• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
https://doi.org/10.11606/T.5.2020.tde-25062021-102957
Documento
Autor
Nome completo
Kadir Amilcar Gonzalez Carrion
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2020
Orientador
Banca examinadora
Laurenti, Marcia Dalastra (Presidente)
Gomes, Claudia Maria de Castro
Goto, Hiro
Partiño, Azael Saldaña
Título em português
Caracterização das alterações histopatológicas e da resposta imune celular em lesões de pele de pacientes com leishmaniose cutânea no Panamá
Palavras-chave em português
Citocinas
Imunidade celular
Inflamassomos
Leishmania
Leishmaniose cutânea
Panamá
Resumo em português
A leishmaniose é considerada uma doença espectral com múltiplas características clínicas e imunopatológicas em humanos, dependendo das características imunogenéticas do hospedeiro e espécie de parasito. No Panamá, a espécie mais prevalente do parasito é a Leishmania (Viannia) panamensis, causadora da Leishmaniose Cutânea (LC), zoonose mais prevalente no país. O pouco conhecimento sobre a patogênese da doença causada por essa espécie, além do aumento da incidência de casos humanos observados em muitas regiões da América, nos levou a estudar os aspectos imunopatológicos da lesão cutânea causada por esta espécie do parasito no Panamá. Desta forma, o principal objetivo deste estudo foi caracterizar a resposta imune celular, inflamatória e regulatória e os aspectos histopatológicos das lesões de pele na LC em pacientes panamenhos (n=46) utilizando cortes histológicos corados pela HE e processados por imuno-histoquímica (IHQ). A infecção por L. (V.) panamensis foi comprovada pelo isolamento e caracterização dos parasitos por HSP70-RFLP. A imuno-histoquímica mostrou ser uma ferramenta complementar para o diagnóstico, melhorando a sensibilidade da análise histopatológica para o encontro de formas amastigotas do parasito. As alterações histopatológicas observadas foram caracterizadas por uma reação inflamatória moderada na derme com predomínio focal com padrões de apresentação linfo-histiocitária, linfo-plasmocitária e granulomatosa; e presença de úlceras, acantose, exocitose e espongiose na epiderme, concordando com os padrões histopatológicos observados pelas espécies causadoras de da forma localizada de LC do subgênero Viannia. A resposta imune celular foi caracterizada pelo predomínio de células T produtoras de IFN-y e IL-10 (CD4 e CD8) e IL-13 (CD4). A participação de CD8 pode estar relacionado ao dano tecidual devido à produção de granzima B. Além disso, observamos a participação de resposta imune celular Th17 e de marcadores que caracterizam a presença do inflamassoma, os quais podem contribuir com a eliminação do parasito, porém sua contribuição para a manutenção do processo inflamatório não pode ser descartada. Resposta T-regulatória associada principalmente à produção de IL-10, controlando a resposta inflamatória exacerbada, também esteve presente. Estes resultados mostram uma resposta imune celular mista nas lesões cutâneas localizadas causadas por L. panamensis. Os resultados obtidos contribuem no conhecimento da patogenia da infecção humana causada por L. (V.) panamensis e podem auxiliar em futuros estudos sobre esquemas terapêuticos e desenvolvimento de vacinas, contribuindo para os programas de controle dessa importante doença negligenciada
Título em inglês
Characterization of histopathological changes and cellular immune response in cutaneous lesions of patients with cutaneous leishmaniosis in Panama
Palavras-chave em inglês
Cytokines
Immunity cellular
Inflammasomes
Leishmania
Leishmaniasis cutaneous
Panamá
Resumo em inglês
Leishmaniasis is considered a spectral disease with multiple clinical and immunopathological characteristics in humans, depending on the host's immunogenic characteristics and parasite species. In Panama, the most prevalent species of the parasite is Leishmania (Viannia) panamensis, which causes Cutaneous Leishmaniasis (LC), the most prevalent zoonosis in the country. The few knowledges about the pathogenesis of the disease caused by this species, in addition to the increased incidence of human cases observed in many regions of America, led us to study the immunopathological aspects of the skin lesion caused by this species of the parasite in Panama. Thus, the main objective of this study was to characterize the cellular, inflammatory and regulatory immune response and the histopathological aspects of skin lesions in LC in Panamanian patients (n = 46) using histological sections stained by HE and processed by immunohistochemistry (IHC). Infection with L. (V.) panamensis was confirmed by the isolation and characterization of the parasites by HSP70-RFLP. Immunohistochemistry has proved to be a complementary tool for diagnosis, improving the sensitivity of histopathological analysis to find amastigote forms of the parasite. The histopathological changes observed were characterized by a moderate inflammatory reaction in the dermis with focal predominance with patterns of presentation lympho-histiocytic, lympho-plasmacytic and granulomatous; and presence of ulcers, acanthosis, exocytosis and spongiosis in the epidermis, in agreement with the histopathological patterns observed by the species causing the localized form of LC of the subgenus Viannia. The cellular immune response was characterized by the predominance of T cells producing IFN-y and IL-10 (CD4 and CD8) and IL-13 (CD4). The participation of CD8 may be related to tissue damage due to the production of granzyme B. In addition, we observed the participation of Th17 cellular immune response and markers that characterize the presence of the inflammasome, which can contribute to the elimination of the parasite, however its contribution to the maintenance of the inflammatory process cannot be ruled out. T-regulatory response mainly associated with the production of IL-10, controlling the exacerbated inflammatory response, was also present. These results show a mixed cellular immune response in the localized skin lesions caused by L. (V.) panamensis. The results obtained contribute to the knowledge of the pathogenesis of human infection caused by L. (V.) panamensis and can assist in future studies on therapeutic schemes and development of vaccines, contributing to the control programs of this important neglected disease
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2021-06-25
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2021. Todos os direitos reservados.