade 'nomeação' quanto 'murmúrio', sendo essa diferença estatisticamente significante. O P300 no GE apresentou-se com latências aumentadas significativamente em relação ao GC. Conclusão: os resultados do P300, juntamente com os achados nos testes comportamentais do Processamento Auditivo Central: Dicótico de Dígitos e Padrão de Frequência, sugerem que as lesões cerebrais, podem levar a comprometimento estrutural ou funcional de regiões subcorticais e, portanto, resultar em déficits no processamento auditivo
Título em inglês
Stroke in children and adolescents: analysis of the results obtained in the electrophysiological and behavioral assessments of auditory processing
Palavras-chave em inglês
Adolescents
Auditory evoked potentials, Auditory perception disorders
Child
Hearing
Stroke
Resumo em inglês
Introduction: Stroke in children and adolescents are events considered to be rare, of varying etiology, which result in functional sequelae (motor, cognitive and of language), impacting quality of life. For this reason, describing the results obtained in electrophysiological and behavioral assessment of Auditory Processing are of great value, in order to understand the changes that may be present, to later help in the rehabilitation of this population. Objective: Describe and analyze the results obtained in the electrophysiological and behavioral assessment of auditory processing in children and adolescents with a diagnosis of stroke and to compare them with representative subjects of the same age group. Method: cross-sectional, observational and comparative study of 21 children and adolescents diagnosed with stroke aged between 7 and 17 years and 11 months (Study Group) and 42 children and adolescents with normal development (Control Group), with the same age group as the Study Group. In addition to the clinical history and anamnesis, the following procedures were performed: basic peripheral audiological evaluation, behavioral evaluation of the PAC (Dichotic digits - DD, Pitch pattern Sequence - PPS) and electrophysiological evaluation, using the tests: BAEP, to check the neural synchrony and P300. Results: The subjects of the EG were divided into types of stroke (ischemic and hemorrhagic). The Ischemic type, 22 (92%), and Hemorrhagic type, 2 (8%). Regarding the distributions of the lesion site, we can observe that most of it, 15 (63%), was in the Left Temporal Hemisphere, and 6 (25%), in the Right Hemisphere. Note that the two cases of Hemorrhagic Stroke in the sample were in the Right Hemisphere, 2 (8%) in the cerebellar region, and only 1 (4%) was classified as others (thalamic region). GE performed worse in all tests applied when comparing them to its controls. For the DD test, we observed that the worst performance for both integration and separation was on the right side. For the PPS test, we observed a higher percentage of correct answers in the control group compared to the study group, both in the 'nomination' and 'murmur' modality, a difference that is statistically significant. The P300 in the GE was presented with significantly increased latencies to the GC. Conclusion: the P300 results, along with the findings in the behavioral tests of the Central Auditory Processing: Dichotic Digits and Frequency Pattern, suggest that brain injuries can lead to structural or functional impairment of subcortical regions and, therefore, result in deficits in auditory processing
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2021-08-27
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2022. Todos os direitos reservados.