• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Disertación de Maestría
DOI
10.11606/D.5.2019.tde-07022019-092504
Documento
Autor
Nombre completo
Daniela Tonellotto dos Santos
Dirección Electrónica
Instituto/Escuela/Facultad
Área de Conocimiento
Fecha de Defensa
Publicación
São Paulo, 2018
Director
Tribunal
Mansur, Leticia Lessa (Presidente)
Nemr, Nair Katia
Padovani, Marina Martins Pereira
Siqueira, Marcela Lima Silagi de
Título en portugués
Funcionalidade global, da deglutição e da comunicação de idosos com comprometimento cognitivo avançado
Palabras clave en portugués
Cognição
Comunicação
Deglutição
Demência
Doença de Alzheimer
Idoso
Resumen en portugués
INTRODUÇÃO: A demência ou comprometimento cognitivo avançado é um problema frequente e cada vez mais prevalente na população idosa. A maioria dos pacientes com demência desenvolve disfagia especialmente na fase avançada da doença e tem alto risco de morte por pneumonia aspirativa. Inúmeras são as discussões a respeito da funcionalidade dos idosos com quadros demenciais; todavia, a deglutição não faz parte das escalas de funcionalidade. Além disso, a avaliação da comunicação, segue critérios equivocados, como "quantidade de palavras emitidas por dia". OBJETIVOS: Traçar o perfil das dificuldades de deglutição e comunicação em pacientes com comprometimento cognitivo avançado, identificar indicadores de disfagia e distúrbios da comunicação que se associem com a classificação da funcionalidade global da escala FAST e propor a inclusão de parâmetros de disfagia e funcionalidade da comunicação na escala FAST. MÉTODOS: Foram coletados dados de 107 pacientes no banco de dados do Ambulatório de Comprometimento Cognitivo Avançado (ACCA) do Serviço de Geriatria do HCFMUSP. Foram realizadas análises descritivas dos perfis de funcionalidade e correlações entre funcionalidade global, da deglutição e da comunicação dos sujeitos. RESULTADOS: 67% da amostra era do sexo feminino, com idade média de 83 anos, destros, com 4 anos de escolaridade média. Quanto ao diagnóstico, 34% da amostra foi diagnóticada com DA, 32% com demência mista (DA e DV), 21% com DV e 13% com demências menos frequentes. Em relação ao estadiamento da demência, a maioria dos sujeitos foi classificada com CDR 3 e MEEM-g 9, que corresponde a demência grave. Em média, os pacientes apresentaram cinco ou mais comorbidades associadas à demência, além de sintomas neuropsiquiátricos e neuropsicológicos. Quanto à avaliação fonoaudiológica estrutural dos órgãos fonoarticulatórios, 100% apresentou alteração nos mecanismos de contenção oral e 77% apresentou alteração de proteção das vias aéreas. Em relação a funcionalidade da deglutição, 92% da amostra pode receber dieta por via oral de forma segura, desde que observadas restrições e adaptações na dieta, além de estratégias compensatórias. Quanto à funcionalidade da comunicação, 38% não utilizaram linguagem funcional; 48% apresentaram expressão oral fragmentada com necessidade de o ouvinte/cuidador assumir a responsabilidade pela comunicação; em 14% a responsabilidade da comunicação foi compartilhada com o ouvinte. CONCLUSÃO: Foram traçadas as características do perfil, das alterações de deglutição e de comunicação dos sujeitos com comprometimento cognitivo avançado. Todavia, ainda que os perfis de deglutição e comunicação declinem conforme a funcionalidade global, na população estudada, não foi possível identificar associação entre o nível da FAST e a gravidade da disfagia ou da comunicação. O estudo contribuiu com dados sobre a funcionalidade da deglutição e da comunicação dos sujeitos com comprometimento cognitivo avançado, desconsiderados pelas tradicionais escalas de funcionalidade
Título en inglés
Global functionality, swallowing and communication of elderly people with advanced cognitive impairment
Palabras clave en inglés
Aged
Alzheimer disease
Cognition
Communication
Deglutition
Dementia
Resumen en inglés
INTRODUCTION: Dementia with advanced cognitive impairment is a frequent and increasingly prevalent problem in the elderly population. Most patients with dementia develop dysphagia especially at an advanced stage of the disease and are at high risk of death from aspiration pneumonia. There are many discussions about the functionality of elderly people with dementia; however, swallowing is not part of the functionality scales. Furthermore, the evaluation of communication follows misguided criteria as quantities of words per day. OBJECTIVES: To outline the difficulties of swallowing and communication in patients with advanced cognitive impairment and to identify indicators of dysphagia and communication disorders associated with the classification of the global functionality of the FAST scale and propose the inclusion of dysphagia parameters and communication functionality in the FAST scale. METHODS: Data from 107 patients were collected from the Advanced Cognitive Compromising Ambulatory (ACCA) database of the Geriatric Service of the HCFMUSP from January to December 2016. Descriptive analyzes of functional profiles and correlations between global functionality of swallowing and the communication of the subjects. RESULTS: 67% of the sample was female, with a mean age of 83 years, right-handed, with 4 years of average schooling. Regarding the diagnosis, 34% was diagnosed with AD, 32% with mixed dementia (AD and DV), 21% with DV and 13% with less frequent dementias. Regarding staging of dementia, the majority of subjects were classified as CDR 3 and MMSE-g 9, which corresponds to severe dementia. On average, patients had five or more comorbidities associated with dementia, as well as neuropsychiatric and neuropsychological symptoms. Regarding the structural speech-language evaluation of the speech-language organs, 100% of the sample presented alterations in oral containment mechanisms and 77% presented alterations in airway protection. Regarding swallowing functionality, 92% of the sample can receive oral diet safely, provided dietary restrictions and adaptations are observed, as well as compensatory strategies.Regarding communication functionality, 38% did not use functional language; 48% have fragmented oral expression and the listener / caretaker assumes responsibility for communication; 14% the responsibility for communication was balanced with the listener. CONCLUSION: Characteristics of the subjects' profile, the swallowing and communication changes of the subjects with advanced cognitive impairment were drawn. However, although the swallowing and communication profiles declined according to the global functionality, in this population it was not possible to identify an association between the global functional level of FAST and the severity of dysphagia and communication. The study contributed data on the functionality of swallowing and communication of subjects with advanced cognitive impairment, neglected by traditional scales of functionality
 
ADVERTENCIA - La consulta de este documento queda condicionada a la aceptación de las siguientes condiciones de uso:
Este documento es únicamente para usos privados enmarcados en actividades de investigación y docencia. No se autoriza su reproducción con finalidades de lucro. Esta reserva de derechos afecta tanto los datos del documento como a sus contenidos. En la utilización o cita de partes del documento es obligado indicar el nombre de la persona autora.
Fecha de Publicación
2019-02-08
 
ADVERTENCIA: Aprenda que son los trabajos derivados haciendo clic aquí.
Todos los derechos de la tesis/disertación pertenecen a los autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Tesis y Disertaciones de la USP. Copyright © 2001-2022. Todos los derechos reservados.