• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.5.2016.tde-06062016-093859
Documento
Autor
Nome completo
Marcelo Bordalo Rodrigues
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2016
Orientador
Banca examinadora
Cerri, Giovanni Guido (Presidente)
Buchpiguel, Carlos Alberto
Fernandes, Artur da Rocha Correa
Rezende, Marcelo Rosa de
Título em português
Avaliação da acurácia da ressonância magnética no diagnóstico das lesões traumáticas do plexo braquial
Palavras-chave em português
Análise estatística
Diagnóstico por imagem
Imagem de difusão por ressonância magnética
Imagem por ressonância magnética/métodos
Nervos periféricos/cirurgia
Plexo braquial/lesões
Sensibilidade e especificidade
Resumo em português
A lesão do plexo braquial é considerada a alteração neural mais grave das extremidades. A principal causa é o trauma de alta energia, especialmente acidentes envolvendo veículos a motor. Por este motivo, as lesões traumáticas do plexo braquial são cada vez mais frequentes. O presente estudo avaliou a acurácia da ressonância magnética (RM) no diagnóstico das lesões traumáticas do plexo braquial no adulto, utilizando o achado intraoperatório como padrão-ouro. Também foi avaliada a acurácia da neurografia pesada em difusão (neurografia DW) em relação à RM convencional e a capacidade de diferenciação dos três tipos de lesão: avulsão, ruptura e lesão em continuidade. Trinta e três pacientes com história e diagnóstico clínico de lesão traumática do plexo braquial foram prospectivamente estudados por RM. Os achados obtidos pela RM sem e com o uso da neurografia DW, e os achados de exame clínico foram comparados com os achados intraoperatórios. A análise estatística foi feita com associação de significância de 5%. Observou-se alta correlação entre a RM com neurografia DW e a cirurgia (rs=0,79), e baixa correlação entre a RM convencional e a cirurgia (rs=0,41). A correlação interobservador foi maior para a RM com neurografia DW (rs = 0,94) do que para a RM sem neurografia DW (rs = 0,75). Os resultados de sensibilidade, acurácia e valor preditivo positivo foram acima de 95% para as RM com e sem neurografia DW no estudo de todo o plexo. As especificidades foram, em geral, maiores para a neurografia DW (p < 0,05). Em relação à diferenciação dos tipos de lesão, a RM com neurografia DW apresentou altas acurácias e sensibilidades no diagnóstico da avulsão/rotura, e alta especificidade no diagnóstico da lesão em continuidade. A acurácia da RM (93,9%) foi significativamente maior que a do exame clínico (76,5%) no diagnóstico das lesões de todo o plexo braquial (p < 0,05).
Título em inglês
Evaluation of magnetic resonance imaging accuracy in the diagnosis of traumatic brachial plexus injuries
Palavras-chave em inglês
Brachial plexus/injuries
Diagnostic imaging
Diffusion magnetic resonance imaging
Magnetic resonance imaging/methods
Peripheral nerve injury/surgery
Sensitivity and specificity
Statistical analysis
Resumo em inglês
Brachial plexus injury is considered the most severe neural disorder in the extremities and in general resulting from high-energy trauma in young patients, usually involving motor vehicles. For this reason, traumatic brachial plexus injuries are becoming more frequent. This study evaluated the accuracy of magnetic resonance imaging (MRI) in the diagnosis of traumatic brachial plexus injuries in adults, using surgical findings as the gold standard method. We also evaluated the accuracy of diffusion weighted image neurography (DW neurography) compared to conventional MRI and the ability to differentiate the three types of injuries by MRI: avulsion, rupture and lesion-in-continuity. Thirty-three patients with clinical history and diagnosis of traumatic brachial plexus injury were prospectively studied by MRI. MRI findings (obtained with and without use of DW neurography) and clinical examination were compared with intraoperative findings. The statistical analysis was performed with 5% significance association. There was high correlation between MRI with DW neurography and surgery (rs = 0.79) and low correlation between conventional MRI and surgery (rs = 0.41). The interobserver correlation was higher for MRI with DW neurography (rs = 0.94) than for regular MRI (rs = 0.75). The sensitivities, accuracies and positive predictive values were above 95% for MRI (with and without DW neurography) in the evaluation of the entire plexus. The specificities were generally higher for DW neurography (p < 0.05). Regarding the differentiation between types of lesions, MRI with DW neurography demonstrated high accuracies and sensitivities in the diagnosis of avulsion / rupture and high specificity in the diagnosis of lesion-in-continuity. MRI accuracy (93.9%) was significantly higher than clinical examination (76.5%) in diagnosis of brachial plexus traumatic lesions (p < 0.05).
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2016-06-06
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2022. Todos os direitos reservados.