• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.5.2007.tde-12032008-095407
Documento
Autor
Nome completo
Rogerio Kuga
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2007
Orientador
Banca examinadora
Ribeiro, Adriana Vaz Safatle (Presidente)
Mester, Marcelo
Zilberstein, Bruno
Título em português
Avaliação endoscópica e histopatológica do estômago excluso após cirurgia bariátrica
Palavras-chave em português
Anastomose em-Y de Roux
Cirurgia bariátrica
Derivação gástrica
Endoscopia
Estômago/patologia
Gastroplastia
Resumo em português
O tratamento cirúrgico para a obesidade mórbida é a única modalidade que consegue a perda de peso sustentada e manutenção a longo prazo. Dentre as técnicas cirúrgicas empregadas, a gastroplastia vertical com derivação gastrojejunal em Y de Roux é uma das mais empregadas mundialmente e em nosso meio. Através desta técnica, o estômago é dividido em duas partes assimétricas, uma vertical e tubular com cerca de 5 cm de extensão que faz parte do trânsito alimentar e outra denominada exclusa. O seguimento endoscópico pós-operatório de rotina, com o uso do endoscópio convencional, avalia o coto gástrico proximal, mas não alcança o estômago excluso. Com o advento do enteroscópio de duplo balão, tornou-se possível o acesso e avaliação endoscópica, permitindo a realização de biópsias da mucosa do estômago excluso para estudo histológico. Quarenta pacientes submetidos à gastroplastia vertical com derivação gastrojejunal em Y de Roux foram incluídos no estudo de maneira prospectiva, com período pós-operatório médio de 77,3 meses (36 - 133), idade média de 44,6 anos (22 - 61), sendo 85% do sexo feminino. O sucesso de acesso ao estômago excluso com a utilização do enteroscópio de duplo balão foi de 87,5% (35 pacientes), com tempo médio decorrido até o estômago excluso de 24,9 minutos (5 - 75). O controle radioscópico concomitante ao exame endoscópico para auxílio direcional foi utilizado em 11 pacientes (27,5 %). Os achados endoscópicos do estômago excluso nos 35 pacientes foram: normal em 9 pacientes(25,7 %); gastrite enantemática em 10 (28,6 %); gastrite erosiva plana ou elevada em 5 (14,3%); gastrite erosiva com sinais de hemorragia em 5 (14,3%) e gastrite atrófica em 6 (17,1 %), sendo que dois destes apresentavam concomitantemente áreas sugestivas de metaplasia intestinal no antro que foram confirmadas pelo estudo histológico. Quanto aos achados histológicos, observou-se 100% de gastrite no estômago excluso, sendo 33/35 pacientes com pangastrite (94,3%). A gastrite foi leve em 23/35 (65,7%) e moderada em 12/35 (34,3%). Gastrite atrófica histológica foi observada em 5/35 (14,3%) pacientes e metaplasia intestinal em 4/35 (11,4%). Todos os pacientes com metaplasia intestinal possuíam gastrite atrófica. Dos 35 pacientes em que se obteve sucesso de acesso endoscópico do estômago excluso, observou-se positividade para o Helicobacter pylori em 7/35 pacientes (20%) e no coto gástrico proximal em 12/35 pacientes (34,3%), através da histologia e coloração por Giemsa modificado. Todos os pacientes Helicobacter pylori positivos no estômago excluso, foram positivos no coto gástrico proximal. Não se observou significância estatística na correlação entre os achados endoscópicos e histológicos (p = 0,2). Das variáveis estudadas, observou-se que a intensidade da gastrite histológica (inflamação) do estômago excluso e do coto gástrico proximal associou-se à presença de Helicobacter pylori (p < 0,05), assim como todos os pacientes Helicobacter pylori positivos no estômago excluso também foram positivos no coto gástrico proximal (p = 0,0005). Não houve complicações durante e após o procedimento de endoscopia de duplo balão. Em conclusão, o método de endoscopia de duplo balão tem elevada capacidade de alcançar o estômago excluso dos pacientes submetidos à gastroplastia vertical com derivação gastrojejunal em Y de Roux; os achados endoscópicos e histológicos indicam alta prevalência de gastrite crônica, atrofia e metaplasia intestinal no estômago excluso desta população selecionada; o Helicobacter pylori está presente no estômago excluso após derivação gástrica em Y de Roux e todos aqueles Helicobacter pylori positivos no estômago excluso também foram positivos no coto gástrico proximal; e a intensidade da inflamação do estômago excluso e do coto gástrico proximal associou-se à presença de Helicobacter pylori.
Título em inglês
Endoscopic and histopathologic evaluation of the excluded stomach after bariatric surgery
Palavras-chave em inglês
Anastomosis Roux-en-Y
Bariatric surgery
Endoscopy
Gastric bypass
Gastroplasty
Stomach/pathology
Resumo em inglês
The surgical treatment for morbid obesity is the only modality that in the long term obtains the supported loss of weight and maintenance. Vertical banded Roux-en-Y gastric bypass is the most used technique worldwide and in Brazil. Through this technique, the stomach is divided in two assimetrical pouchs, one vertical and tubular with about 5 cm of extension and another called excluded. The endoscopic follow-up during the postoperative period using standard gastroscope evaluates the proximal gastric pouch, but doesn't reach the excluded stomach. With the advent of the double balloon enteroscope, it became possible the access and endoscopic evaluation, allowing biopsies of the excluded stomach mucosa for histopathologic study. Forty patients who underwent vertical banded Roux-en-Y gastric bypass were enrolled in this study. The mean postoperative time was 77.3 months (36-133 months). The mean age was 44.6 years old (22-61 years) and 85% of the patients were female. The success rate of accessing the excluded stomach with the use of double balloon enteroscope was 87.5% (35 patients), and the mean time to reach the excluded stomach was 24.9 minutes (5-75 minutes). The concomitant radioscopic control was used in 11 patients (27.5%). Endoscopic findings of the excluded stomach in the 35 patients were: normal in 25.7% patients (9); enantematous gastritis were found in 10 patients (28.6%); flat or raised erosive gastritis in 5 patients (14.3%); hemorrhagic gastritis in 5 patients (14.3%) and atrophic gastritis in 6 patientes (17.1%). Two patients presented with suggestive areas of intestinal metaplasia in the antrum that had been confirmed by histopathologic study. The histologic findings showed 100% of gastritis in the excluded stomach; 33/35 patients with pangastritis (94.3%). Mild gastritis was present in 23/35 patients (65.7%) and moderate gastritis in 12/35 (34.3%). Atrophic gastritis were found in 5/35 patients (14.3%) and intestinal metaplasia in 4-35 (11.4%). All patients with intestinal metaplasia had atrophic gastritis. Of the 35 patients whom the excluded stomach were reached, Helicobacter pylori was positive in 7/35 patients (20%) and in 12/35 patients (34,3%) in the proximal pouch through the modified Giemsa staining. Statistical significance was not observed in the correlation between the endoscopic and histologic findings (p=0,2). The intensity of the histologic gastritis (inflammation) of the excluded stomach and the proximal pouch was associated to the presence of Helicobacter pylori (p < 0,05). All positive Helicobacter pylori patients in the excluded stomach were also positive in the proximal pouch (p = 0,0005). There were no complications during or after the procedure of double balloon endoscopy. In conclusion, the double balloon method has good success rate of access to the excluded stomach after vertical banded Roux-en-Y gastric bypass; the endoscopic and histologic findings indicate high prevalence of chronic gastritis, atrophy and intestinal metaplasia in the excluded stomach in this selected population; the Helicobacter pylori is present in the excluded stomach after Roux-en-Y gastric bypass; all patients positive for Helicobacter pylori in the excluded stomach were positive in the proximal pouch; and the intensity of inflammation of the excluded stomach and the proximal pouch associate with the presence of Helicobacter pylori.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
RogerioKuga.pdf (960.82 Kbytes)
Data de Publicação
2008-03-20
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2021. Todos os direitos reservados.