• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.5.2012.tde-11052012-134633
Documento
Autor
Nome completo
Angelo Geraldo José Cunha
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2012
Orientador
Banca examinadora
Nunes, Maria do Patrocinio Tenorio (Presidente)
Fernandes, Ana Luisa Godoy
Garcia, Maria Lucia Bueno
Ramos, Renato Teodoro
Tanaka, Clarice
Título em português
Asma, ansiedade e alterações de equilíbrio: a conexão pulmão-cérebro-labirinto
Palavras-chave em português
Ansiedade
Asma
Equilíbrio postural
Escalas de graduação psiquiátrica
Resumo em português
INTRODUÇÃO: Correlações significativas entre asma e ansiedade e entre ansiedade e distúrbios do equilíbrio têm sido consistentemente descritas. Estas observações sugerem que as anormalidades de equilíbrio também podem estar presentes em pacientes asmáticos, embora ainda não existam estudos envolvendo asma, ansiedade e desequilíbrio postural. Esta questão é clinicamente importante porque déficits posturais não tratados potencialmente podem piorar o prognóstico da asma, desencadeando a ansiedade e, conseqüentemente, sintomas respiratórios. Este estudo exploratório tem como objetivo avaliar a eficiência do controle postural em pacientes com asma e sua possível correlação com sintomas de ansiedade. MÉTODOS: 41 indivíduos com asma controlada persistente e 41 controles, pareados por idade e sexo, foram comparados. Sintomas de ansiedade foram avaliados pelo Inventário de Estado-Traço de Ansiedade de Spielberger (IDATE). O controle do equilíbrio foi avaliado pela posturografia dinâmica, que avalia o deslocamento do centro de pressão (CoP) do corpo sobre uma plataforma de pressão, gerando escores de equilíbrio e suas variáveis cinéticas, como área e velocidade de deslocamento do CoP em sentidos látero-lateral e ântero-posterior. RESULTADOS: O grupo asma apresentou escores significativamente maiores no IDATE-Estado (46,8 ± 11,38 vs 38,2 ± 13,16; t = 2,89, p = 0,005) e no IDATE-Traço (50,1 ± 13,60 versus 37,9 ± 12,67; t = 4,22, p <0,001). Na posturografia dinâmica, o teste t de Student evidenciou pior desempenho dos asmáticos nos escores de equilíbrio e na área de deslocamento do CoP, porém o teste de correlação de Pearson não evidenciou associação entre maiores escores de ansiedade com menores escores de equilíbrio (r < 0,3 em todas as condições avaliadas). CONCLUSÃO: As anormalidades de equilíbrio parecem frequentes em pacientes com asma, porém de forma independente da presença de sintomas de ansiedade. No entanto, a presença de disfunção vestibular, ainda que subclínica, pode ter um grande impacto no prognóstico desses pacientes. Estes achados sugerem que queixas relacionadas com o desequilíbrio devem ser investigadas em asmáticos, principalmente naqueles que representem níveis mais elevados de ansiedade
Título em inglês
Asthma, anxiety and balance disorders: the lung-brain-labyrinth connection
Palavras-chave em inglês
Anxiety
Asthma
Postural balance
Psychiatric status rating scales
Resumo em inglês
INTRODUCTION: Significant correlations between asthma and anxiety and between anxiety and balance disorders have been consistently described. These observations suggest that equilibrium abnormalities can also be present in asthmatic patients. This issue is clinically important because untreated postural deficits can potentially worse the prognosis of asthma by triggering anxiety and, consequently, respiratory symptoms. This exploratory study aims to evaluate the efficiency of postural control in asthma patients and its possible correlation with anxiety symptoms. METHODS: 41 subjects with persistent controlled asthma and 41 controls, matched for age and sex, were compared. Anxiety symptoms were evaluated by the Spielbergers Inventory of State-Trait Anxiety (STAI). The balance control was assessed by dynamic posturography, which assesses the displacement of center of pressure (CoP) of the body on a platform of pressure, generating scores of balance and their kinetic variables such as area and speed of displacement of the CoP in lateral and anteroposterior directions. RESULTS: The asthma group had significantly higher scores in STAIState (46.8 ± 11,38 versus 38.2 ± 13,16; t = 2,89; p=0,005) and in STAI-Trait (50.1 ± 13,60 versus 37.9 ± 12,67; t = 4,22; p<0,001). In dynamic posturography, the Student t test showed worst performance of asthmatics in balance scores and in the area of the CoP displacement, but the Pearson correlation test showed no association between higher anxiety scores with lower balance scores (r <0.3 in all conditions evaluated). CONCLUSION: Balance abnormalities seems frequent in asthma patients independently from the presence of anxiety symptoms. However, the presence of vestibular dysfunction, working via anxiety provocation, may have a major impact in the prognosis of these patients. These findings suggest that disequilibrium related complaints must be investigated in asthmatic patients mainly in those presenting higher levels of anxiety
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2012-05-15
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2021. Todos os direitos reservados.