• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.5.2011.tde-01022011-162738
Documento
Autor
Nome completo
Camila da Cruz Gouveia Linardi
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2011
Orientador
Banca examinadora
Llacer, Pedro Enrique Dorlhiac (Presidente)
Buccheri, Valeria
D'Amico, Elbio Antonio
Pereira, Juliana
Vassallo, José
Título em português
Anormalidades citogenéticas e sua relação com a proliferação e a apoptose celular em portadores de mieloma múltiplo
Palavras-chave em português
Apoptose
Citogenética
Mieloma múltiplo
Proliferação de células
Resumo em português
Anormalidades citogenéticas recorrentes são encontradas nas células tumorais de portadores de mieloma múltiplo. No momento do diagnóstico a t(4;14)(p16;q32) e a del(17p13) ocorrem em 10-20% e 5-10% dos casos, respectivamente, e são associadas à evolução clínica desfavorável. A del(13q14), por sua vez, ocorre em cerca de metade dos pacientes, porém não apresenta valor prognóstico importante. Entretanto, há evidências na literatura de que a del(13q14) seja um pré requisito para a expansão tumoral. O objetivo deste trabalho foi determinar a prevalência destas anormalidades cromossômicas em portadores de mieloma múltiplo recém diagnosticado e correlacioná-las com as taxas de proliferação e apoptose celular na medula óssea e a quantificação de plasmócitos em sangue. Amostras de aspirado de medula óssea provenientes de 84 portadores de mieloma múltiplo recém diagnosticado foram avaliadas quanto à presença de del(13q14), t(4;14)(p16;q32) e del(17p13) pela técnica de marcação fluorescente dos plasmócitos seguida pela hibridação in situ por fluorescência (cIg-FISH). Desta forma, foi realizada a correlação entre estas alterações e a quantificação de plasmócitos em sangue periférico, a proporção de plasmócitos positivos para o marcador de proliferação celular Ki-67 e para o marcador de apoptose anexina V, obtidos pela técnica de citometria de fluxo. Concomitantemente, foram avaliados parâmetros clínicos e laboratoriais e realizada a análise de sobrevida global (SG) e sobrevida livre de eventos (SLE). Os pacientes foram divididos em quatro grupos de acordo com a anormalidade citogenética presente: (1) grupo com t(4;14)(p16;q32), (2) grupo com del(17p13), (3) grupo com del(13q14) e sem nenhuma das outras alterações e (4) grupo sem nenhuma das anormalidades pesquisadas. Foi possível realizar a pesquisa de todas as anormalidades cromossômicas em 76 pacientes dos quais: vinte nove (38,1%) possuíam somente del(13q14), seis (7,89%) possuíam t(4;14)(p16;q32) e seis (7,89%) possuíam del(17p13). Não foi observada diferença estatisticamente significante entre os diferentes grupos de anormalidades citogenéticas quanto à mediana de expressão de Ki-67 em plasmócitos (p=0,7), a mediana de marcação dos plasmócitos com anexina V (p=0,94), a razão entre expressão de Ki-67 e marcação com anexina V (p=0,57) e a quantidade de plasmócitos em sangue periférico (p=0,07). Entretanto, observou-se tendência à correlação entre porcentagem de células acometidas pela del(13q14) e expressão de Ki-67 (p=0,06). A maior expressão de Ki-67 e a maior quantidade de plasmócitos circulantes se associaram a características clínicas e laboratoriais de mau prognóstico. Em análise multivariada somente níveis séricos elevados de desidrogenase lática (DHL) (p=0,002) se associaram à SLE e DHL elevado (p=0,013), a não realização de quimioterapia em altas doses com resgate de células tronco hematopoéticas (p=0,016), sistema de estadiamento internacional (ISS) III (p=0,001) e t(4;14)(p16;q32) (p=0,04) se associaram à pior SG
Título em inglês
Cytogenetic abnormalities and their relation to cell proliferation and apoptosis in multiple myeloma patients
Palavras-chave em inglês
Apoptosis
Cell proliferation
Cytogenetics
Multiple myeloma
Resumo em inglês
Recurrent cytogenetic abnormalities are found in multiple myeloma tumour cells. Among them, t(4;14)(p16;q32) e a del(17p13) occur respectively in 10-20% and 5-10% cases in the moment of diagnosis, and are associated with unfavorable clinical outcome. Del(13q14) occurs in half of patients, although, it has no important prognostic value. However, there are evidence in literature that del(13q14) is a pre requisite for tumour expansion. The purpose of this work was to determine the prevalence of chromosomal abnormalities in newly diagnosed multiple myeloma patients and correlate these abnormalities with the quantification of plasmocytes in blood and the rates of cellular proliferation and apoptosis. Bone marrow samples from eighty four newly diagnosed multiple myeloma patients were evaluated for the presence of del(13q14), t(4;14)(p16;q32) and del(17p13) by fluorescent in situ hybridization coupled to cytoplasmic staining of specific imunoglobulin (clg-FISH). Therefore, a correlation between these alterations and the proportion of plasmocytes positive for the proliferation antigen Ki-67 and for the apoptosis marker annexin V, measured by flow cytometry, was done. The quantification of plasmocytes in peripheral blood by flow cytometry was also made. Concurrently, clinical and laboratorial parameters, overall survival (OS) and event free survival (EFS) were also evaluated. Patients were divided in four groups accordingly to the cytogenetical abnormality present (1) t(4;14)(p16;q32), (2) del(17p13), (3) del(13q14) and none of the other alterations and (4) group with no researched abnormality. The research of all chromosomal abnormalities was possible in 76 patients: 29 (38,1%) had only del(13q14), six (7,89%) had t(4;14)(p16;q32) and six (7,89%) had del(17p13). No significant statistical difference was observed between different groups comparing the median expression of Ki-67 in plasmocytes (p=0,7), the median plasmocytes positive for annexin V (0,94), the ratio between Ki-67 and annexin V (p=0,57), and the quantity of plasmocytes in peripheral blood (p=0,07). However, there was a tendency for a correlation between proportion of cells with del(13q14) and Ki-67 expression (p=0,06). Higher Ki-67 expression and higher number of blood plasmocytes correlated to clinical and laboratorial features associated with unfavorable outcome. In multivariate analyses, only elevated lactate dehydrogenase (p=0,002) was associated to inferior EFS, and elevated lactate dehydrogenase (p=0,013), treatment without high dose chemotherapy with stem cell support (p=0,016), International Staging System III (p=0,001) and presence of t(4;14)(p16;q32) (p=0,04) were associated to inferior OS
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2011-02-02
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2021. Todos os direitos reservados.