• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.5.2011.tde-20052011-175337
Documento
Autor
Nome completo
Marco Aurelio Janaudis
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2011
Orientador
Banca examinadora
Lotufo, Paulo Andrade (Presidente)
Anjos, Gilberto Luppi dos
Ayres, Jose Ricardo de Carvalho Mesquita
Azevedo Neto, Raymundo Soares de
Gallian, Dante Marcello Claramonte
Título em português
A música como instrumento de reflexão para o estudante de Medicina
Palavras-chave em português
Educação médica
Estudante de medicina
Humanismo
Medicina de família
Música
Pesquisa qualitativa
Resumo em português
INTRODUÇÃO: Existe uma atenção crescente pela introdução de disciplinas de ciências humanas e de artes na educação médica. A música é instrumento pouco utilizado no ensino médico. Ela possui características únicas que a tornam um excelente recurso educacional, pela possibilidade de exprimir emoções. Em poucos minutos, temas de interesse no aprendizado médico, como a perda, a compaixão, a tristeza e a solidariedade, podem ser identificados e utilizados em processos pedagógicos. A música como outras manifestações artísticas permite lidar com o universo afetivo do aluno. Promover a atitude reflexiva dentro de uma disciplina acadêmica requer criar espaço formal para fazê-lo. OBJETIVO: Apreender o impacto da música como recurso pedagógico na experiência do estudante de medicina. METODOLOGIA: A pesquisa segue uma abordagem de natureza qualitativa. Utilizaram-se músicas pré-definidas pelo autor durante as aulas do módulo em Medicina de Família no internato médico de Faculdade de Medicina do Estado de São Paulo. Participaram doze estudantes que cursaram essa disciplina. As entrevistas foram gravadas, transcritas e, em seguida, xii interpretadas segundo a perspectiva hermenêutica. RESULTADOS: O processo de compreensão da experiência dos estudantes possibilitou o desvelamento de um fenômeno que engloba o seu mundo interno enquanto se ocupa com sua formação médica. A música que toca do lado de fora ressoa na história e nas emoções do estudante. O aluno percebe que o ritmo imposto pelo curso médico não lhe permite pensar, refletir, seja em sua própria vida, seja em sua formação. A experiência com a música permite ao estudante ouvir seus próprios sentimentos e compartilhá-los com o professor e com seus colegas. Ele se surpreende com lembranças e sentimentos que vêm à tona e que desconhecia ou dos quais não se lembrava. Esses sentimentos estão apresentados em temas que organizam a experiência afetiva do estudante, mobilizada pela música. Surgiram assim diversas categorias temáticas, como a busca de si, família, morte, dúvidas vocacionais e relacionamento com colegas, professores e pacientes CONCLUSÃO: Os resultados encontrados na experiência com a música se apresentam em amplo espectro, oferecendo inúmeras perspectivas de desdobramento no âmbito da educação médica, conforme observamos nos temas surgidos. Como a experiência básica que se tem do mundo é emocional, a música essa forma de conhecimento humano de tonalidade afetiva adquire também força educacional, pois o processo de ensinar não se limita à transmissão de conteúdos; mais que isso, implica, por parte do docente, processos de desenvolvimento de sentidos e de significados para permitir que o xiii estudante reflita e transforme a prática cotidiana, sobretudo na medicina, onde o relacionamento interpessoal é a base para a plena efetividade da futura ação profissional
Título em inglês
Music as tool of reflection for the medical student
Palavras-chave em inglês
Family medicine
Humanism
Medical education
Medical student
Music
Qualitative research
Resumo em inglês
INTRODUCTION: There is a growing focus by the introduction of courses in humanities and arts in medical education. Music is not widely used tool in medical education. It has unique features that make it an excellent educational resource for the possibility to express emotions. Within minutes, topics of interest in learning medicine as loss, compassion, sorrow, solidarity can be identified and used in pedagogical processes. Music like other forms of art can deal with the emotional universe of the student. Promoting reflective attitude within an academic discipline requires creating space to make it formal. OBJECTIVE: To grasp the impact of music as an educational resource on the experience of medical students. METHODOLOGY: The research follows a qualitative approach. We played songs predefined by the author during the classes in family medicine module at the boarding school of medicine in the state of Sao Paulo. Twelve students who attended this course agreed to participate. The interviews were taped, transcribed and then interpreted according to the hermeneutic perspective. RESULTS: The process of understanding the experience of students allowed for the xv unveiling of a phenomenon that encompasses your inner world as he attends to his medical training. The music played on the outside resonates in the story and emotions of the student. The student realizes that the pace imposed by the medical school does not allow to think about, reflect, whether on his own life, whether in his formation. The music experience allows students to hear their feelings and share them with the professor and peers. He is surprised by memories and feelings that surface and was unaware or they could not remember. These feelings are presented in themes that organize the affective experience of the student, mobilized by the music. Several themes emerged as well as the search for self, family, death, vocational doubts, relationships with peers, professors and patients CONCLUSION: The findings of the experience of the music spectrum come in, offering numerous prospects for development in the context medical education, as noted in the themes that emerged. As the basic experience we have of the world is emotional, the music, this form of human knowledge of affective tone also becomes educational force, because the process of teaching is not limited to transmission of content but, more importantly, implies that the teacher in development processes of meaning and significance to enable the learner, reflect and transform the everyday practice, especially in medicine where the interpersonal relationship is the basis for the full realization of future professional action
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2011-05-25
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2021. Todos os direitos reservados.