• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.5.2012.tde-30082012-161523
Documento
Autor
Nome completo
Nathalia Brandão Gobbato
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2012
Orientador
Banca examinadora
Maldonado, Edna Aparecida Leick (Presidente)
Costa, Fernanda Magalhães Arantes
Lopes, Fernanda Degobbi Tenorio Quirino dos Santos
Título em português
Estudo da ativação eosinofílica e de matriz extracelular de tecido pulmonar periférico em cobaias com inflamação alérgica pulmonar: efeitos do tratamento com dexametasona e antagonista do receptor do cisteinil-leucotrieno D
Palavras-chave em português
Asma
Dexametasona
Inflamação alérgica crônica
Montelucaste
Resumo em português
Objetivos: Comparar os efeitos dos tratamentos com montelucaste e dexametasona no recrutamento eosinofílico e na avaliação de células positivas para eotaxina, RANTES, fibronectina, IGF-I e NF-B tanto no parênquima pulmonar distal, quanto nas vias aéreas de cobaias com inflamação alérgica crônica. Métodos: As cobaias receberam inalação com ovoalbumina (grupo OVA- 2 vezes semanais, durante 4 semanas, totalizando 7 inalações). Após a quarta inalação, as cobaias foram tratadas com montelucaste (grupo OVA-M: 10mg/Kg/VO/dia) ou dexametasona ( grupo OVA-D: 5mg/Kg/IP/dia). Após 72 horas da sétima inalação, as cobaias foram anestesiadas e os pulmões foram removidos e submetidos a avaliação histopatológica. Resultados: Os tratamentos com montelucaste e dexametasona reduziram o número de eosinófilos tanto no parênquima pulmonar distal quanto nas vias aéreas, quando comparados ao grupo OVA (p<0.05). No parênquima pulmonary distal, ambos os tratamentos foram efetivos na redução de células positivas para RANTES, NF-B e fibronectina, quando comparados ao grupo OVA (p<0.001). O tratamento com montelucaste mostrou melhor eficácia na redução de células positivas para eotaxina, quando comparado ao tratamento com dexametasona (p<0.001), por outro lado, o tratamento com dexametasona mostrou-se mais significativo na redução de células positivas para IGF-I, quando comparado ao tratamento com montelucaste (p<0.001). Nas vias aéreas, ambos os tratamentos foram efetivos na redução de células positivas para IGF-I, RANTES e fibronectina, quando comparados ao grupo OVA (p<0.05). O tratamento com dexametasona foi mais efetivo na redução de células positivas para eotaxina e NF-B, quando comparado ao tratamento com montelucaste (p<0.05). Conclusões: Neste modelo animal, ambos os tratamentos foram efetivos no controle da resposta inflamatória, tanto no parênquima pulmonar distal, quanto nas vias aéreas
Título em inglês
Evaluation of the eosinophilic response and extracellular matrix remodeling: effects of dexamethasone and cisteinil-leukotriene D4 antagonist treatment in guinea pigs with chronic allergic inflammation.
Palavras-chave em inglês
Asthma
Chronic airway inflammation
Corticosteroids
Experimental models of asthma
Leukotriene antagonists
Resumo em inglês
Aims: Compare the effects of montelukast or dexamethasone treatments on eosinophilic recruitment, eotaxin, RANTES, fibronectin, IGF-I and NF-B positive cells of distal lung parenchyma and also in airway walls of guinea pigs (GP) with chronic allergic inflammation. Methods: GP were inhaled with ovalbumin (OVA group-2x/week/4weeks). After 4th inhalation, GP were treated with montelukast (M group: 10mg/Kg/PO/day) or dexamethasone (D group: 5mg/Kg/IP/day). After 72 hrs of 7th inhalation, GP were anesthetised, lungs were removed and submitted to histopathological evaluation. Results: Montelukast and dexamethasone treatments reduced the number of eosinophils both in airway wall as well as in distal lung parenchyma compared to OVA group (p<0.05). On distal parenchyma both montelukast and dexamethasone were effective in reducing RANTES, NF-B and fibronectin positive cells compared to OVA group (p<0.001). Montelukast was more effective in reducing the eotaxin positive cells on distal parenchyma compared to dexamethasone treatment (p<0.001), while there was a more expressive reduction of IGF-I positive cells in OVA-D group (p<0.001). On airway walls, both montelukast and dexamethasone were effective in reducing IGF-I, RANTES and fibronectin positive cells compared to OVA group (p<0.05). Dexamethasone was more effective reducing the number of eotaxin and NF-kB positive cells than Montelukast (p<0.05). Conclusions: In this animal model, both treatments were effective in modulating the eosinophilic response in distal lung parenchyma and in airway wall, contributing to a better control of the inflammatory response in distal lung parenchyma as well as in airway walls. Dexamethasone treatment induced a greater reduction of NF-B expression in airway walls which suggests one of the mechanisms that explains the higher efficacy of this therapeutic approach
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2012-08-30
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2021. Todos os direitos reservados.