• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.5.2013.tde-09082013-134250
Documento
Autor
Nome completo
Ana Cristina de Medeiros Ribeiro
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2013
Orientador
Banca examinadora
Bonfa, Eloisa Silva Dutra de Oliveira (Presidente)
Machado, Claudia Saad Magalhães
Bértolo, Manoel Barros
Pereira, Rosa Maria Rodrigues
Pinheiro, Marcelo de Medeiros
Título em português
Soroproteção reduzida após a vacinação sem adjuvante contra influenza pandêmica A/H1N1 em pacientes com artrite reumatoide
Palavras-chave em português
Artrite reumatoide
Formação de anticorpos
Vacinação
Vacinas contra Influenza
Vírus da influenza A subtipo H1N1
Resumo em português
Introdução: A vacinação contra a influenza pandêmica A/H1N1 resultou em soroproteção em mais de 85% dos indivíduos saudáveis. Entretanto, dados em pacientes com artrite reumatoide (AR) são escassos. Objetivos: O objetivo deste estudo é avaliar a imunogenicidade e a segurança em curto prazo da vacina contra influenza pandêmica A/H1N1 em pacientes com AR e a influência da atividade da doença e da medicação nesta resposta. Métodos: Trezentos e quarenta pacientes adultos com AR em seguimento e tratamento regular e 234 controles saudáveis foram examinados antes e 21 dias após receber uma dose da vacina sem adjuvante contra influenza A/California/7/2009. A atividade da doença (DAS28), o tratamento em uso e os títulos de anticorpos também foram avaliados. As taxas de soroproteção (títulos de anticorpos >= 1:40) e soroconversão (percentagem de pacientes com aumento de título de anticorpos maior ou igual a 4, se o título pré- vacinal fosse maior ou igual a 1:10; ou título pós-vacinal de pelo menos 1:40, se o título pré-vacinal era menor que 1:10), as médias geométricas dos títulos (MGT) e o fator de incremento das médias geométricas (FI-MGT) foram calculados. Os eventos adversos foram também registrados. Resultados: Os pacientes com AR e os controles tinham taxas pré-vacinais de soroproteção (10,8% vs. 11,5%) e MGT (8,0 vs. 9,3) comparáveis (p>0,05). Após a vacinação, foi observada redução significativa na resposta dos pacientes com AR versus controles (p<0,001) em todos os desfechos sorológicos: taxas de soroproteção (60,0 vs. 82,9%) e soroconversão (53,2% vs. 76,9%), MGT (57,5 vs. 122,9) e FI-MGT (7,2 vs. 13,2). A atividade de doença não prejudicou a soroproteção ou a soroconversão e se manteve estável em 97,4% dos pacientes. O metotrexato e o abatacepte foram associados à redução da resposta vacinal. A vacinação foi bem tolerada, com poucos efeitos adversos. Conclusão: Os dados confirmaram tanto a segurança em curto prazo como, diferente da maioria dos trabalhos com influenza sazonal, a redução da soroproteção em pacientes com AR, não relacionada à atividade de doença e à maioria das medicações em uso (com exceção do metotrexato e do abatacepte). A extrapolação da resposta imunológica de uma vacina para outra pode não ser possível e estratégias específicas de imunização (possivelmente em duas doses) podem ser necessárias
Título em inglês
Reduced seroprotection after pandemic A/H1N1 influenza adjuvant-free vaccination in patients with rheumatoid arthritis: implications for clinical practice
Palavras-chave em inglês
Antibody formation
Arthritis rheumatoid
Influenza A virus H1N1 subtype
Influenza vaccines
Vaccination
Resumo em inglês
Background: Pandemic influenza A/H1N1 vaccination yielded seroprotection in more than 85% of healthy individuals. However, similar data are scarce in rheumatoid arthritis (RA) patients. Objectives: The objective of this study is to evaluate the immunogenicity and the short-term safety of anti- pandemic influenza A/H1N1 vaccine in RA patients, and the influence of disease activity and medication to the response. Methods: Three hundred and forty adult RA patients in regular follow-up and treatment, and 234 healthy controls were assessed before and 21 days after adjuvant-free influenza A/California/7/2009 vaccine. Disease activity (DAS28), current treatment and anti-pandemic influenza A/H1N1 antibody titres were also evaluated. Seroprotection (antibody titre >=1:40) and seroconversion (the percentage of patients with a fourfold or greater increase in antibody titre, if prevaccination titre was 1:10 or greater, or a postvaccination titre of 1:40 or greater, if prevaccination titre was less than 1:10) rates, geometric mean titres (GMT) and factor increase in geometric mean titre (FI-GMT) were calculated and adverse events registered. Results: RA patients and controls showed similar (p>0.05) prevaccination seroprotection (10.8% vs. 11.5%) and GMT (8.0 vs. 9.3). After vaccination a significant reduction (p<0.001) was observed in all endpoints in RA patients versus controls: seroprotection (60.0 vs. 82.9%; p<0.0001) and seroconversion (53.2% vs. 76.9%) rates, GMT (57.5 vs. 122.9) and FI-GMT (7.2 vs. 13.2). Disease activity did not preclude seroprotection or seroconversion and remained unchanged in 97.4% of patients. Methotrexate and abatacept were associated with reduced responses. Vaccination was well tolerated with minimal adverse events. Conclusions: The data confirmed both short-term anti-pandemic A/H1N1 vaccine safety and, different from most studies with seasonal influenza, reduced seroprotection in RA patients, unrelated to disease activity and to most medications (except methotrexate and abatacept). Extrapolation of xii immune responses from one vaccine to another may therefore not be possible and specific immunization strategies (possibly booster) may be needed
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2013-08-14
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.