• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
https://doi.org/10.11606/T.5.2022.tde-20072022-111121
Documento
Autor
Nome completo
Marcelo Tannous
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2022
Orientador
Banca examinadora
Alves, Milton Ruiz (Presidente)
Andrade, Breno Barth Amaral de
Carricondo, Pedro Carlos
Damico, Francisco Max
Título em português
Estudo comparativo de estereopsia, aniseiconia e sintomas associados, em pacientes pseudofácicos bilaterais, com e sem anisometropia
Palavras-chave em português
Aniseiconia
Anisometropia
Catarata
Facoemulsificação
Percepção de profundidade
Pseudofacia
Resumo em português
Objetivos: Comparar estereopsia, aniseiconia, e sintomas associados, em pacientes pseudofácicos bilaterais, com e sem anisometropia. Métodos: Foi realizado estudo clínico transversal em população de portadores de catarata senil, submetidos previamente à facoemulsificação com implante de LIO monofocal em ambos os olhos. Os pseudofácicos foram divididos em dois grupos: Grupo Controle (n=69) - diferença na refração pós-cirúrgica interocular pelo EE <1,00D e Grupo Anisometropia (n=42) - diferença na refração pós-cirúrgica interocular pelo EE 1,00D. A aniseiconia foi mensurada com o emprego do software Aniseikonia Inspector 3 e a estereopsia com o emprego do Randot estereoteste. A avaliação de dez sintomas associados com aniseiconia foi feita com a aplicação de um questionário. A análise dos dados foi feita por meios dos seguintes modelos estatísticos: análise univariada, multivariada e regressão múltipla. Resultados: A aniseiconia induzida pelas cirurgias de catarata foi de 0,64±1,41 % (Grupo Controle) e 0,62 ±1,76 % (Grupo anisometropia), diferença não significante (p=0,766). A estereopsia mensurada foi de 1,95±0,17 log10 segundos de arco (Grupo Controle) e de 2,12±0,22 log10 segundos de arco (Grupo Anisometropia), diferença significante (p<0,0001). A média dos sintomas associados com aniseiconia foi de 1,39±0,46 (Grupo Controle) e de 1,44±0,44 (Grupo Anisometropia), diferença não significante (p=0,461). A contribuição das variáveis independentes na predição da estereopsia no Grupo Anisometropia foi a seguinte: comprimento axial (18,06%); anisometropia (EE) (44,53%), aniseiconia (25,71%) e poder da LIO (11,71%). Conclusões: O estudo mostrou que estereopsia, aniseiconia e sintomas associados não representaram um problema substancial para o conforto visual de pacientes pseudofácicos bilaterais com anisometropia < 3D
Título em inglês
A comparative study of stereopsis, aniseikonia, and symptoms associated, in patients with bilateral pseudophakia, with and without anisometropia
Palavras-chave em inglês
Aniseikonia
Anisometropia
Cataract
Depth perception
Phacoemulsification
Pseudophakia
Resumo em inglês
Objectives: To compare stereopsis, aniseikonia, and symptoms associated, in bilateral pseudophakia, with and without anisometropia. Methods: A cross-sectional clinical study was conducted with a population of patients with senile cataracts, previously scheduled for phacoemulsification with unifocal IOL implant in both eyes. The pseudophakics were divided into two groups: Control Group (n=69) - difference interocular post-surgical refraction in spherical equivalent (SE) <1.00D and Anisometropia Group (n=42) - difference interocular post-surgical refraction in SE 1.00D. The aniseikonia was evaluated in the Aniseikonia Inspector 3 and stereopsis in the Randot stereotest. The evaluation of ten symptoms related to aniseikonia was done by applying a questionnaire. Statistical evaluation of data included models of univariate, multivariate, and regression analysis. Results: The aniseikonia induced by cataract surgery was 0.64±1.41% (Control Group) and 0.62 ±1.76% (Anisometropia Group), a non-significant difference (p=0.766). The stereoacuity measured was 1.95±0.17 units log10 arc seconds (Control Group) and 2.12±0.22 units log10 arc seconds (Anisometropia Group), a significant difference (p<0.0001). The mean of symptoms associated with aniseikonia were 1.39±0.46 (Control Group) and 1.44±0.44 (Anisometropia Group), a non-significant difference (p=0.461). The contribution of independent variables in predicting the stereopsis in the Anisometropia Group was the following: axial length difference (18.06%); SE difference (44.53%), aniseikonia (25.71%), and IOL power difference (11.71%). Conclusions: The study showed that stereopsis, aniseikonia, and associated symptoms did not stand for a substantial problem for visual comfort of bilateral pseudophakic patients with anisometropia < 3D
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
MarceloTannous.pdf (1.97 Mbytes)
Data de Publicação
2022-07-20
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2023. Todos os direitos reservados.