• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.5.2004.tde-14102014-091327
Documento
Autor
Nome completo
Sérgio Domingos Florenzano
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2004
Orientador
Banca examinadora
Castro, Claudio Campi de (Presidente)
Ajzen, Sergio Aron
Barbato, Alfonso Julio Guedes
Rochitte, Carlos Eduardo
Souza Junior, Arthur Soares
Título em português
Avaliação da função global e regional pela ressonância magnética com a técnica dos marcadores miocárdicos em pacientes na fase tardia do infarto da parede anterior do ventrículo esquerdo em acompanhamento clínico
Palavras-chave em português
Avanços da doença
Disfunção ventricular esquerda/fisiopatologia
Estudos de avaliação
Evolução clínica
Imagem por ressonância magnética/métodos
Infarto/diagnóstico
Marcadores biológicos/análise
Seguimentos
Resumo em português
O infarto agudo do miocárdio (IAM) é definido como uma necrose do miocárdio resultante de um comprometimento agudo de sua irrigação sang?ínea. As manifestações de insuficiência cardíaca (ICC) são comuns em pacientes com doença arterial coronariana (DAC) aguda ou crônica, acarretando significativa morbidade e mortalidade. O objetivo foi avaliar a função global e regional do ventrículo esquerdo (VE), através da Ressonância Magnética (IRM) com a técnica dos marcadores miocárdicos na evolução clínica dos pacientes na fase tardia do infarto da parede anterior do VE. Foi realizado seguimento longitudinal prospectivo da evolução da função da parede do ventrículo esquerdo. Foram avaliadas e comparadas entre si as várias etapas evolutivas de pacientes encaminhados pela Unidade Clínica de Coronariopatia Crônica e Unidade de Cirurgia Torácica e Cardiovascular do Incor-FMUSP. Entre dezembro de 2000 e fevereiro de 2003, estudamos 24 pacientes (19 homens e cinco mulheres), idade média de 54,33 ± 10,11 anos. Os estudos foram realizados na inclusão do paciente no protocolo, após 4 meses e 10 meses de seguimento. Os estudos foram realizados em repouso (rep) e durante o estímulo inotrópico com baixa dose de dobutamina (dob) (10 mcg/kg/ml). Nenhum paciente desenvolveu sintomas durante a infusão de dobutamina. Foram estudados os volumes diastólico (VDF) e sistólico (VSF) finais e a fração de ejeção (FE) com a técnica de cine ressonância, utilizando-se o método de Simpson para a análise. A função global e regional foi analisada com a técnica dos marcadores miocárdicos através da análise do encurtamento circunferencial (EC) global e regional nas áreas remotas, adjacentes e com infarto. Os resultados mostraram estabilidade nos valores encontrados (VDF,VSF e FE), tanto em repouso como durante a infusão de dobutamina (p=NS). A análise da função do VE com a técnica dos marcadores miocárdicos no grupo clínico mostrou melhora significante nos exames de controle, após 4 meses e 10 meses de seguimento na comparação das médias globais (p<0,001). Na comparação entre o repouso e a infusão de dobutamina do exame 1 (p=0,01), no exame 2 (p<0,001), no exame 3 (p<0,001). Nas regiões com infarto não houve diferença significante entre o grupo 1, 2 e 3 (comprometimento mural <=75%), o que pode ser evidenciado entre os grupos 1, 2 e 3 vs. grupo 4 ( comprometimento mural >75%)(p<0,001). Em conclusão, este estudo mostra a manutenção das variáveis da função ventricular esquerda (volumes e fração de ejeção) durante a evolução clínica. Os pacientes em acompanhamento clínico avaliados com a técnica dos marcadores miocárdicos mostraram melhora quantitativa da função global e regional na área com infarto, o que indica que este índice pode ser mais sensível na avaliação evolutiva da função ventricular esquerda.
Título em inglês
Evaluation by magnetic resonance with myocardial tagging technique of global and regional function of left ventricle in patients with chronic anterior myocardial infarction during clinical follow-up
Palavras-chave em inglês
Biological markers/analysis
Clinical evolution
Disease advances
Evaluation studies
Follow-up studies
Infarction/diagnostic
Magnetic resonance imaging/methods
Ventricular dysfunction left/physiophatology
Resumo em inglês
Acute myocardial infarction is defined as a myocardial necrosis resultant from an acute comitment of blood irrigation. Manifestations of cardiac failure are common in patients with acute or cronic coronary artery disease, with significant morbidity and mortality. Our goal was to valuate clinic evolution in patients with chronic myocardial infarction on the global and regional left ventricle (LV) systolic function by magnetic resonance imaging (MRI) with myocardial tagging technique. A longitudinal follow-up of LV function was done in patients on clinical treatment. Patients were referred from the Coronary Unit or Thoracic and Cardiovascular Surgery of the Heart Institute (InCor) - University of São Paulo Medical School. From December 2000 to February 2003, we studied 24 patients (19 men), mean age 54.33 + 10.11 years. Medical group was evaluated and compared among each follow-up steps (at protocol inclusion (E1), after 4 months (E2) and 10 months (E3) follow-up. The studies were performed at rest (R) and during inotropical stimulus with low dose of dobutamine (D) (10 mcg/kg/ml). The end diastolic (EDV) and systolic (ESV) volumes were studied and ejection fraction (EF) with the cine resonance technique using Simpson method. Global and regional function was also analized with the myocardial tagging technique. The variables studied were the global and segmental circumferencial shortening (CS) in remote, adjacent and infarcted areas. Medical group showed no differences in EDV, ESV and EF (p=NS). LV function analysis with the myocardial tagging techniques showed an significant improvement in the exams performed at E1, E2 and E3 follow-up on global average (p<0,001), in E1 at R vs. D (p=0,023), E2 R vs. D (p=0,001), E3 R vs. D (p=0,008). CS in infarcted areas showed no significant differences between group 1 , 2 and 3 (infarcted area <=75%) but differences were seen between group 1 , 2 and 3 vs. group 4 (infarcted area >75%)(p=0,006). In conclusion, this study showed no differences in LV volumes and ejection fraction. The patients in clinical follow up showed quantitative improvement at global and regional function at infarcted areas with the myocardial tagging techniques, which seen a better index for LV function follow-up
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2014-10-14
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2023. Todos os direitos reservados.