• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.5.2011.tde-07022012-112055
Documento
Autor
Nome completo
Alberto Hiroyuki Tomiyama
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2011
Orientador
Banca examinadora
Leite, Katia Ramos Moreira (Presidente)
Canavez, Juliana Moreira de Sousa
Pontes Junior, José
Título em português
Micro RNA em adenocarcinoma de próstata: caracterização da expressão em tumores de baixo grau, órgão-confinados
Palavras-chave em português
Adenocarcinoma
Antígeno prostático específico
Micro RNAs
Neoplasias próstata
Perfilação da expressão gênica
Resumo em português
Introdução: Os micro RNA (miRNA) são formados a partir de RNA precursores de fita dupla que contém entre 60 a 110 nucleotídeos e formam estruturas do tipo hairpin. Imediatamente após sua transcrição pela RNA polimerase II a enzima Dicer promove a clivagem do RNA precursor em seqüências menores contendo 19 a 22 nucleotídeos. Após a clivagem, o miRNA integra-se ao complexo silenciador induzido pelo RNA (RISC) que o conduz ao seu RNA mensageiro (mRNA) homólogo recém transcrito. Esta associação promove a degradação do mRNA, ou interfere na tradução da proteína caracterizando um grande mecanismo de controle da expressão dos genes. Este mecanismo está relacionado ao desenvolvimento de órgãos e tecidos, e está envolvido no processo de carcinogênese. Nosso objetivo é identificar um perfil de expressão de miRNA que defina o adenocarcinoma de próstata de prognóstico favorável e desfavorável considerando os níveis de PSA e dados anatomopatológicos. Materiais e métodos: Foram selecionados 53 pacientes com tumores desfavoráveis (mediana do escore de Gleason igual a 8, 79,2% estadiados pT3, mediana de PSA 10,1 ng/mL e mediana do volume tumoral de 23%) e 45 considerados favoráveis (mediana do escore de Gleason igual a 5, 80% estadiados pT2, mediana de PSA de 7,8 ng/mL e mediana do volume tumoral de 11,5%). O controle foi representado por 7 pacientes com hiperplasia prostática benigna (HPB). Todos os pacientes foram submetidos a prostatectomia radical pelo mesmo cirurgião. Os espécimes cirúrgicos foram examinados na sua totalidade pelo mesmo patologista. A análise dos miRNA foi feita a partir de tecido congelado e tecido incluído em parafina usando a técnica da reação em cadeia da polimerase em tempo real quantitativa (qRT-PCR) utilizando primers e sondas Taqman® específicas. O RNU43 foi usado como controle interno. Resultados: Com exceção dos miRNA 199a, 21, 15a, 16 e 25 que se mostraram subexpressos tanto nos casos desfavoráveis como nos favoráveis, houve uma diminuição global na expressão dos miRNA com redução estatisticamente significativa na expressão dos miRNA 143, 145 e 146a, 191, 218 e Let7c em tumores desfavoráveis em relação aos tumores favoráveis. Conclusão: Demonstramos que no processo de transição entre os carcinomas favoráveis e desfavoráveis de próstata existe uma perda global na expressão de miRNA que podem ser importantes controladores de expressão de uma série de genes relacionados a progressão desta neoplasia. Dados experimentais avaliando o papel desses miRNA devem ser conduzidos para que possamos definir seu papel na evolução do câncer de próstata
Título em inglês
Micro RNA in prostate adenocarcinoma : characterization of expression in low-grade tumors, organ-confined tumours
Palavras-chave em inglês
Adenocarcinoma
Gene expression profiling
Micro RNAs
Prostate-specific antigen
Prostatic neoplasms
Resumo em inglês
Introduction: micro RNA (miRNA) are formed from double-stranded RNA precursors that contain between 60-110 nucleotides and form structures such as hairpin. Immediately after their transcription by RNA polymerase II, the enzyme Dicer promotes the cleavage of precursor RNA sequences containing minor 19-22 nucleotides. After cleavage, the miRNA is part of the RNA-induced silencing complex (RISC) that leads to its messenger RNA (mRNA) newly transcribed counterpart. This association promotes the degradation of mRNA, or interferes with the protein translation characterizing a great mechanism for controlling gene expression. This mechanism is related to the development of organs and tissues, and may be involved in the process of carcinogenesis. Our goal is to identify a miRNA expression profile that distinguishes prostate adenocarcinoma of favorable and unfavorable prognosis considering the PSA and pathological findings. Material and Methods: We studied 53 patients with tumors considered unfavorable (Median of Gleason score 8, 79.2% staged pT3, median of PSA 10.1 ng/mL and median of tumor volume of 23%) and 45 considered favorable (Median of Gleason score 5, 80% staged pT2, median of PSA 7.8 ng/mL and median of tumor volume of 11.5%). The control group was represented by seven patients with benign prostatic hyperplasia (BPH). All patients underwent radical prostatectomy by the same surgeon. The surgical specimen was examined entirely by the same pathologist. The analysis of miRNA was made from frozen and paraffin embedded tissue by quantitative real-time polymerase chain reaction (qRT-PCR) using the Taqman® specific primers and probes. The RNU43 was used as a internal control. Results: Except for miRNAs 199a, 21, 15a, 16 e 25 that were underexpressed by both favorable and unfavorable prostate cancer, there was a global decrease of all miRNAs studied, and some differences were statistically significant as miRNAs 143, 145 e 146a, 191, 218 e Let7c that were underexpressed in unfavorable carcinomas compared favorable tumor. Conclusion: We have demonstrated that in the process of transition between favorable and unfavorable prostate cancer there is a global loss of expression of miRNAs. These molecules can be important controllers of a series of genes related to cancer progression. Experimental studies are needed in order to comprehend the role of these genes in prostate carcinogenesis
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2012-02-13
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2021. Todos os direitos reservados.