• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.5.2012.tde-09012013-172614
Documento
Autor
Nome completo
Ana Carolina Ramos e Côrte de Araujo
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2012
Orientador
Banca examinadora
Gualano, Bruno (Presidente)
Oliveira, Claudia Pinto Marques Souza de
Benatti, Fabiana Braga
Evangelista, Fabiana de Sant'Anna
Lancha Junior, Antonio Herbert
Título em português
Estudo das respostas metabólicas, antropométricas e cardiopulmonares em crianças obesas submetidas ao treinamento intermitente comparado ao treinamento contínuo
Palavras-chave em português
Criança
Exercício
Obesidade
Resumo em português
INTRODUÇÃO: O modelo ideal de treinamento para promover melhores adaptações metabólicas e cardiopulmonares em crianças obesas permanece incerto. Em adultos, evidências sugerem que o exercício intermitente de alta intensidade e baixo volume seja uma estratégia eficiente na promoção dessas adaptações quando comparado ao exercício contínuo de grande volume e moderada intensidade. OBJETIVO: Comparar duas modalidades de treinamento físico (Treinamento Contínuo [TC] e Treinamento Intermitente de Alta Intensidade [TI]) nos parâmetros relacionados à saúde de crianças obesas entre 8 e 12 anos de idade. MÉTODOS: Trinta crianças obesas foram aleatoriamente alocadas em dois grupos: TC ou TI. O grupo TC realizou exercício contínuo com duração de 30 a 60 minutos a 80% da frequência cardíaca correspondente ao VO2 pico. O grupo TI realizou 3 a 6 sprints de 60 segundos de duração a 100% da velocidade pico atingida no teste, intercalados por 3 minutos de recuperação ativa a 50% da velocidade pico. A sessão do TI foi aproximadamente 70% mais curta do que a sessão do TC. Antes do iniciar o treinamento e após 12 semanas de intervenção, foram avaliados os parâmetros metabólicos, a composição corporal e a capacidade aeróbia dos voluntários. RESULTADOS: O VO2 absoluto (TC: 26,0%; TI: 19,0%) e o VO2 pico (TC: 13,1%; TI: 14,6%) foram significantemente maiores em ambos os grupos após a intervenção. Além disso, o tempo total de exercício (TC: 19,5%; TI: 16,4%) e a velocidade pico durante o teste cardiopulmonar (TC: 16,9%; TI: 13,4%) aumentaram significantemente com os treinamentos. Houve redução significante, em ambos os grupos, nos níveis de insulina (TC: 29,4%; TI: 30,5%) e no índice HOMA (TC: 42,8%; TI: 37,0%). A massa magra foi significantemente reduzida no grupo TI (2,6%), porém não foi observada a mesma redução no grupo TC (1,2%). Os dois grupos apresentaram uma redução significante do IMC após a intervenção (TC: 3,0%; TI: 5,0%). A análise de responsividade revelou um padrão similar de resposta para a maioria das variáveis em ambos os grupos, sendo as variáveis relacionadas à aptidão cardiovascular as mais responsivas. CONCLUSÃO: TI e TC foram igualmente eficazes na melhora dos parâmetros relacionados à saúde em crianças obesas.
Título em inglês
Similar health benefits of endurance and highintensity interval training in obese children
Palavras-chave em inglês
Aerobic training
Exercise training
Intermittent training
Juvenile obesity
Resumo em inglês
INTRODUCTION: The optimal training model that elicits greater metabolic and cardiovascular adaptations in obese children remains unclear. In adults, there is evidence suggesting that low-volume sprint interval training (HIT) is a time-efficient strategy to induce metabolic adaptations that are comparable to high-volume traditional endurance training (ET). PURPOSE: To compare two modalities of exercise training (i.e., Endurance Training [ET] and High- Intensity Interval Training [HIT]) on health-related parameters in obese children aged between 8 and 12 years. METHODS: Thirty obese children were randomly allocated into either the ET or HIT group. The ET group performed a 30 to 60-minute continuous exercise at 80% of the peak heart rate (HR). The HIT group training performed 3 to 6 sets of 60-s sprint at 100% of the peak velocity interspersed by a 3-min active recovery period at 50% of the exercise velocity. HIT sessions last ~70% less than ET sessions. At baseline and after 12 weeks of intervention, aerobic fitness, body composition and metabolic parameters were assessed. RESULTS: Both the absolute (ET: 26.0%; HIT: 19.0%) and the relative VO2 peak (ET: 13.1%; HIT: 14.6%) were significantly increased in both groups after the intervention. Additionally, the total time of exercise (ET: 19.5%; HIT: 16.4%) and the peak velocity during the maximal graded cardiorespiratory test (ET: 16.9%; HIT: 13.4%) were significantly improved across interventions. Insulinemia (ET: 29.4%; HIT: 30.5%) and HOMA-index (ET: 42.8%; HIT: 37.0%) were significantly lower for both groups at POST when compared to PRE. Body mass was significantly reduced in the HIT (2.6%), but not in the ET group (1.2%). A significant reduction in BMI was observed for both groups after the intervention (ET: 3.0%; HIT: 5.0%). The responsiveness analysis revealed a very similar pattern of the most responsive variables among groups. CONCLUSION: HIT and ET were equally effective in improving important health related parameters in obese youth.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2013-01-15
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.