• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.5.2014.tde-23102014-150505
Documento
Autor
Nome completo
Silvana Tognini
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2014
Orientador
Banca examinadora
Garcia, Maria Lucia Bueno (Presidente)
Braga, Alfésio Luis Ferreira
Gomes, Airton
Martins, Milton de Arruda
Zanetta, Dirce Maria Trevisan
Título em português
Tendência da mortalidade materna na região do Grande ABC Paulista de 1997 a 2011
Palavras-chave em português
Brasil/epidemiologia
Complicações na gravidez/mortalidade
Estudos epidemiológicos
Mortalidade
Mprtalidade materna
Mulheres
Objetivos de desenvolvimento do milênio
Período pós-parto
Políticas públicas
Saúde da mulher/estatística e dados numéricos
Sistema Único de Saúde
Resumo em português
Introdução:A mortalidade materna é um dos melhores indicadores do desenvolvimento socioeconômico de um país. O Brasil implementou políticas públicas para redução da mortalidade materna até 2015. A região do Grande ABC Paulista no Brasil apresenta grande heterogeneidade socioeconômica entre seus municípios, podendo refletir a desigualdade social do país, porém apresentando dimensões que permitem maior controle de dados da mortalidade. Objetivo: Avaliar a tendência da mortalidade materna na região do Grande ABC Paulista no período de 1997 a 2011. Metodologia: Estudo ecológico de série temporal, cujos dados foram obtidas no banco de dados do Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde do Brasil (DATASUS) do Ministério da Saúde do Brasil (MS). Os dados foram transformados em Índices da Mortalidade Materna Direta (IMMD), estratificados por municípios, índices de desenvolvimento humano (IDH), causas de óbito materno segundo Classificação internacional de doenças (CID-10), local e período de ocorrência do óbito, dados sóciodemográficos e submetidos a comparações (teste U de Mann-whitney, teste de Kruskal-Wallis e teste de Dunn) e associações pela regressão linear, com significância de 5%. Resultados: Os IMMD predominaram em mulheres solteiras, entre 20-34 anos de idade, brancas, escolaridade entre 4-7 anos, intra-hospitalar, no puerpério imediato, por hemorragias/tromboses/embolias e eclâmpsias. Não houve diferença nos IMMD em relação ao grupo IDH. Rio Grande da Serra atingiu IMMD alto (OMS) na maioria das covariáveis analisadas. Apenas São Caetano do Sul apresentou IMMD baixo (OMS), alto IMMI (p=0,03), queda nos IMMD no período de 1997 a 2011 (beta= -0,67/ano, p=0,03) e tendência neste milênio (2000 a 2011, beta=-0,55/ano, p=0,07) com estimativa de queda de 65,1% até 2015. A soma dos óbitos não investigados, não se aplica e de fichas sem investigação para qualquer variável analisada ultrapassa 50%. Conclusão: Os índices da Mortalidade Materna Direta na região do Grande ABC Paulista apresentaram níveis altos e queda discreta no tempo. Apenas o município de São Caetano do Sul apresentou queda expressiva de IMMD nos 15 anos de estudo e tendência a queda neste milênio com estimativa de atingir 65,1% até 2015. Descritores: Mortalidade materna; Políticas públicas; Mulheres; Saúde da mulher/estatística & dados numéricos; Complicações na gravidez/mortalidade; Mortalidade; Sistema Único de Saúde; Estudos epidemiológicos; Saúde da mulher/estatística & dados numéricos; Período pós-parto; Objetivos de desenvolvimento do milênio; Brasil/epidemiologia
Título em inglês
Trends in maternal mortality in the Greater São Paulo ABC region 1997 to 2011
Palavras-chave em inglês
Brazil/epidemiology
Epidemiologic studies
Maternal mortality
Millennium development goals
Mortality
Postpartum period
Pregnancy complications/mortality
Public policies
Unified Health System
Women
Women's health/statistics and numerical data
Resumo em inglês
Introduction: Maternal mortality is one of the best indicators of socioeconomic development of a country. Brazil has implemented public policies to reduce maternal mortality by 2015. The Grande ABC Paulista region in Brazil shows great socioeconomic heterogeneity among its municipalities, which can reflect the country social inequality, however presenting dimensions that allow greater control of mortality data. Objective: To evaluate the trend of maternal mortality in the Grande ABC Paulista region in the period of 1997-2011. Methodology: Ecological time series, where data was obtained from the database of the Information Technology Department of the Public Health Care System (DATASUS) of the Health Ministry of Brazil (MS). The data was transformed into direct maternal mortality indices (DMMI), stratified by municipalities, Human Development Indices (HDI), causes of maternal death according to the International Classification of Diseases (ICD-10), period and local of maternal death, socio-demographic parameters. Data were submitted to comparison tests (Mann-Whitney U test, Kruskal-Wallis test, followed by Dunn's multiple comparisons test) and association tests (linear regression) when applied and a significance of 5%. Results: The DMMI predominated in single women, aged 20-34 years old, white, 4 to 7 school age, in-hospital, postpartum, by bleeding / thrombosis / embolism and eclampsia. There was no difference in DMMI when comparing by HDI group. The Municipality of Rio Grande da Serra reached high DMMI values in the most of the analyzed covariates. São Caetano do Sul presented the lowest DMMI values and was the only municipality which presented decrement in the DMMI during the 15 years of the studied period (beta = - 0.67/year, p=0.03) and a trend in this millennium (2000-2011, beta- 0.55/year, p=0.07) with an estimated fall of 65.61% by 2015. The sum of not investigated, not applied and files without investigation for any analyzed variable exceeded 50%. Conclusion: The DMMI in the Grande ABC Paulista showed high levels and downward trend in time. São Caetano do Sul was the sole municipality where the DMMR dropped in 15 years of study and presented a tendency to decrease in this millennium with an estimated fall of 65.1% by 2015
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
SilvanaTognini.pdf (3.91 Mbytes)
Data de Publicação
2014-10-23
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2021. Todos os direitos reservados.