• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tesis Doctoral
DOI
10.11606/T.5.2017.tde-14122017-132039
Documento
Autor
Nombre completo
Raphael Augusto Gomes de Oliveira
Dirección Electrónica
Instituto/Escuela/Facultad
Área de Conocimiento
Fecha de Defensa
Publicación
São Paulo, 2017
Director
Tribunal
Taniguchi, Leandro Utino (Presidente)
Park, Marcelo
Rodrigues, Camila Eleuterio
Vieira Junior, José Mauro
Título en portugués
Influência das alterações bioquímicas urinárias e séricas sobre o índice de resistividade renal em pacientes críticos e evolução durante injúria renal aguda 
Palabras clave en portugués
Circulação renal
Cloro
Cuidados críticos
Insuficiência renal
Ultrassonografia
Unidades de terapia intensiva
Resumen en portugués
Objetivos: Nesta tese, a influência de fatores laboratoriais, sistêmicos e renais sobre o índice de resistividade renal ao Doppler (IR renal) em pacientes críticos foi avaliada. Da mesma forma, a acurácia do IR renal na predição da ocorrência e da reversibilidade da injúria renal aguda em pacientes críticos também foi analisada. Métodos: Estudo prospectivo observacional realizado entre Novembro de 2013 e Outubro de 2014, numa unidade de terapia intensiva (UTI) de 14 leitos. Dados clínicos, IR renal, exames laboratoriais de sangue e de urina foram coletados. Injúria renal aguda foi avaliada quanto a sua reversibilidade, e categorizada em transitória (normalização da função renal em 3 dias) e persistente (ausência de normalização da função renal em 3 dias ou necessidade de terapia de substituição renal). Um modelo linear misto foi realizado para avaliar a influência das variáveis de interesse no IR renal, a saber: presença de sepse, Simplified Acute Physiology Score 3 (SAPS 3), idade, cloreto sérico, uso de drogas vasoativas, pressão de pulso, frequência cardíaca, lactato, presença de injúria renal aguda de acordo com sua reversibilidade (transitória ou persistente). Resultados: 83 pacientes foram incluídos. 65% eram do sexo masculino e 51% apresentavam diagnósticos clínicos como causa de internação hospitalar. SAPS 3 foi de 47 ± 16. Não foram observadas diferenças significantes em relação a idade, gênero, necessidade de vasopressor e de ventilação mecânica entre as diferentes categorias de IRA à admissão na UTI. 53 pacientes já apresentavam critérios de IRA na admissão na UTI. A presença de choque circulatório foi o fator de risco para desenvolvimento de IRA mais prevalente (41%). Os valores de pressão de pulso, lactato e cloreto séricos não foram diferentes entre as categorias de IRA durante o período de observação. Os valores de IR renal foram estatisticamente superiores nos pacientes com IRA persistente (0,70 ± 0,08), quando comparados aos pacientes com IRA transitória (0,64 ± 0,07) ou sem IRA (0,64 ± 0,06; p < 0,01). O IR renal também revelou uma boa acurácia em predizer IRA persistente nos pacientes com diagnóstico de IRA na admissão na UTI (AUC= 0,78; IC 95% 0,65-0,91). As variáveis identificadas no modelo linear misto associadas a variações de IR renal foram idade, pressão de pulso, lactato sérico e categoria de IRA (IRA persistente) (p < 0,05). Conclusão: O IR renal apresentou uma boa acurácia em predizer a reversibilidade da IRA em pacientes críticos. Contudo, uma série de fatores sistêmicos e renais (idade, pressão de pulso, lactato sérico e a categoria da IRA) podem influenciar seus resultados
Título en inglés
Influence of urinary and biochemical variations on renal Doppler resistive index in critically ill patients and its evaluation during acute kidney injury
Palabras clave en inglés
Chlorine, Critical care
Intensive care units
Renal circulation
Renal Insufficiency
Ultrasonography
Resumen en inglés
Introduction: In the present thesis, the influence of systemic, biochemical and renal factors on renal Doppler resistive index (RI) was evaluated. The accuracy of RI to predict acute kidney injury (AKI) and its reversibility was also appraised. Methods: Prospective observational study performed at medical-surgical ICU from November 2013 to October 2014. Information regarding clinical data, doppler RI, blood and urinary laboratory data was obtained during the observation period. AKI's reversibility was categorized into transient (normalization of renal function within 3 days of AKI onset) and persistent (nonresolution of AKI within 3 days of onset or need for renal replacement therapy). Linear mixed model was performed to evaluate the factors that could influence RI analysis. The variables evaluated on model were presence of sepsis, Simplified Acute Physiology Score 3 (SAPS 3), age, serum chloride, vasoactive drugs requirement, pulse pressure, heart rate, serum lactate and AKI categories (transient or persistent). Results: Eighty-three consecutive patients were included. 65% were male and 51% were admitted due to medical reasons. SAPS 3 were 47 ± 16. No differences were observed in age, gender, mechanical ventilation requirement and vasopressor therapy requirement between AKI groups at ICU admission. 53 patients had already AKI at ICU admission. Circulatory shock was the most common factor associated with AKI (41%). Serum lactate, pulse pressure and serum chloride was not different between groups during observation period. Doppler RI was statistically different between no-AKI (0.64 ± 0.06), transient AKI (0.64 ± 0.07) and persistent AKI patients (0.70 ± 0.08, p < 0.01). RI also showed a good accuracy to predict persistent AKI on patients with AKI at ICU admission (AUC= 0.78, 95% CI 0.65- 0.91). Variables associated with RI variations were pulse pressure, lactate, age, and AKI category (persistent AKI) (p < 0.05). Conclusions: Although renal resistive index had showed good accuracy to predict AKI reversibility in critically ill patients, several factors (age, pulse pressure, lactate levels and AKI category) could influence its values
 
ADVERTENCIA - La consulta de este documento queda condicionada a la aceptación de las siguientes condiciones de uso:
Este documento es únicamente para usos privados enmarcados en actividades de investigación y docencia. No se autoriza su reproducción con finalidades de lucro. Esta reserva de derechos afecta tanto los datos del documento como a sus contenidos. En la utilización o cita de partes del documento es obligado indicar el nombre de la persona autora.
Fecha de Publicación
2017-12-19
 
ADVERTENCIA: Aprenda que son los trabajos derivados haciendo clic aquí.
Todos los derechos de la tesis/disertación pertenecen a los autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Tesis y Disertaciones de la USP. Copyright © 2001-2021. Todos los derechos reservados.