• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
https://doi.org/10.11606/T.5.2020.tde-11022020-161051
Documento
Autor
Nome completo
Thamara Kazantzis
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2019
Orientador
Banca examinadora
Terra, Ricardo Mingarini (Presidente)
Cardoso, Paulo Francisco Guerreiro
Haddad, Fábio José
Perfeito, João Aléssio Juliano
Título em português
Resultados do tratamento cirúrgico do câncer de pulmão em instituições de referência de países com diferentes índices de desigualdade socioeconômica
Palavras-chave em português
Câncer de pulmão
Cirurgia
Fatores socioeconômicos
Prestadores de saúde
Resultados
Saúde universal
Resumo em português
INTRODUÇÃO: O tratamento cirúrgico para o câncer de pulmão representa a maior probabilidade para se alcançar a cura e sua viabilidade depende do diagnóstico precoce, de condições clínicas do paciente e do acesso aos serviços de saúde. Esse acesso provém do tipo de assistência à saúde e de condições socioeconômicas do paciente e do meio em que ele se insere. OBJETIVOS: Avaliar a influência de fatores socioeconômicos e das agências prestadoras de saúde sobre os resultados do tratamento cirúrgico para o câncer de pulmão, através da análise dos resultados de instituições de referência pertencentes a países com diferentes níveis de desigualdade social. MÉTODOS: Estudo retrospectivo que consistiu na coleta de bancos de dados. Foram comparados 4 grupos: SUS, pacientes brasileiros atendidos pelo Sistema Único de Saúde; pacientes brasileiros atendidos por convênios ou regime particular (grupo Privado); pacientes ingleses atendidos pelo National Health Service (NHS), o serviço de saúde público britânico; e os pacientes ingleses cobertos pela assistência privada (grupo Private). Foram obtidos dados clínicos e índices socioeconômicos de vulnerabilidade social. Foi realizada análise de dados e comparação entre os grupos quanto à morbimortalidade pós-operatória e sobrevida global. RESULTADOS: Foram incluídos 2594 pacientes, sendo 411 do grupo SUS, 215 do Privado, 1651 do NHS e 317 do grupo Private. As idades médias foram, respectivamente: 64,5 anos (±12,3); 63,6 anos (±12,3); 67,3 anos (±10,2); 64,9 anos (±11,5). O grupo com a maior frequência de complicações pós-operatórias foi o SUS (37,7%), seguido pelo grupo NHS (34,8%), Private (29,0%) e, por último, o grupo Privado (24,5%). O risco de complicações foi analisado em relação ao grupo Privado: SUS apresentou OR=1,870 (p=0,002); NHS OR=1,646 (p=0,005) e Private OR=1,263 (p=0,270). Em relação a complicações maiores, os riscos foram: SUS OR=2,373 (p=0,001); NHS OR=2,567 (p < 0,001) e Private OR 1,258 (p=0,424). A proporção de mortalidade intra-hospitalar no grupo SUS foi a maior (4,4%; Privado 0,5%; NHS 1,1%; Private 0,6%). Em comparação ao grupo Privado, os riscos foram: SUS - OR=9,802 (p=0,027); NHS - OR=2,359 (p=0,405) e Private - OR=1,359 (p=0,803). CONCLUSÕES: os grupos da saúde pública, SUS e NHS, apresentaram maiores taxas de complicações e mortes pós-operatórias em relação aos grupos privados. A diferença entre os resultados foi mais ampla entre os grupos brasileiros do que entre os ingleses
Título em inglês
Results of lung cancer surgical treatment in reference institutions from countries with different socioeconomic inequality indexes
Palavras-chave em inglês
Health care providers
Lung cancer
Outcomes
Socioeconomic factors
Surgery
Universal health
Resumo em inglês
INTRODUCTION: Surgical treatment for lung cancer represents the highest probability of cure and its viability relies on early diagnosis, patient's clinical condition and access to health services. This access depends on the type of health care provider and socioeconomic conditions of the patient and their environment. OBJECTIVES: To evaluate the influence of socioeconomic factors and health care agencies on the results of surgical treatment for lung cancer by analyzing the results of referral institutions from countries with different levels of social inequality. METHODS: Retrospective study that consisted of database collection. Four groups were compared: SUS, Brazilian patients treated by the Unified Health System; Brazilian patients attended by agreements or private regime (BRAra group); English patients served by the National Health Service (NHS), the British public health service; and English patients covered by private care (Private group). Clinical data and socioeconomic indices of social vulnerability were obtained. Data analysis and comparison between groups regarding postoperative morbidity and mortality and overall survival were performed. RESULTS: A total of 2594 patients were included: 411 in the SUS group, 215 in the BRA group, 1651 in the NHS and 317 in the Private group. The average ages were, respectively: 64.5 years (± 12.3); 63.6 years (± 12.3); 67.3 years (± 10.2); 64.9 years (± 11.5). The group with the highest frequency of postoperative complications was SUS (37.7%), followed by the NHS group (34.8%), Private (29.0%) and, lastly, the BRA group (24, 5%). The risk of complications was analyzed in comparison to the BRA group: SUS presented with an OR=1.870 (p=0.002); NHS OR=1.646 (p=0.005) and Private OR=1.263 (p=0.270). Regarding major complications, the risks were: SUS - OR=2.373 (p=0.001); NHS - OR=2.567 (p < 0.001) and Private - OR=1.258 (p=0.424). The proportion of in-hospital mortality in the SUS group was the highest (4.4%; Private 0.5%; NHS 1.1%; Private 0.6%). Compared to the BRA group, the risks were: SUS - OR=9.802 (p=0.027); NHS - OR=2.359 (p=0.405) and Private - OR=1.359 (p = 0.803). CONCLUSIONS: the public health groups, SUS and NHS, presented higher rates of postoperative complications and deaths than the private groups. The difference between the results was wider among the Brazilian groups than among the English ones
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
ThamaraKazantzis.pdf (2.89 Mbytes)
Data de Publicação
2020-02-11
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2021. Todos os direitos reservados.