• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.5.2009.tde-22022010-172835
Documento
Autor
Nome completo
Caterina Maria Pia Simioni Pennacchi
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2009
Orientador
Banca examinadora
Moura, Eduardo Guimarães Hourneaux de (Presidente)
Ferrari Júnior, Angelo Paulo
Nasi, Ary
Título em português
Detecção da neoplasia do esôfago em pacientes com estenose por ingestão de agente corrosivo: estudo comparativo entre o emprego da técnica de cromoscopia óptica e o uso de cromoscopia de contraste
Palavras-chave em português
Carcinoma de células escamosas
Caústicos
Neoplasias de esôfago
Técnicas de diagnóstico e procedimentos
Resumo em português
Introdução: Narrow-Band Imaging (NBI) é uma das mais recentes técnicas de processamento de imagem, que consiste na utilização de filtros para dissociação das bandas do espectro da luz, resultando em aumento de contraste da superfície epitelial e da vascularização. Em combinação com a magnificação de imagem, pode-se diferenciar os tipos epiteliais e identificar áreas de padrão vascular decorrente de processos inflamatórios ou de neoplasias superficiais. A utilização da endoscopia associada à cromoscopia com solução de Lugol já é método consagrado na detecção de lesões superficiais em pacientes de alto risco, sendo largamente utilizado na prática diária. Objetivo: avaliar a aplicabilidade clínica da técnica de NBI na detecção e avaliação de neoplasias de esôfago em pacientes portadores de estenose do esôfago por agente corrosivo, comparando-a com a cromoscopia com solução de Lugol. Pacientes e Métodos: foram submetidos à avaliação com NBI 38 pacientes, sendo 22 e 16, com idade entre 28 84a (média M 56). O equipamento empregado é da linha de processadora Olympus, série EVIS II 180, Gastroscópio Olympus, série 180 GIF Type N180 slimsight ,com diâmetro 4.9mm, propiciando conforto ao paciente, sem a necessidade de dilatação da estenose. O exame iniciava-se com a remoção de resíduos e secreções do esôfago com irrigação vigorosa de soro fisiológico e N-acetil cisteína; após avaliação completa e constatando-se a ausência de lesões detectáveis sem auxílio de cromoscopia, era realizada a avaliação por meio por meio da técnica do NBI e cromoscopia com solução de Lugol, seguido de biópsia dirigida das eventuais lesões ou do anel estenótico. Resultados: lesões suspeitas pelo NBI totalizaram 9, e pelo teste de Lugol, (14), evidenciando uma sensibilidade e especificidade para o teste do NBI de 100% e 80.56% respectivamente; e a mesma relação de 100% e 66.67%, para o teste com a solução de Lugol 5 (13%) lesões suspeitas apresentaram-se positivas pelo NBI e pelo Lugol; destas, 2 (40%) foram confirmadas no anatomopatológico como carcinoma. Discussão: o NBI aumenta o contraste entre os vasos e a mucosa. Os vasos aparecem de cor marrom escura e a mucosa, azul claro. No exame normal os padrões vasculares e de mucosa são regulares e bem distribuídos. Se qualquer crescimento anormal ocorre (inflamatório, displásico ou neoplásico) a imagem muda, se torna mais escura (marrom), destacando-se da superfície azulada da mucosa. Com a ajuda da magnificação de imagem a identificação de possíveis lesões suspeitas se torna mais fácil. Esses achados determinam o local mais adequado para biópsia, aumentando as chances de diagnóstico de lesões displásicas e neoplásicas. Esse estudo revelou que a mucosa esofágica após lesão cáustica se torna esbranquiçada com pequenos pontilhados azulados, quando examinada com a técnica de NBI. Conclusão: o emprego da técnica de cromoscopia óptica (NBI) surge como opção na avaliação da estenose do esôfago por ingestão de agente corrosivo, para pesquisa de tumor.
Título em inglês
Detection of esophagus cancer in patients with caustic lesion/corrosive agent stenosis. A comparative study between narrow band imaging technique and chromoscopy with Lugol solution
Palavras-chave em inglês
Carcinoma squamous cell
Caustics
Diagnostic techniques and procedures
Esophageal neoplasms
Resumo em inglês
Introduction: The Narrow Band Imaging system is a new method of endoscopic imaging. It´s based in the use of optical filters to dissociate bands of light spectrum, emphasizing certain live imaging features such as capillary and mucosal patterns. The upper GI endoscopy associated with Lugol´s solution chromoscopy is a well know method for detecting superficial lesions in high risk patients. Objetive: determinate the clinical applicability of the NBI technique for detection of esophagus cancer in patients with caustic lesion/corrosive agent stenosis and compare it to Lugol´s solution chromoscopy. Patients and Methods: 38 patients ( 22 female and 16 male ), aging between 28-84 (M 56) were enrolled to this study and examined by both NBI technique and Lugol´s solution chromoscopy. The instrument used in this study was a Olympus EVIS II-180, slimsight, with 4,9mm diameter, promoting the exam of the stenotic ring or segment without the need of dilation. The exam started with the removal of esophageal residues with N-Acetilcystein and physiologic solution. Followed the full routine exam of the esophagus. Next, the NBI was performed and any lesion detected was marked for later biopsy. After that, the Lugol´s solution crhomoscopy was performed and biopsies were taken if necessary. Patients who had normal findings at the routine, NBI or Lugol´s solution chromoscopy exam had their stenotic ring biopsed. Results: suspicious lesions with NBI were 9, and with the Lugol's chromoscopy 14. The sensibility and specificity of the NBI was 100% and 80.56%, and of the Lugol´s chromoscopy 100% and 66.67%, respectively. 5 (13%) suspicious lesions were detected both with NBI and Lugol's chropmoscopy, 2 (40%) of these lesions were confirmed carcinoma in the anatomopatholic exam. Discussion: the advantage of the NBI is enhance the contrast between vessels and the mucosa. The vessels appear as dark-brownish lines and the mucosa as light brownish color. In a normal exam, the vascular and mucosal patterns are regular and well distributed. If any abnormal growth takes place (inflammatory, displasic or neoplasic) the image changes into areas of darker brownish color and with the help of magnification, irregular or distorced vascular or mucosal pattern can be identified. These findings guide the exact site to be biopsed, increasing the chances of detecting possible displasic or neoplasic lesions. This study observed that the esophageal mucosa previously injured by corrosive agents had a whitish color, spoted by light blue areas, when examined with NBI technique. Conclusion: the NBI system is an option applicable to detect and evaluate cancer in patients with caustic lesion/corrosive stenosis compared to the Lugol´s solution chromoscopy.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2010-03-02
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2021. Todos os direitos reservados.