• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
Documento
Autor
Nome completo
Lucas Bassolli de Oliveira Alves
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2019
Orientador
Banca examinadora
Costa, Roberto (Presidente)
Martinelli Filho, Martino
Moreira, Luiz Felipe Pinho
Zucchi, Paola
Título em português
Estudo sobre a efetividade clínica e o custo de implantes iniciais e trocas de geradores de pulsos de marca-passos cardíacos artificiais convencionais
Palavras-chave em português
Complicações pós-operatórias
Custos e análise de custos
Custos hospitalares
Economia da saúde
Marca-passo artificial
Mortalidade
Qualidade da assistência à saúde
Readmissão do paciente
Registro prospectivo
Resumo em português
Introdução: o perfil dos pacientes submetidos ao implante de marca-passos cardíacos está mudando ao longo dos últimos anos causando um impacto direto no custo do tratamento. Neste cenário, a avaliação de desfechos clínicos e do impacto financeiro relacionado ao tratamento torna-se essencial para a melhoria da qualidade assistencial, assim como, para a gestão racional de recursos. Objetivos: avaliar a frequência de complicações pós-operatórias, readmissões hospitalares e mortalidade após implantes iniciais e trocas de geradores de marca-passos cardíacos e analisar os fatores associados ao custo do primeiro ano de tratamento. Métodos: registro prospectivo, com dados derivados da realidade assistencial de um centro cardiológico de alta complexidade, conduzido entre janeiro de 2014 e dezembro de 2016. Os dados foram coletados na hospitalização índice e durante os primeiros 12 meses após a realização do procedimento cirúrgico. Foram revisados prontuários médicos e outras bases de dados hospitalares. O custo do procedimento, da hospitalização índice e do seguimento clínico foram estimados de acordo com os valores reembolsados pelo Sistema Único de Saúde (SUS) e analisados ao nível do paciente. Taxas de readmissão hospitalar e de sobrevivência foram descritas segundo o método de Kaplan-Meier e o método de regressão de Cox foi aplicado para a identificação de fatores associados. Modelos lineares generalizados foram utilizados para estudar fatores associados ao custo total anual do tratamento. Resultados: no total, 1.223 pacientes submetidos a implante inicial (n = 634) ou troca do gerador de pulsos (n = 589) foram incluídos no estudo. O grupo de pacientes submetidos a implante inicial e o de troca de gerador mostraram diferenças significativas no que diz respeito a: idade mediana dos pacientes (72 / 74 anos), proporção de mulheres (52,7% / 59,9%), comorbidades, uso de medicamentos de ação cardiovascular e frequência de procedimentos eletivos (15,4% / 90,2%). Foram observados 70 episódios de complicação em 63 pacientes (5,1%). As principais complicações observadas foram pneumotórax (1,7%) e deslocamento de cabos-eletrodos (1,6%) nos implantes iniciais e problemas no alojamento do gerador (2,3%) nos pacientes submetidos à troca de gerador. A incidência de readmissão em um ano foi de 16,4% (IC 95% 13,7%-19,6%) após implantes iniciais e 10,6% (IC 95% 8,3%-13,4%) após trocas de geradores. Causas não cardiovasculares foram os principais motivos de readmissões hospitalares. A taxa de sobrevivência foi de 88,9% (IC 95% 86,2%-91,1%) após implantes iniciais e 93,3% (IC 95% 91,0%-95,1%) após trocas de geradores. Doença renal crônica, histórico de acidente vascular encefálico, tempo de permanência hospitalar, necessidade de cuidados intensivos pós-operatórios, complicações e readmissões hospitalares mostraram um impacto significativo sobre o custo total do tratamento. Conclusão: implantes iniciais e trocas de gerador de pulsos são procedimentos pouco invasivos, realizados majoritariamente em pacientes idosos e com múltiplas comorbidades. A frequência de complicações pós-operatórias é baixa, no entanto, readmissões hospitalares são frequentes e, principalmente, secundárias a problemas não relacionados ao marca-passo. A sobrevivência verificada em um cenário assistencial real é semelhante à encontrada em grandes estudos observacionais de base populacional. Os resultados confirmam a influência da idade, comorbidades, complicações pós-operatórias e readmissões hospitalares no custo do tratamento. Medidas preventivas devem ser adotadas, com vistas a reduzir a taxa de complicações e readmissões hospitalares e, por consequência, o desperdício de recursos
Título em inglês
Clinical effectiveness and costs of initial implants and pulse generator replacements of conventional cardiac pacemakers
Palavras-chave em inglês
Costs and cost analysis
Health economics
Hospital costs
Mortality
Pacemaker artificial
Patient readmission
Postoperative complications
Prospective registry
Quality of health care
Resumo em inglês
Introcudtion: the profile of pacemaker recipients has been changing drastically over the past few years with a direct impact on the cost of treatment. In this scenario, the evaluation of clinical outcomes and the financial impact related to treatment becomes essential for the improvement of quality of care, as well as for the rational management of resources. Objectives: to evaluate the frequency of postoperative complications, hospital readmissions and mortality after initial implants and generator replacements and to analyze the factors associated with the cost of the first year of treatment. Methods: a single center, prospective registry with data derived from a real-world clinical scenario of a public tertiary cardiology center was conducted between january 2014 and december 2016. Data were retrieved from electronic medical records and other hospital information systems at the hospitalization index and during the first 12 months after performing the surgical procedure. Procedure costs, total index hospitalization costs and annual follow-up costs were estimated according to the reimbursed values by the Brazilian Unified Health System and analyzed at a patient-level approach. Hospital readmission and survival rates were described according to the Kaplan-Meier method and Cox regression method was applied to assess risk factors. Generalized linear models were used to determine cost-drivers of treatment. Results: in total, 1,223 consecutive patients who underwent initial implantation (n = 634) or pulse generator replacement (n = 589) were included in the study. Baseline characteristics were significantly different between the two groups with regard to: age (72/74 years), proportion of women (52.7%/59.9%), comorbidities, use of cardiovascular medications and frequency of elective surgical procedures (15.4%/90.2%). Seventy complication episodes occurred in 63 patients (5.1%). The main complications were pneumothorax (1.7%) and lead dislodgement (1.6%) in initial implants group and problems with generator pocket (2.3%) in the generator replacement group. The 1-year readmission rate was 16.4% (CI 95% 13.7%-19.6%) for initial implant and 10.6% (CI 95% 8.3%-13.4%) for generator replacement. Non-cardiovascular causes were the most frequent reason for hospital readmission. The survival rate was 88.9% (CI 95% 86.2%-91.1%) after initial implants and 93.3% (CI 95% 91.0%-95.1%) after generator replacement. Chronic kidney disease, previous stroke, length of hospital stay, postoperative intensive care, postoperative complications and hospital readmissions were associated with a significant impact on the cost of treatment. Conclusion: initial implants and pulse generator replacements are relatively noninvasive procedures, performed mostly in elderly patients with multiple comorbidities. The frequency of postoperative complications is low. Hospital readmissions are frequent and, mainly, secondary to non-cardiovascular conditions. The survival rate in this study was similar to that found in large population-based observational studies. The results confirm the influence of age, comorbidities, postoperative complications and hospital readmissions on the cost of treatment. Preventive measures should be taken to reduce the rate of complications and hospital readmissions and, consequently, the waste of resources
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2019-10-16
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.