• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.5.2012.tde-27072012-081823
Documento
Autor
Nome completo
Fabiola Carvalho Lopes dos Santos
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2012
Orientador
Banca examinadora
João, Silvia Maria Amado (Presidente)
Ferreira, Elizabeth Alves Gonçalves
Tokeshi, Eliane
Título em português
Razão de chance de ocorrência de dor, variáveis posturais e disfunção em violinistas na cidade de São Paulo
Palavras-chave em português
Avaliação
Dor
Fisioterapia
Postura
Sistema musculoesquelético
Violinistas
Resumo em português
A relação entre músicos e dores musculoesqueléticas é cada vez mais comum em centro de estudos musicais, tais como, universidades e orquestras. O objetivo desta dissertação foi analisar a razão de chance de ocorrência de dor, variáveis posturais e disfunção em violinistas na cidade de São Paulo. Foram avaliados 38 violinistas com idade de 21.5 ± 4.7 anos. A análise postural foi realizada por meio de fotogrametria com auxílio do software SAPO v.0.63 e de marcadores previamente colocados em referências ósseas, observadas nos planos frontais (anterior e posterior) e sagitais. A avaliação da dor foi realizada por meio da Escala Visual Analógica de Dor (EVA), questionário McGill e a disfunção musculoesquelética pelo questionário DASH. Para o cálculo da probabilidade de ter dor durante o estudo com o violino foi realizado um modelo de regressão logística onde todas as variáveis (posturais, idade, horas de prática e tempo de prática-anos) foram consideradas. Os resultados obtidos para o índice EVA e DASH foram analisados utilizando-se a técnica multivariada k-médias, sendo que as variáveis importantes para discriminação dos grupos em relação à EVA foram a postura da cabeça, a postura do ombro e a cifose torácica e para o índice DASH o desvio lateral da coluna e a inclinação da cabeça. Este estudo encontrou uma relação entre dor, disfunção e variáveis posturais nos violinistas na cidade de São Paulo. O índice DASH apresentou sinais de disfunção que se relacionaram com as variáveis posturais assim como o índice EVA. O Questionário McGill apresentou significância estatística na categoria mista e os violinistas com menos tempo de prática possuem uma média maior de dor
Título em inglês
Odds ratio of occurrence of pain, postural changes, and disabilities of violinists in São Paulo
Palavras-chave em inglês
Evaluation
Muscle-skeleton system
Musician
Pain
Physical therapy
Posture
Resumo em inglês
The relation between musicians and musculoskeletal pain is more and more common in musical research centers, like universities and orchestras. The aim of this thesis was to analyze the odds ratio of occurrence of pain, postural changes, and disabilities of violinists in São Paulo. It has been assessed thirty- eight violinists with a mean age of 21.5 ± 4.7 years. Postural analysis was carried out by means of Photogrammetry with the aid of the software SAPO v.0.63 and previously placed in bone markers, observed in the references front (anterior and posterior) and sagittal plane. The assessment of pain was accomplished using Visual Analog Pain Scale (VAS), McGill questionnaire and also Dash questionnaire for musculoskeletal dysfunction. For the calculation of the probability of occurrence of pain, a logistic regression model was employed and all variables related to posture, age, gender, hours of practice, and time of practice were considered. The results regarding the VAS and DASH were analyzed using multivariate techniques, k-media. The most important variables for the discrimination between the groups regarding the VAS scores were head and shoulder posture and thoracic kyphosis and for the DASH index, were the lateral spinal deviation and the head tilt. This study found a relationship between pain, dysfunction and postural variables in violinists in the city of São Paulo. The index DASH presented signs of dysfunction that related with postural variables as well as the VAS index. The McGill Questionnaire showed statistical significance in the mixed category and the violinists with less practice time have a higher average pain
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2012-07-31
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2021. Todos os direitos reservados.