• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Disertación de Maestría
DOI
https://doi.org/10.11606/D.5.2020.tde-09032020-105218
Documento
Autor
Nombre completo
Beatriz Araujo Oliveira
Dirección Electrónica
Instituto/Escuela/Facultad
Área de Conocimiento
Fecha de Defensa
Publicación
São Paulo, 2019
Director
Tribunal
Bydlowski, Sergio Paulo (Presidente)
Rodrigues, Alessandro
Maximino, Jessica Ruivo
Teodoro, Walcy Paganelli Rosolia
Título en portugués
Ação dos oxisteróis na diferenciação osteogênica e adipogênica de células-tronco mesenquimais de tecido adiposo
Palabras clave en portugués
Células-tronco
Colesterol
Diferenciação celular
Oxisteróis
Resumen en portugués
As células-tronco mesenquimais (CTMs) são o tipo de célula-tronco (CT) mais frequentemente utilizado para pesquisa e propósitos clínicos. São caracterizadas por sua capacidade de autorrenovação e diferenciação em múltiplas linhagens celulares. O colesterol é um componente estrutural da membrana celular que pode ser facilmente oxidado por oxidação enzimática ou não enzimática em produtos conhecidos como oxisteróis. Sabe-se que os oxisteróis exercem ação em diversos processos fisiopatológicos, dentre eles a determinação da linhagem celular durante a diferenciação de CTMs. A característica pró-osteogênica dos oxisteróis tem despertado o interesse de pesquisadores a respeito de sua ação potencial no tratamento de doenças ósseas, sendo propostos como substitutos das BMPs. Neste estudo foi avaliada a ação do colesterol, assim como dos oxisteróis 7-cetocolesterol (7-KC) e Colestane-3Beta,5Alfa,6Beta-triol (Triol) na diferenciação de células-tronco mesenquimais derivadas de tecido adiposo (CTMTAs). Os resultados sugerem que o colesterol e o 7-KC exercem uma ação pró-osteogênica e anti-adipogênica na diferenciação de CTMTAs, promovendo a expressão mais rápida de marcadores de diferenciação osteogênica inicial (RUNX2 e ALPL) e inibição dos marcadores de diferenciação adipogênica (PPAR-Gama e C/EBPAlfa). Estes efeitos foram causados pela ativação da via de sinalização Wnt/Beta-catenina, sem intervenção da via de sinalização Sonic Hedgehog (SHh). O oxisterol Triol foi anti-osteogênico e anti-adipogênico nas CTMTAs apesar de induzir maior expressão da Beta-catenina
Título en inglés
Ação dos oxisteróis na diferenciação osteogênica e adipogênica de células-tronco mesenquimais de tecido adiposo
Palabras clave en inglés
Células-tronco
Colesterol
Diferenciação celular
Oxisteróis
Resumen en inglés
As células-tronco mesenquimais (CTMs) são o tipo de célula-tronco (CT) mais frequentemente utilizado para pesquisa e propósitos clínicos. São caracterizadas por sua capacidade de autorrenovação e diferenciação em múltiplas linhagens celulares. O colesterol é um componente estrutural da membrana celular que pode ser facilmente oxidado por oxidação enzimática ou não enzimática em produtos conhecidos como oxisteróis. Sabe-se que os oxisteróis exercem ação em diversos processos fisiopatológicos, dentre eles a determinação da linhagem celular durante a diferenciação de CTMs. A característica pró-osteogênica dos oxisteróis tem despertado o interesse de pesquisadores a respeito de sua ação potencial no tratamento de doenças ósseas, sendo propostos como substitutos das BMPs. Neste estudo foi avaliada a ação do colesterol, assim como dos oxisteróis 7-cetocolesterol (7-KC) e Colestane-3Beta,5Alpha,6Beta-triol (Triol) na diferenciação de células-tronco mesenquimais derivadas de tecido adiposo (CTMTAs). Os resultados sugerem que o colesterol e o 7-KC exercem uma ação pró-osteogênica e anti-adipogênica na diferenciação de CTMTAs, promovendo a expressão mais rápida de marcadores de diferenciação osteogênica inicial (RUNX2 e ALPL) e inibição dos marcadores de diferenciação adipogênica (PPAR-Gama e C/EBPAlpha). Estes efeitos foram causados pela ativação da via de sinalização Wnt/Beta-catenina, sem intervenção da via de sinalização Sonic Hedgehog (SHh). O oxisterol Triol foi anti-osteogênico e anti-adipogênico nas CTMTAs apesar de induzir maior expressão da Beta-catenina
 
ADVERTENCIA - La consulta de este documento queda condicionada a la aceptación de las siguientes condiciones de uso:
Este documento es únicamente para usos privados enmarcados en actividades de investigación y docencia. No se autoriza su reproducción con finalidades de lucro. Esta reserva de derechos afecta tanto los datos del documento como a sus contenidos. En la utilización o cita de partes del documento es obligado indicar el nombre de la persona autora.
Fecha de Publicación
2020-03-09
 
ADVERTENCIA: Aprenda que son los trabajos derivados haciendo clic aquí.
Todos los derechos de la tesis/disertación pertenecen a los autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Tesis y Disertaciones de la USP. Copyright © 2001-2022. Todos los derechos reservados.