• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Disertación de Maestría
DOI
https://doi.org/10.11606/D.5.2022.tde-15062022-100007
Documento
Autor
Nombre completo
Pâmella Pollyanna Braga Carra Costela
Dirección Electrónica
Instituto/Escuela/Facultad
Área de Conocimiento
Fecha de Defensa
Publicación
São Paulo, 2022
Director
Tribunal
Tempski, Patricia Zen (Presidente)
Costa, Fernanda Magalhães Arantes
Masson, Daniela Fagioli
Peleias, Munique Dias de Almeida
Título en portugués
Análise do estado nutricional e hábito alimentar de jovens adultos com síndrome de Down e seu principal cuidador antes e após um programa de educaço alimentar e nutricional
Palabras clave en portugués
Cuidadores
Deficiência intelectual
Educação alimentar e nutricional
Obesidade
Síndrome de Down
Sobrepeso
Resumen en portugués
Introdução: Pessoas com síndrome de Down (SD) tem atingido a sétima década e essa mudança pode estar atrelada aos cuidados de saúde ao longo de seu desenvolvimento. Entretanto, quando não há os cuidados de saúde ao longo da vida, na fase adulta é comum o risco aumentado para doenças crônicas não transmissíveis DCNTs e obesidade. Objetivo: Verificar se o desenvolvimento de um programa baseado em estratégias de Educação Alimentar e Nutricional (EAN) pode auxiliar no estado nutricional adequado de pessoas com SD e de seus principais cuidadores. Métodos: Estudo observacional descritivo com 20 jovens adultos com SD e seu principal cuidador acompanhados no ambulatório clínico de um hospital universitário e público na cidade de São Paulo. Foram analisados: condições sociais, perfil bioquímico, consumo percentual médio calórico, teste de bioimpedância, e nível de atividade física. Resultados: Foram selecionadas 23 pessoas com SD e seus respectivos cuidadores. Três desistiram de participar do projeto e nossa amostra passou a ter (n=9) 45% do sexo feminino, (n=11) 55% do sexo masculino e seus principais cuidadores. A idade média das pessoas com SD foi de 24.25 ± 4,9 anos e dos principais cuidadores de 56,5 ± 8,0 anos. Entretanto, no início de março por conta da pandemia do COVID-19 tiveram início as restrições e isolamento social impostas pelo governo da cidade de SP, interferindo nas atividades habituais levando há um aumento do sedentarismo e mudança no contexto alimentar. Desse modo, optamos por parar o estudo com os participantes (n = 8) e seus respectivos cuidadores que já havíamos coletado os dados finais. Todos os participantes foram classificados em sobrepeso. Os alimentos in natura foram os mais consumidos pelas pessoas com SD, seguido dos ultraprocessados. Os cuidadores também tiverem um maior consumo de alimentos in natura e processados. O nível de atividade física de toda a população estudada não apresentou resultados significativos após a intervenção. Entretanto, as estratégias de EAN promoveram melhora no estado nutricional de pessoas com SD, mas não de seus principais cuidadores. Conclusão: Pessoas com SD apresentam condições clínicas e nutricionais potencialmente tratáveis e estratégias de EAN podem auxiliar na melhora de seu estado nutricional, assim como de seus principais cuidadores. Associar o excesso de peso das pessoas com SD exclusivamente à questão genética, pode dificultar o desenvolvimento de um plano terapêutico individualizado e eficaz. O desenvolvimento de programas para o acompanhamento nutricional auxilia nos cuidados e promove qualidade de vida na fase adulta dessa população
Título en inglés
Analysis of the nutritional status and eating habits of young adults with Down syndrome and their main caregiver before and after a food and nutrition education program
Palabras clave en inglés
Caregivers
Down syndrome
Intellectual disability
Obesity
Overweight, Food and nutrition education
Resumen en inglés
Introduction: People with Down syndrome (DS) have reached the seventh decade and this change may be linked to health care throughout its development. However, when there is no health care throughout life, an increased risk for chronic non-communicable diseases, CNCDs and obesity is common in adulthood. Objective: To verify if the development of a program based on Food and Nutrition Education (FNE) strategies can help in the adequate nutritional status of people with DS and their main caregivers. Methods: Descriptive observational study with 20 young adults with DS and their main caregiver followed at the clinical outpatient clinic of a public and university hospital in the city of São Paulo. Were analyzed: social conditions, biochemical profile, average percentage caloric consumption, bioimpedance test, and level of physical activity. Results: 23 people with DS and their respective caregivers were selected. Three withdrew from participating in the project and our sample now had (n=9) 45% female, (n=11) 55% male and their main caregivers. The mean age of people with DS was 24.25±4.9 years and that of the main caregivers was 56.5±8.0 years. However, in early March, due to the COVID-19 pandemic, restrictions and social isolation imposed by the government of the city of SP began, interfering with usual activities, leading to an increase in sedentary lifestyle and a change in the food context. Thus, we chose to stop the study with the participants (n = 8) and their respective caregivers who had already collected the final data. All participants were classified as overweight. Fresh foods were the most consumed by people with DS, followed by ultra-processed foods. Caregivers also had a higher consumption of fresh and processed foods. The level of physical activity of the entire population studied did not show significant results after the intervention. However, EAN strategies improved the nutritional status of people with DS, but not their main caregivers. Conclusion: People with DS have potentially treatable clinical and nutritional conditions and EAN strategies can help improve their nutritional status, as well as that of their main caregivers. Associating overweight in people with DS exclusively to genetics can make it difficult to develop an individualized and effective treatment plan. The development of programs for nutritional monitoring assists in care and promotes quality of life in the adult phase of this population
 
ADVERTENCIA - La consulta de este documento queda condicionada a la aceptación de las siguientes condiciones de uso:
Este documento es únicamente para usos privados enmarcados en actividades de investigación y docencia. No se autoriza su reproducción con finalidades de lucro. Esta reserva de derechos afecta tanto los datos del documento como a sus contenidos. En la utilización o cita de partes del documento es obligado indicar el nombre de la persona autora.
Fecha de Publicación
2022-06-23
 
ADVERTENCIA: Aprenda que son los trabajos derivados haciendo clic aquí.
Todos los derechos de la tesis/disertación pertenecen a los autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Tesis y Disertaciones de la USP. Copyright © 2001-2023. Todos los derechos reservados.