• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.5.2003.tde-23092014-114815
Documento
Autor
Nome completo
Paulo Evangelista da Rocha
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2003
Orientador
Banca examinadora
Pinto Junior, Paulo Engler (Presidente)
Jacob, Carlos Eduardo
Soldá, Silvia Cristine
Título em português
Avaliação dos fatores de risco de mortalidade no tratamento cirúrgico das úlceras gástrica e duodenal perfuradas
Palavras-chave em português
Estudos retrospectivos
Fatores de risco
Úlcera péptica perfurada/cirurgia
Úlcera péptica perfurada/mortalidade
Resumo em português
Motivação: A introdução do medicamento antagonista H2, e a descoberta do papel do Helicobacter pylori, na patogênese da úlcera péptica, diminuiu a indicação cirúrgica da doença ulcerosa. Todavia, a incidência de perfuração na doença ulcerosa tem se mantido constante, e o tratamento cirúrgico é a conduta mais indicada. A mortalidade nesta circunstância continua expressiva. Objetivo: Este trabalho teve como objetivo analisar possíveis fatores de risco de mortalidade no tratamento da úlcera gastroduodenal perfurada tratada com cirurgia. Casuística e métodos: Foram estudados 311 pacientes (268 do sexo masculino e 43 do sexo feminino), sendo 242 portadores de úlcera duodenal e 69 de úlcera gástrica, no período de janeiro de 1997 a dezembro de 2000. Ocorreram 35 óbitos (11,25%). Analisaram-se os seguintes fatores: idade, sexo, tabagismo, etilismo, doença ulcerosa prévia, uso de antiinflamatório, pneumoperitônio, doenças concomitantes, choque na admissão, tempo de perfuração, peritonite, tipo de cirurgia e local de perfuração. Os fatores de risco de mortalidade nos dois tipos de úlcera foram comparados descritivamente utilizando-se o odds ratio, os percentuais de mortalidade, o teste de Zelen e análise de regressão logística univariada e multivariada. Destaca-se que a maioria do pacientes foi submetida ao tratamento cirúrgico não definitivo, sendo o critério utilizado para definir o tipo de cirurgia determinado por escolha aleatória da equipe cirúrgica. Resultados: Os fatores de risco associados à mortalidade na úlcera gastroduodenal perfurada identificados na análise univariada foram: idade (UG), pneumoperitônio, doenças concomitantes, local de perfuração, choque na admissão e tempo de perfuração. A presença do pneumoperitônio é um sinal radiológico importante no diagnóstico da úlcera gastroduodenal perfurada. Na sua ausência, ocorreu aumento de incidência de mortalidade. A incidência de mortalidade na úlcera gástrica perfurada foi maior no idoso. Na úlcera gástrica a incidência de mortalidade foi maior do que na úlcera duodenal. Entretanto, a análise multivariada mostrou que os fatores de risco independentes preditivos de mortalidade foram na úlcera duodenal: tempo de perfuração maior que 24 horas, doenças concomitantes e choque na admissão e na úlcera gástrica: idade, tempo de perfuração maior que 24 horas e choque na admissão. Conclusões: O risco aumentado de mortalidade na úlcera gastroduodenal perfurada pode ser previsto quando os pacientes apresentam idade avançada (UG), doenças concomitantes (UD), tempo de perfuração maior que 24 horas, e choque na admissão hospitalar
Título em inglês
Evaluation of risk factors for mortality in the surgical treatment of perforated duodenal and gastric ulcers.
Palavras-chave em inglês
Perforated duodenal gastric ulcer/mortality
Perforated duodenal gastric ulcer/surgey
Retrospectives studies
Risk factors
Resumo em inglês
Motivation: The introduction of the H2 antagonist drug and the discovery that the Helicobacter pylori played a role in the pathogenesis of the peptic ulcer caused a decrease in the indication of surgical treatment for ulcer disease. However, the incidence of perforation in ulcer disease has remained constant, and surgical treatment is the most indicated treatment modality. In these cases, the rate of mortality is still significant. Objective: This paper aimed at analyzing the risk factors for mortality in the surgically treated perforated gastroduodenal ulcer. Cases and methods: 311 patients were studied (268 males and 43 females), seeing that 242 were duodenal ulcer carriers and 69 gastric ulcer, in the period from January 1997 to December 2000. Thirty-five patients died (11,25%). The following factors were analyzed: age, sex, smoking, chronic alcohol consumption, previous ulcer disease, use of anti-inflammatory medication, pneumoperitoneum, concomitant diseases, shock upon admittance, time lapsed since perforation, peritonitis, type of surgery and perforation site. The risk factors for mortality in the two types of ulcer were compared descriptively, using the odds ratio, percentage of mortality, the Zelen test and the univariate and multivariate logistic regression analysis. It is worth pointing out that most of the patients had undergone nondefinitive surgical treatment and the criterion used to decide the type of surgery was random selection by the surgical team. Results: The risk factors associated to mortality in the perforated gastroduodenal ulcer identified by the univariate analisys were: age (GU), pneumoperitoneum, concomitant diseases, perforation site, shock upon admittance, time lapsed since perforation, peritonitis and type of surgery. The presence of pneumoperitoneum is an important radiological sign for the diagnosis of the perforated peptic ulcer. When this diagnostic tool was not used, an increase in the incidence of mortality was observed. The incidence of mortality for perforated gastric ulcers was higher in elderly patients. The incidence of mortality was higher for gastric ulcers relative to duodenal ulcers. However, the multivariate analysis showed that independent predictive risk factors for mortality were the following, for the duodenal ulcer: time lapse of more than 24 hours since perforation, severe coexisting diseases and shock at the time of admittance; for gastric ulcer: age, time lapse of more than 24 hours, from moment perforation and shock at the time of admittance. Conclusion: The increased risk of mortality for perforated duodenal ulcer can be predicted when the patients are elderly (GU), when there are concomitant diseases (DU), the time lapsed from the moment of perforation exceeds 24 hours, and when the patients are in shock at the time of admittance
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2014-09-25
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2021. Todos os direitos reservados.