• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
https://doi.org/10.11606/D.5.2020.tde-10032020-161839
Documento
Autor
Nome completo
Rosana Raele
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2019
Orientador
Banca examinadora
Benseñor, Isabela Judith Martins (Presidente)
Bittencourt, Márcio Sommer
Castro, Leandro Teixeira de
Marchioni, Dirce Maria Lobo
Título em português
Associação da relação cintura-estatura (RCE) com a presença de aterosclerose subclínica mensurada pelo escore de cálcio coronariano (CAC) e pela espessura íntima média da carótida (EIMC)
Palavras-chave em português
Antropometria
Aterosclerose
Circunferência da cintura
Doenças da aorta
Fatores de risco
Gordura abdominal
Resumo em português
A Relação Cintura-Estatura (RCE) foi introduzida mais recentemente como uma nova medida para detectar a obesidade central. O objetivo deste estudo foi observar a associação da RCE com a aterosclerose subclínica medida pelo Escore de Cálcio Coronariano (CAC) e pela Espessura Íntima Média da Carótida (EIMC). A análise incluiu 4261 participantes do exame de base (2008-2010) do Estudo Longitudinal Brasileiro de Saúde do Adulto - ELSA-Brasil com informações sobre os quintis da RCE, CAC categorizados como 0 ou > 0 e < 100 ou >= 100 unidades de Agatston e EIMC categorizada como < percentil 75 ou >= percentil 75. Utilizando o 1º quintil como referência, observamos uma razão de chances (IC; Intervalo de Confiança 95%) no 5º quintil de RCE respectivamente de 1,68 (1,26-2,25) para CAC > 0 e 1,36 (0,89-2,09) para CAC >= 100 após ajuste multivariado para fatores sociodemográficos e de risco cardiovascular. No modelo de regressão linear, a RCE apresentou associação positiva com EIMC nos modelos ajustados para fatores sociodemográficos e de risco cardiovascular com Beta de 0,22 (0,17 a 0,27). A RCE foi associada à aterosclerose subclínica medida pelo CAC e pela EIMC. O presente estudo é uma análise transversal. Embora a RCE tenha sido associada ao aumento do CAC na linha de base, ressalta-se que análises futuras prospectivas no ELSA-Brasil podem avaliar a associação desta medida com a progressão do CAC e também com a progressão de EIMC
Título em inglês
Association of waist-to-height ratio (WHtR) with the presence of subclinical atherosclerosis measured by coronary calcium score (CAC) and mean intimal carotid thickness (EIMC)
Palavras-chave em inglês
Abdominal fat
Antropometry
Aortic diseases
Carotid artery diseases
Risk factors
Waist circumference
Resumo em inglês
Waist to height ratio (WHtR) was introduced more recently as a new measure for detecting central obesity. The aim of this study is to evaluate the association of WHtR with subclinical atherosclerosis measured by Coronary Artery Calcium (CAC) and carotid intima-media thickness (CIMT). The analysis included 4261 participants of ELSA-Brasil baseline examination with information about quintiles of waist-to-height ratio, and CAC categorized as 0 vs > 0 and < 100 vs. >= 100 Agatston units and CIMT categorized as < 75th percentile or >= 75th percentile. Using the 1st quintile as reference, we observed an odds ratio (OR; 95% Confidence Interval) in the 5th quintile of WHtR respectively of 1.68 (1.26-2.25) for CAC > 0 and 1.36 (0.89-2.09) for CAC >= 100 after multivariate adjustment for sociodemographic and, cardiovascular risk factors. In the linear regression model, WHtR was positively associated with CIMT in models adjusted for sociodemographic and cardiovascular risk factors with beta of 0.22 (0.17 to 0.27). WHtR was associated with subclinical atherosclerosis as measured by CAC and CIMT. The present study is a cross-sectional analysis. Although WHtR has been associated with increased baseline CAC, it is noteworthy that future prospective analyzes in ELSA-Brazil may assess the association of this measure with CAC progression and also with CIMT progression
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
RosanaRaele.pdf (2.07 Mbytes)
Data de Publicação
2020-03-10
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2021. Todos os direitos reservados.