• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
https://doi.org/10.11606/T.5.2020.tde-05072020-125132
Documento
Autor
Nome completo
Luciana Bivanco de Lima Lorentz
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2019
Orientador
Banca examinadora
Benseñor, Isabela Judith Martins (Presidente)
Castro, Leandro Teixeira de
Santos, Itamar de Souza
Talarico, Juliana Nery de Souza
Título em português
Estresse laboral e aterosclerose subclínica: análise transversal do Estudo Longitudinal de Saúde (ELSABrasil)
Palavras-chave em português
Aterosclerose
Aterosclerose subclínica
Calcificação de artéria coronariana
Doenças cardiovasculares
Espessura intima-média carotídea
Estresse ocupacional
Fatores de risco
Resumo em português
Introdução: Poucos estudos avaliaram a associação entre estresse no trabalho com aterosclerose subclínica. O objetivo desta análise é estudar esta associação no Estudo Longitudinal de Saúde do Adulto (ELSA-Brasil). Métodos: Modelos de regressão logística foram construídos considerando-se o estresse no trabalho como as variáveis independentes e o escore de cálcio (CAC > 0 e CAC >= 100) e a espessura íntima-média de carótidas (EIMC) avaliada como variável categórica (EIMC > P75%) e como variável contínua como as variáveis dependentes. Para demanda, a referência foi a categoria baixa enquanto para uso de habilidades, autoridade decisória e suporte social a referência foi a categoria alta. As Razões de Chance (RC) com os respectivos Intervalos de Confiança a 95% (IC 95%) foram apresentados sem ajuste, ajustados por idade, sexo, raça e nível educacional (variáveis sociodemográficas), com posterior ajuste para índice de Massa Corpórea (IMC), hipertensão, diabetes, dislipidemia, tabagismo, uso de álcool e atividade física. Modelos de regressão linear foram construídos usando os mesmos ajustes. Resultados: Após ajuste multivariado, a RC para CAC > 0 para alta demanda foi 1,17 (IC 95%, 0,90-1,51); para uso de habilidades foi 0.99 (IC 95%, 0,63-1.30); para autoridade decisória foi 1,08 (IC 95%, 0,83-1,40); e baixo suporte social foi 0,91 (IC 95%, 0,75- 1,25). Resultados similares foram obtidos para o CAC >= 100. Para a EIMC, após o mesmo ajuste multivariado e usando as mesmas referências, a RC para alta demanda foi de 1,06 (IC 95%CI, 0,83-1,36); para uso de habilidades foi 1,05 (IC 95%, 0,81-1,36); para autoridade decisória foi 0,89 (IC 95%, 0,69-1,14); e para suporte social baixo foi 1,12 (IC 95%, 0,88-1,43). Usando modelos lineares, houve uma associação entre autoridade decisória baixa e média e com suporte social baixo e médio com níveis mais baixos de EIMC, mas as associações perderam significância após ajuste pelas variáveis sociodemográficas. Conclusão: Os resultados indicam uma ausência de associação entre estresse no trabalho e aterosclerose subclínica no ELSA-Brasil
Título em inglês
Laboral stress and subclinical atherosclerosis: transversal analysis of Estudo Longitudinal de Saúde (ELSA-Brazil)
Palavras-chave em inglês
Atherosclerosis
Cardiovascular diseases
Carotid intima-media thickness
Coronary artery calcification
Occupational stress
Risk factors
Subclinical atherosclerosis
Resumo em inglês
Background: Few studies evaluated the relationship of job stress with subclinical atherosclerosis in ELSA-Brazil. We aimed to evaluate the association of job stress and subclinical atherosclerosis. Methods: Logistic regression models were built considering job stress domains as independent variables and CAC score ( > 0; >= 100) and CIMT ( > P75th or as a continuous variable) as the dependent ones. For demand the reference was low category while for skill discretion, decision authority and social support was high category. Odds ratio (OR) and 95% Confidence Interval (95%CI) were presented crude, adjusted for sage, sex, race and education, with further multivariate adjustment for BMI, hypertension, diabetes, dyslipidemia, smoking, alcohol intake, and physical activity. Linear regression models were built using the same adjustments. Results: After multivariate adjustment, the OR of CAC > 0 for high demand was 1.17 (0.90-1.51); for low skill discretion was 0.99 (95%CI, 0.63-1.30); for decision authority was 1.08 (95%CI, 0.83-1.40); and for low social support was 0.91 (95%CI, 0.75-1.25). Similar results were obtained for CAC >= 100. For CIMT, after multivariate adjustment using the same references, the OR for high demand was 1.06 (95%CI, 0.83-1.36); low skill discretion was 1.05 (95%CI, 0.81-1.36); for low decision authority was 0.89 (95%CI, 0.69- 1.14);and for low social support was 1.12 (95%CI, 0.88-1.43). Using linear regression models, there was an association of low and middle decision authority and social support with lower CIMT levels, but all results lost significance after further adjustment for sociodemographic variables. Conclusion: Our results did not support an association of job stress with subclinical atherosclerosis
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2020-07-05
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2021. Todos os direitos reservados.