• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.5.1999.tde-18092014-113201
Documento
Autor
Nome completo
Marcelo Valente
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 1999
Orientador
Banca examinadora
Castro, Claudio Campi de (Presidente)
Barros, Nelio Garcia de
Machado, Gladston
Título em português
Torus Palatinus: estudo por Tomografia Computadorizada".
Palavras-chave em português
Adolescência
Crânio/radiografia
Criança
HIV/patogenicidade
Seguimentos
Tomografia computadorizada por raios X/métodos
Transmissão vertical de doença
Troca materno-fetal
Resumo em português
Estudou-se prospectivamente o comportamento das calcificações, da atrofia, das alterações da substância branca e alterações vasculares nas imagens de tomografia computadorizada de crânio de 162 crianças e adolescentes infectados pelo vírus da imunodeficiência humana (HIV) por transmissão vertical e que estavam ou estiveram em acompanhamento clínico no Ambulatório de Infectologia Pediátrica do Instituto da Criança do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, entre 1992 e 2002. Analisaram-se as possíveis correlações entre estas alterações e seu aspecto evolutivo. Para tal finalidade, foram avaliadas 606 tomografias computadorizadas de crânio (média de 3,74 exames por paciente), as quais constituíram o grupo de estudo. Após a caracterização quanto à presença ou não das alterações supracitadas, e suas possíveis inter-relações, realizou-se a análise estatística dos resultados obtidos através do teste exato de Fisher com nível de significância de 5%. Posteriormente, os mesmo aspectos foram avaliados em função do seu comportamento evolutivo em um subgrupo de 61 pacientes (média, 4,18 exames por paciente, totalizando 321 exames tomográficos). Estes pacientes tinham, pelo menos, quatro estudos tomográficos seriados (com intervalo mínimo de noventa dias entre os exames subseqüentes e pelo menos dois anos de intervalo total entre o primeiro e o último exame). As alterações tomográficas foram abordadas individual e qualitativamente segundo o critério de presença e intensidade. Inicialmente, o conjunto dos resultados foi tratado de forma individual (para cada paciente) e, depois, em relação à totalidade do grupo em questão. As calcificações foram encontradas em 46,30% dos pacientes; a atrofia, em 37,65%; as alterações da substância branca, em 25,93%; as anomalias vasculares, em 25,19%. Constatou-se uma correlação significativa entre as alterações de substância branca e a atrofia, bem como entre as calcificações e as alterações vasculares. A análise evolutiva destas características demonstrou haver um acréscimo significativo das alterações entre o momento inicial e o quarto momento no conjunto das alterações, sobretudo para as calcificações e para as alterações vasculares. Concluiu-se que as calcificações e a atrofia foram as alterações mais freqüentes nesta série de crianças e adolescentes com HIV adquirido por transmissão vertical. A atrofia e as alterações da substância branca apresentaram uma inter-relação importante na amostra descritiva, assim como as alterações vasculares e as calcificações mostraram uma associação evolutiva significativa em relação à sua progressão
Título em inglês
Cranial computed tomography in children and adolescents vertically infected with the human immunodeficiency virus
Palavras-chave em inglês
Adolescence
Child
Follow-up studies
HIV/pathogenicity
Infectious disease transmission vertical
Maternal-fetal exchange
Skull/radiography
Tomography X-ray computed/methods
Resumo em inglês
We prospectively studied the behavior of calcifications, atrophy, white matter and vascular abnormalities on the images of computed tomography (CT) of 162 children and adolescents infected with the human immunodeficiency virus (HIV) acquired by vertical transmission, who are or were clinically followed in the Ambulatory of Pediatric Infectology of the Children Institute at the Clinics Hospital of University of São Paulo Medical School, from 1992 to 2002. We analyzed the possible correlation between these abnormalities, as well as, their evolutive aspects. For this purpose, we evaluated 606 CT scans (mean 3.74 exams per patient), which composed the group of study. After the characterization according to the presence or not of the anomalies mentioned above, and their possible inter-relations, we performed a statistical analysis of the obtained results with the Fisher test with a level of significance below 5%. Later, these aspects were evaluated regarding its evolutive behavior in a subgroup of 61 patients (mean, 4.18 exams per patient, summing 321 exams). These patients had, at least, four serial cranial CT (with minimum interval of ninety days between the subsequent exams and, at least, two years of total interval between the first and the fourth exam). The cranial CT abnormalities presented were assessed individually as absent or present. Initially, the set results were assessed individually (for each patient) and, later in relation to the totality of the group. Calcifications were found in 46.30% of all patients, atrophy in 37.65%, white matter abnormalities in 25.93% and vascular anomalies in 25.19%. We found a significant correlation between white matter abnormalities and atrophy, as well as, between calcifications and vascular anomalies. Evolutive analysis of these characteristics demonstrated a significant increase of the abnormalities between the first and the fourth moment, with emphasis to the calcifications and vascular anomalies. We concluded that, calcifications and atrophy were the most frequent abnormalities in this series of children and adolescents with HIV acquired by vertical transmission. Atrophy and white matter abnormalities presented a significant correlation in the descriptive sample, as well as, vascular anomalies and calcifications that also demonstrated a significant evolutive association regarding its progression
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
MarceloValente.pdf (5.59 Mbytes)
Data de Publicação
2014-09-22
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2021. Todos os direitos reservados.