• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.5.2003.tde-24102007-143128
Documento
Autor
Nome completo
Sumaia Georges El Khouri
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2003
Orientador
Banca examinadora
Bohm, Gyorgy (Presidente)
Marin, Heimar de Fátima
Mota, Carlos Guilherme Santos Seroa da
Título em português
Telemedicina : análise da sua evolução no Brasil
Palavras-chave em português
Brasil
Educação à distância
Informática médica/economia
Telemedicina/história
Telemedicina/tendências
Resumo em português
O presente estudo consiste em descrever e analisar a evolução da Telemedicina no Brasil, abrangendo as experiências efetivamente implantadas até dezembro de 2000. Várias instituições no país têm adotado programas de telemedicina, tais como hospitais, laboratórios de análises clínicas, clínicas especializadas em realização de eletrocardiogramas à distância, universidades, o Exército e o próprio Governo. Cada uma das experiências tem diferentes objetivos e não há nenhuma integração entre elas. As aplicações estudadas variam desde aquelas que requerem uma estrutura tecnológica simples como a realização de eletrocardiogramas à distância, até outras mais sofisticadas tecnologicamente como a realização de teleconferências com transmissão de imagens clínicas para segunda opinião médica e monitoração remota de leitos. Para a realização do estudo foram feitas entrevistas com os responsáveis pelos programas e um levantamento de dados em publicações especializadas. As conclusões apontam para a falta de coordenação entre os modelos adotados, para a resistência cultural relativa à informática médica e à telemedicina e para o papel tímido do Governo no fomento da telemedicina.
Título em inglês
Telemedicine: analysis of its evolution in Brazil.
Palavras-chave em inglês
Brazil
Education distance
Medical informatics/economics
Telemedicine/history
Telemedicine/trends
Resumo em inglês
The present study consists in describing and analyzing the evolution of Telemedicine in Brazil, comprehending the experiences established until December 2000. Several institutions in the country use telemedicine programs, as hospitals, pathology analysis clinics, remote electrocardiograms clinics, universities, the Brazilian Army and the federal Government. Each experience has its own goals and there is no integration among them. The telemedicine programs comprehend a wide range of applications: while some require a plain technological structure as remote electrocardiograms, others demand more sophisticated resources as teleconferences with clinical images transmission and remote bedside monitoring. To accomplish this study it was necessary to conduct interviews with the leaders of the projects and also data mining in specialized publications. The conclusions indicate that there is lack of coordination among the experiences, that there is a cultural resistence both to medical informatics and telemedicine, and the faint Goverment role in stimulating telemedicine.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
sumaiagekhouri.pdf (5.91 Mbytes)
Data de Publicação
2007-11-06
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2021. Todos os direitos reservados.