• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.5.2008.tde-28012009-161131
Documento
Autor
Nome completo
Karen Ruggeri Saad
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2008
Orientador
Banca examinadora
João, Silvia Maria Amado (Presidente)
Cabral, Cristina Maria Nunes
Marques, Amelia Pasqual
Título em português
Confiabilidade e validade da fotogrametria na avaliação das curvaturas da coluna nos planos frontal e sagital em portadores de escoliose idiopática do adolescente
Palavras-chave em português
Adolescente
Ângulo de Cobb
Avaliação
Escoliose
Postura
Resumo em português
A fotogrametria digital é considerada uma alternativa na avaliação quantitativa das assimetrias posturais como a escoliose, pois além de ser simples e barata, não oferece riscos à saúde. O objetivo desse estudo foi avaliar a confiabilidade e a validade da medida do ângulo de inclinação lateral da coluna (Métodos 1 e 2) e a confiabilidade da mensuração da cifose, lordose lombar e inclinação da pelve por meio da fotogrametria. Quarenta sujeitos (32 do sexo feminino e 8 do sexo masculino com média de idade 23,4 ± 11,2) com Escoliose Idiopática do Adolescente, tiveram o ângulo de Cobb radiográfico medido a partir de radiografia ântero-posterior e foram fotografados em vista posterior e lateral para a mensuração da curva lateral (escoliose), cifose, lordose lombar e inclinação da pelve. O Método 1 mostrou-se mais preciso que o Método 2 para a mensuração da curva lateral e apresentou altos coeficientes de correlação intra-observador para as curvas laterais torácicas, lombares e toracolombares (r=0,936; 0,975; 0,945) e altos coeficientes de correlação inter-observador para as curvas laterais torácicas e toracolombares (r=0,942; 0,879), porém a análise de regressão mostrou limitação no ajuste de um modelo linear entre as medidas radiográficas e fotográficas. A Análise de correlação mostrou que quanto mais grave era a escoliose, menos precisa foi a fotogrametria para a mensuração das curvas laterais torácicas e lombares (R=0,619 e 0,551). Altos coeficientes de correlação intra (r= 0,765; 0,877 e 0,762) e interobservador (r= 0,872; 0,708 e 0,605) foram encontrados para a mensuração da cifose, lordose lombar e inclinação da pelve em vista lateral D, o que não foi observado para as medidas realizadas em fotografias em vista lateral E. A análise correlação demonstrou que quanto mais grave era a escoliose, maior a variabilidade das medidas intra-observador para as mensurações em fotografias em vista lateral E. A fotogrametria é um instrumento confiável á prática clinica do fisioterapeuta para avaliação da escoliose, cifose, lordose lombar e inclinação da pelve, porém, a correlação das medidas fotográficas com os dados radiográficos foi insatisfatória, o que não nos permite substituir a avaliação radiográfica tradicional por este método para mensurar a curva lateral da coluna na escoliose
Título em inglês
Reliability and validity of photogrammetry in the evaluation of the spine curvatures in frontal and sagittal plans to holders of the adolescent idiopathic scoliosis
Palavras-chave em inglês
Adolescent
Cobb angle
Evaluation
Posture
Scoliosis
Resumo em inglês
The digital photogrammetry is considered an alternative in quantitative evaluation of postural asymmetries, such as scoliosis, as well as being simple and cheap, offers no health hazards. The purpose of this study was testing the reliability and validity of spinal lateral inclination angle measurement (Methods 1 and 2) and reliability of measurement kyphosis, lumbar lordosis and pelvis tilt through photogrammetry. Forty subjects (32 female and 8 male with the average age of 23.4 +- 11.2) with Adolescent Idiopathic Scoliosis, had the radiographic Cobb angle measured from radiographies and were photographed in posterior and lateral view in order to measure the scoliotic curve, kyphosis, lumbar lordosis and pelvis tilt. Method 1 is more accurate than Method 2 for measuring scoliosis and showed high correlation coefficients intra-observer to the thoracic, lumbar and thoracolumbar lateral curves (r=0.936; 0.975; 0.945) and high correlation coefficients Inter-observer to scoliosis measurements of the thoracic and thoracolumbar segments (r=0.942; 0.879), however, regression analysis demonstrated limitation in the linear model adjustment between the photographic and radiograph measurements. Correlation analysis demonstrated that the more severe the scoliosis, the less precise the measurement by photogrammetry to the thoracic and lumbar curves (r= 0.619 and 0.551). High correlation coefficients for intra (r=0,765; 0,877; 0,762) and inter-observer (r=0,872; 0,708; 0,605) were found for kyphosis, lumbar lordosis and pelvis tilt measurements in the lateral view D, which was not observed for the measures in lateral view E photographs. Correlation analysis showed that the more severe the scoliosis, the greater variability of the intra-observer for measurements in a lateral view E photographs. Photogrammetry is a reliable tool to the physiotherapeutic clinical practice evaluation for scoliosis, kyphosis, lumbar lordosis and pelvis tilt. Nonetheless, correlation of the photograph data with radiographic was still dissatisfactory, which do not allow us to replace the traditional radiographic evaluation by this method
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
karenrsaad.pdf (1.34 Mbytes)
Data de Publicação
2009-02-16
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2021. Todos os direitos reservados.